As promessas não entregues de Listeners – Análise

A três meses atrás fiz minhas primeiras impressões de Listeners, lembro-me de estar muto animado e hypado com as possibilidades. De início imaginei que Listeners seria uma história com grande foco num desenvolver filosófico e fui surpreendido por um anime de mecha. Como tudo desenvolveu-se, veremos agora!

~~ Esta análise está repleta de spoilers ~~

 

Key Art – Listeners

 

As promessas não entregues de Listeners

Listeners apresentou-se como um anime que se desenrolaria num mundo onde o conceito de música deixou de existir. Neste mundo, Echo encontra uma menina com uma entrada de cabo no corpo, Myuu. O que a sinopse não nos conta é que: neste mundo as Caixas de Som são robôs gigantes e que existem monstros chamados Earless.

Pessoas com a “entrada de cabo” são os Players, e ao conectar um Player com uma caixa de som, ou Equipment, o robô é ativado. Desta forma é possível lutar contra os Earless, os robôs usam ataques baseados em ondas sonoras e configurações semelhantes a shows.

 

Echo e Myuu.

 

O mundo de Listeners

Tudo que ocorre na história de Listeners é consequência de um evento de há 10 anos atrás. Diversos reinos e cidades se juntaram para realizar um festival, o objetivo era erradicar todos os Earless, mesmo que algumas pessoas acreditassem ser possível conviver com eles. O festival foi um fracasso quando Jimi Stonefree, o maior Player de todos, desiste de ajudar os humanos e some, destruindo tudo ao seu redor.

10 anos após esta tragédia Echo encontra Myuu, uma garota que parece-se muito com Jimi, e sai pelo mundo para tentar descobrir quem ela é. Nesta aventura os dois encontra-se com todos os envolvidos com o festival de há 10 anos atrás, começam a ouvir coisas sobre Jimi e decidem procurá-lo.

De cada pessoa com quem eles se cruzam recebem novas informações. Então tentam decifrar o grande mistério: o que aconteceu 10 anos atrás?

 

Jimi Stonefree

 

Os problemas

Não pouparei Listeners, ele tem vários problemas! O primeiro é a “continuidade”. Do primeiro para o segundo capítulo parecemos estar a ver outro anime. As seguidoras de Dada aparecem e, desculpem-me a fala, vomitam-nos uma série de informações, que sequer são explicadas no resto do anime. Eu perdoaria se fosse somente uma vez, mas esta, muito esquisita, fórmula repete-se a cada novo encontro.

O segundo problema é o “conceito”. Jim, o criador do anime, tinha uma mensagem a passar, e ela até que é passada, mas quando a história falha na sua “continuidade” fica difícil absorver a mensagem, e o conceito acaba por perder-se.

O terceiro problema são os próprios personagens, não quero entrar muito a fundo, mas ao meu ver, eles são extremamente superficiais na sua tentativa de serem profundos. Cada personagem tem uma boa história e uma boa peça do quebra cabeça a ser montado, mas tudo isso desaparece quando nem sequer a história estamos a entender.

 

Echo e Myuu com seu Equipment desligado.

 

As coisas boas

Não serei de todo cruel, há coisas bem boas em Listeners. A primeira e principal, “Into the blue’s” por ACCAMER:

 

A música de abertura é da maior qualidade possível! Jesus como amo esta música, estou a ouvi-la pelo menos três vezes por dia.

Bem, tirando a abertura… Temos a mensagem. SIM! COMO PODE? A mensagem de Listeners, ao menos a que eu consegui entender, é ótima. Preparem-se para spoilers: no final de tudo, humanos e Earless não são diferentes. Na verdade são muito parecidos, tudo que era necessário era ouvi-los e fazer eles ouvirem. Aqui esta a grande jogada, os Earless na verdade são Listeners. Não monstros que não escutam, mas sim outro tipo de pessoa que quer ser escutado. No final o que une humanos e Listeners são as ondas e sentimentos transmitidos pelos Players, ou seja música.

Damn, como músico eu fico admirado, sim a música é aquilo que rompe qualquer limitação! Não importa a língua, não importa a cor, não importa o lugar do mundo, música é música. E ela fala aos corações de todos os que estão dispostos a ouvir. E transforma o coração daqueles que não estão dispostos, mas acabam por ouvir.

 

Myuu

 

O julgamento final

Sabem, talvez eu esteja tentando encontrar algo de bom em Listeners, ao explicar algo que não está ali, mas foi assim que eu vi o anime, e está é a mensagem que eu acabei por pegar. Mesmo assim, ao meu ver, Listeners falhou em transmitir sua mensagem e em cativar seu público. Por isso sou obrigado a não recomendar Listeners, e acho que está é a primeira vez que faço isto.

Quero saber de vocês! Quem mais viu Listeners? Também teve as mesmas impressões que eu? Deixem suas opiniões e vemos-nos na próxima!

 

 

Artigos Relacionados

Tsuki ga Michibiku Isekai Douchuu – Novel recebe Anime

Date A Bullet – 2.º Filme Anime revela Trailer

Dr. Ramune Mysterious Disease Specialist – Anime revela Vídeo Promo

2 comentários

LEANDRO SANTOS 7 Julho, 2020 - 1:07

a desilusão completa.

o primeiro episódio e a premissa até prometeram, mas depois a sua execução foi fraca.
personagens básicos que tentam transmitir uma mensagem de igualdade, e se a mensagem é boa, a forma como é transmitida é muito sem sal, chegando a ser monótona. a história é contada a correr, personagens aparecem e desaparecem com facilidade.
a narrativa é fraca tal como os diálogos não conseguindo transmitir nenhuma emoção, uma pena pois o anime prometia.

ponto positivo para a banda sonora que foi muito boa.

Roberto Filho 14 Julho, 2020 - 14:30

Concordo em todos os pontos Leandro!
É uma grande infelicidade.

Comentar