Dragon Ball Evolution | Análise Live Action

Foi no ano 2009 que Dragon Ball, obra criada por Akira Toriyama, migrou do Oriente para o Ocidente por intermédio de um filme Live-Action. Ora ainda antes da estreia de Dragon Ball Evolution, já havia gente que não via este projeto com bons olhos, com receio que a América voltasse a "destruir" outra obra nipónica.…
Dragon Ball Evolution | Análise Live Action
Dragon Ball Evolution | Análise Live Action
2016-03-23

Dragon Ball Evolution

Enredo - 1.5
Elenco - 3.2
Produção Visual - 3.7
Banda Sonora - 3.9
Adaptação - 1.7
28

2.8

Medíocre

Um insulto à maior obra de Akira Toriyama.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 1.31 ( 9 votos)
3

Foi no ano 2009 que Dragon Ball, obra criada por Akira Toriyama, migrou do Oriente para o Ocidente por intermédio de um filme Live-Action. Ora ainda antes da estreia de Dragon Ball Evolution, já havia gente que não via este projeto com bons olhos, com receio que a América voltasse a “destruir” outra obra nipónica. Já depois da sua estreia, as críticas aumentaram, com o próprio Toriyama a apontar o dedo à 20th Century Fox. Posto isto, hoje é a minha vez de opinar sobre esta produção que, a meu ver, merece muitas das críticas negativas de que foi alvo.

 

Dragon Ball Evolution | A História

Há muito tempo atrás, Piccolo, com a ajuda de Oozaru, apoderou-se do planeta Terra. Tempos negros, que só foram ultrapassados mais tarde quando um grupo de guerreiros conhecido por Ma Fu Ba conseguiu aprisionar Piccolo e fazer com que Oozaru desaparecesse. A paz tinha voltado ao planeta.

Acontece que, inexplicavelmente, Piccolo está de volta e procura desesperadamente as 7 Bolas de Cristal, destruindo tudo e todos os que se atrevessem no caminho para o seu objetivo. Desta vez, o “guerreiro-verde” não tem pela frente o grupo Ma Fu Ba, mas sim o jovem Goku, Bulma, Tartaruga Genial (Master Roshi), entre outros guerreiros, que prometem complicar-lhe a vida.

 

 

Dragon Ball Evolution ou Dragon Ball Reduction?

Depois de ver o filme, algo que só aconteceu recentemente, não posso deixar de me questionar sobre as verdadeiras intenções dos responsáveis por Dragon Ball Evolution. Afinal, era potenciar (ainda mais!) a obra original neste lado do globo ou reduzir Dragon Ball quase a cinzas? Com certeza que é um anime muito complicado de ser adaptado em formato real, particularmente pelas batalhas e construção de algumas personagens. Porém, como vamos perceber mais a frente, isto está tão díspar em todos os aspetos que sinceramente nunca deviam ter ousado sequer chamar a isto Dragon Ball. Mesmo em efeitos especiais, já não faltam vídeos no youtube fanmade com outra categoria. Caso para dizer que a paixão pelas obras conta muito, senão vejamos:

 

Dragon Ball Z | Saiyan Saga – K&K Productions

 

 

Dragon Ball Z | Light of Hope – RobotUnderdog2

 

 

Dragon Ball Z | The Fall of Men – BlackSmokeFilms

 

 

Dragon  Ball Evolution | Um guião que deixou muito a desejar

O primeiro grande problema de Dragon Ball Evolution está na sua história. Muitas são as falhas neste aspeto, apenas e só por incompetência. Não estamos a falar alterações à história original para facilitar uma produção real, mas sim de várias falhas e situações por explicar que acontecem durante esta longa-metragem. Há tanta coisa confusa que eu mesmo tive dificuldade em construir a sinopse do filme em cima para os leitores que ainda não conhecem Dragon Ball Evolution.

O primeiro erro está logo no início, quando não é perceptível de maneira nenhuma como Piccolo, depois de há tantos anos ter sido aprisionado pelos elementos do Ma Fu Ba, se conseguiu libertar do feitiço que foi alvo e voltar ao ativo. Mas isto é apenas uma amostra. Na verdade, uma das partes mais gritantes é aquela em que Goku se lembra de levar consigo a Dragon Ball de 4 estrelas para a festa de aniversário da Chichi só porque sim. Ou melhor, porque os realizadores precisavam que o avô de Goku morresse sem estar lá o neto e a Bola de Cristal e então deu jeito. Ridículo!

