Blue Period Episódios 2 e 3 – Opinião

Blue Period está a ir e a bom ritmo. Sei que o passing é mais apressado para não dar seca a ninguém, mas se aprender arte fosse assim tão fácil, estávamos nós bem.

 


Podes consultar AQUI todas as opiniões de Blue Period


Blue Period Episódios 2 e 3 – Opinião

 

Blue Period Episódio 2

Em apenas dois episódios, Yatora mergulhou de cabeça no mundo das artes. E é claro que o nosso protagonista tinha que começar com o desenho de objetos à vista, utilizando aquela técnica de medir as dimensões dos objetos com o lápis que eu nunca entendi nem faço ideia como funciona. Mas, deixando a minha aselhice de parte…

 

 

Gostei de ver o modo como Yatora apanhou uma coça a desenhar tanto que já nem podia das costas. Mesmo sabendo que o rápido desenvolvimento artístico dele não é muito realista, (quem me dera que isto fosse assim), apreciei o modo como a sua visível paixão pelas artes o ajudou a convencer a sua mãe do seu novo percurso. Aliás, a cena em que Yatora fala com ela sobre a sua paixão pelas artes, é de deixar lágrima no cantinho do olho.

O resto deste segundo episódio basicamente foi a malta a stressar com os exames (o que é sempre relatable) e a despedir-se dos senpais, especialmente da fofinha Mori-senpai, que fez um desenho lindíssimo para o Yatora, com uma deusa grega 🙂

Adeus senpai, esperamos voltar a ver-te em breve! Vamos ter saudades T-T

 

Blue Period Episódio 3

Neste episódio, somos atirados para a cram school de Yatora e de Yuka. E é logo na primeira aula que Yatora se apercebe da triste realidade: há muitas pessoas melhores do que ele e a vida é injusta. Mas o pobre do Yatora não tem outro remédio senão tentar (pelo menos) cair nas boas graças dos meninos prodígio. O mais nerve-racking  dos génios é Takashi, que está 24/7 chateado da vida, com umas grandes trombas. Felizmente os outros dois exemplares têm uma atitude mais positiva na vida: Kuwana, a artista excêntrica; e Hashida, com umas tranças de fazer inveja a qualquer um.

 

 

Mas, agora que ficaram feitas as apresentações, atrevo-me a pôr de lado as composições artísticas de Yatora sobre a tutoria da Ooba-sensei, para abordar um tema muito relevante: Os struggles de Yuka. Não é todos os dias que vemos boa representação de pessoas travesti, e não só. O modo como Yuka descreve a sua situação de uma forma brutalmente honesta dá arrepios na espinha. Porque a sociedade é mean para as pessoas diferentes até dizer chega, né?

E vocês? O que acharam Blue Period episódios 2 e 3? Comentem em baixo!

 

Artigos Relacionados

3 Anime nos quais aparecem Acompanhantes

Sasaki and Miyano – Anime revela Dia de Estreia

Made in Abyss – 2ª Temporada recebe Vídeo Promocional