30% de Estúdios Anime com Prejuízos em 2018 – Pesquisa

por Usagi Wright
30% de Estúdios Anime com Prejuízos em 2018 - Pesquisa

A empresa de pesquisa financeira Teikoku Databank publicou uma pesquisa da indústria de produção de anime, onde informou que 30,4 por cento das empresas de produção de anime estavam no “vermelho” no que tange aos seus lucros e perdas finais em 2018 – o primeiro aumento em três anos e o maior percentual dos últimos dez anos.

 

30% de Estúdios Anime com Prejuízos em 2018 – Pesquisa

30% de Estúdios Anime com Prejuízos em 2018 - Pesquisa

 

A pesquisa também revelou que 23,2 por cento das empresas viram reduções nas suas receitas e 34,1 por cento aumentaram as mesmas, um valor que leva à primeira queda neste percentual em dois anos. Entre os estúdios contratados principais ou subcontratados importantes, 35,6 por cento relataram um aumento nas receitas. Estes estúdios tiveram uma faturação média de 1,663 mil milhões de ienes (cerca de 14 milhões de euros). Falando de estúdios especializados, 54,7 por cento informaram uma queda na receita.

A receita total das empresas de produção de anime em 2018 foi de um recorde de 213,173 mil milhões de ienes (cerca de 1,80 mil milhões de euros). Este foi o oitavo ano consecutivo desde 2011 no qual estas entidades estabeleceram um novo recorde no total dos rendimentos. A Teikoku Databank atribuiu o aumento às principais empresas produtoras, garantindo uma quantidade adequada de produção e continuando a melhorar o volume desta, apesar da escassez de recursos humanos e altos custos da terceirização no setor como um todo.

A empresa financeira responsável por esta pesquisa reuniu dados de 256 estúdios de produção de anime e revelou os seguintes dados:

  • Cerca de 90% das empresas estão localizadas em Tóquio;
  • 32,4% têm cinco ou menos funcionários em 2019 (em 2018, era 33,7%);
  • 34,0% têm de 6 a 20 funcionários (em 2018, era 32,5%);
  • 60,1% das empresas são pequenas empresas com receita inferior a 300 milhões de ienes (cerca de 2.5 milhões de euros) em 2019, o que não é uma mudança significativa em relação ao ano passado.

 

30% de Estúdios Anime com Prejuízos em 2018 - Pesquisa

 

A receita média por estúdio em 2018 foi de 843 milhões de ienes (cerca de 7.1 milhões de euros), um aumento de 8,1 por cento em relação ao ano anterior. Foi a primeira vez desde 2006-2007 (11 anos atrás) que a receita média da empresa aumentou por dois anos consecutivos, sendo que esta atingiu o pico em 2007 com 992 milhões de ienes (cerca de 8.4 milhões de euros). A média estava em declínio desde então, devido ao aumento de empresas iniciantes e à terceirização da produção de anime para outras partes da Ásia.

Por fim, a Teikoku Databank observou que seis das empresas estudadas entraram em falência em 2018 e mais cinco cessaram as operações ou foram dissolvidas. O Banco de Dados Teikoku atribuiu as falências a menores preços unitários dos contratos e custos de mão-de-obra, devido à escassez de recursos humanos, aumento dos custos de pagamento aos subcontratados e instâncias comuns de fluxo limitado de dinheiro.

 


Artigos Relacionados

Indústria Filmes da China irá Eclipsar a dos EUA

Designer de Personagens expressa Desalento com a Indústria

Berserk 2016 – Indústria tem Falta de Diretores de Animação


 

Fonte: AnimeNewsNetwork

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.