10 coisas que os japoneses detestam nos JRPGs

por Tiago Gonçalves
10 coisas que os japoneses detestam nos JRPGs

De regresso aos assuntos sobre a nação e capital internacional do Anime, trago-vos hoje uma notícia que combina Japão, Anime e Videojogos. Reparem que, sozinhos, estes três temas tornam-se, de certo modo, naturais em sites de notícias, mas combinados proporcionam, com certeza, diversão e algumas gargalhadas. Por isto, é que decidi publicar e divulgar esta notícia, sempre com a esperança que seja do vosso agrado e interesse. Vamos a ela.

Um tópico de um fórum nipónico sobre JRPG’s (aka Japanese Role Playing Games) veio revelar a forma negativa como este tipo de jogo é encarado pelo povo japonês. Sem demoras, segue-se uma lista de 10 coisas que levam os nossos amigos do Oriente a olhar para os JRPG’s desta forma.

 

10 coisas que os japoneses detestam nos JRPGs

 

1. As personagens são sempre homens ou mulheres bem parecidos.

2. Sempre a mesma sequência “Vídeo – Diálogo – Vídeo”.

3. Há sempre uma fase em que abrimos cofres ou tesouros sem permissão.

 

10 coisas que os japoneses detestam nos JRPGs

 

4. Existe sempre uma variedade enorme de personagens, mas apenas algumas podem ser usadas em batalhas e durante o jogo.

5. Todo o conteúdo do jogo está dependente da sua banda sonora e dos atores de voz, esquecendo precisamente a parte que interessa aos jogadores: O JOGO!

6. Milhares de pessoas estão sempre online para comprar e reservar conteúdos extra.

 

10 coisas que os japoneses detestam nos JRPGs

 

7. Existem sempre conteúdos escondidos que nunca ninguém entenderá a não ser que leia um livro com dicas (aka “Walkthrough“).

8. O protagonista faz sempre o contrário daquilo que se pensa que ele vai fazer.

9. O jogador passa a vida em demandas e, de repente, sem ninguém perceber muito bem como, é considerado um herói e salvador do mundo.

10. O simples facto de se chamarem JRPG’s.

 

Como podemos ver, o público japonês é muito exigente com a sua própria cultura. Será por isso que a cultura japonesa é tão apreciada internacionalmente? Qual é a vossa opinião?

Nota: Este género de jogo, tipicamente japonês, em que não existe um final definido, isto é, no qual o jogador pode jogar até se fartar, por cá é mais conhecido por RPG (Role Playing Game).

 

Fonte: Crunchyroll

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.