Caríssimos leitores, estes são apenas algumas das muitas falhas que o guião deste filme contém. Alguns erros estão diretamente relacionados com a obra e a sua adaptação, enquanto que outros são meramente de desleixo e despreocupação para com esta produção de responsabilidade acrescida. Afinal de contas, estavam muitos, mas muitos fãs de Dragon Ball de olho neste projeto. Parece que isso de pouco valeu para James Wong e respetivos colegas de trabalho. Bem, para os mais interessados, segue-se um vídeo que aponta muitas das falhas aqui contidas. 22 minutos de vídeo? Pois, é só para terem uma ideia.

 

 

Dragon Ball Evolution | Efeitos Especiais

Por norma, a grande dificuldade de se adaptar animes para live-actions está nos efeitos especiais. Nem sempre é o caso, mas na maior parte das vezes é disso que se trata. Numa obra como Dragon Ball, este seria um dos seus principais problemas como referi em cima. Todavia, nem nesta vertente se viu uma tentativa por parte do estúdio em sobressair-se pela positiva. Pelo contrário! A qualidade dos efeitos especiais não vai além do satisfatório, e a sua relação qualidade/adaptação deixa muito a desejar. A maior prova disso mesmo é o Kamehameha de Son Goku na parte final da longa-metragem. Chamam àquilo Kamehameha? A mim parece-me o Rasengan do Naruto! Só para que conste, o ataque final de Piccolo também não tem nada de parecido com os apresentados na obra original. Tristeza!

 

 

Dragon Ball Evolution | O Elenco

Quando se trata de um filme com um número de críticas tão avassalador como é o caso de Dragon Ball Evolution, fica complicado ser imparcial na avaliação do elenco, tal é a carga negativa com que já estou sobrecarregado. Confesso que não fiquei impressionado (pela positiva) com o desempenho de qualquer um dos atores. Se a culpa é deles, isso já é mais difícil de dizer.

Apesar de tudo, não posso deixar de comparar estas personagens com as da história original e de me perguntar o porquê da Bulma (Emmy Rossum) ser tão diferente. Já sabia que ela era uma grande cientista, mas nunca imaginei que fosse tão boa com armas de fogo. Já Master Roshi (Yun-Fat Chowl) penso que nunca o conhecemos tão novo como aqui. Vá lá que este ou menos tem jeito para as Artes Marciais e consegue criar alguns momentos engraçados. Son Goku (Justin Chatwin) não tem nada a ver com aquele que sempre conhecemos. Este é mais inteligente, menos inocente e anda na escola. Chi Chi (Jamie Chung) e Yamcha (Joon Park) estão fiéis dentro do pouco que lhes é possível e Piccolo (James Marsters) é difícil de comparar. Embora seja o antagonista principal, este guerreiro com aspeto de alien é muito pouco interventivo. Mas tem uma ajudante, chama-se Mai (Eriko Tamura). Então essa não era a ajudante do Pilaf? Pois …

 

 

Dragon Ball Evolution | Juízo Final

Nem para fãs nem para não fãs! Sinceramente, penso que qualquer verdadeiro fã de Dragon Ball se sente revoltado com a leviandade com que foi encarado este projeto. A 20th Century Fox não tinha noção do que tinha em mãos quando assumiu esta adaptação, ou se tinha então perdeu todo o seu sentido de responsabilidade. Com uma banda sonora que não referi antes e que também passa despercebida, Dragon Ball Evolution falha em todos os aspetos aqui referidos. É mesmo difícil encontrar algo de positivo.

Em suma, o filme não consegue conquistar os desconhecedores da criação de Akira Toriyama de tantas lacunas que apresenta. Não consegue ir contra os defensores (e eles são cada vez mais!) da ideia que as adaptações de animes para live-actions americanos apenas denigrem a boa reputação conquistada pelas obras originais. Só entristece e revolta aqueles que sempre tiveram um grande carinho por esta história. Para terminar, se por alguma razão a ideia era pegar nas bases de Dragon Ball e extrapolar para algo diferente, então, mesmo aí, falharam redondamente e nunca deviam ter usado Dragon Ball no título.

Uma vez que esta análise teve vários vídeos a sustentar as críticas aqui apresentadas, não posso deixar de partilhar um outro que, de forma bem resumida, aponta algumas das falhas de Dragon Ball Evolution, bem como o tradicional trailer.

 

 

 

 

Artigos Relacionados

Sabikui Bisco Episódio 3 – Opinião

Mangaka de A Silent Voice desenha personagens para anime original

Elden Ring atinge estado Gold