Kiyoshi Kurosawa vence Leão de Prata no Festival de Veneza

A 77ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza ocorreu de 2 a 12 de setembro de 2020, na cidade que lhe dá o nome, em Itália. É o festival mais antigo do mundo, contando já com 88 anos de vigência.

2020 foi o ano de o realizador japonês Kiyoshi Kurosawa levar para casa o Leão de Prata de Melhor Realizador, com o seu mais recente filme “Spy no Tsuma” (Wife of a Spy). Kiyoshi Kurosawa é assim o primeiro director japonês a receber o prémio em 17 anos, sendo ainda o terceiro a receber um Leão de Prata seguido de Takeshi Kitano em 2003, com “Zatoichi”, e Kenji Mizoguchi em 1956, com “The Life of Oharu” (“Saikaku Ichidai Onna”).

O Leão de Ouro foi para “Nomadland”, o terceiro filme da realizadora chinesa Chloé Zhao.

 

Kiyoshi Kurosawa vence Leão de Prata no Festival de Veneza 2020

 

A atriz Cate Blanchett, que fez parte do júri, disse em entrevista que a escolha do vencedor do Leão de Prata foi uma “decisão difícil de tomar”, mas que a escolha de Kurosawa era “inegável nessa avaliação final”.

“É uma grande surpresa. Estou muito feliz com as palavras”, disse Kurosawa numa mensagem de vídeo enviada ao festival. “Nunca sonhei que iria receber tão agradável presente na minha idade. Penso que fiz bem em continuar a fazer filmes por um longo período.”

Em entrevista ao Variety, Kiyoshi Kurosawa afirmou:

É a primeira vez que não posso ir a um festival grande como este. Gostaria que os três membros do elenco principal vissem o filme com o público. É realmente lamentável que eles não tenham podido ir.

 

Quanto ao facto de ser o seu primeiro filme de época, mas ainda assim ter colocado certas cenas perturbadoras que lembram dos filmes de terror que o tornaram conhecido internacionalmente, o realizador disse:

Sim, eu queria tornar as partes assustadoras, assustadoras, mas este filme não foi ideia minha desde o início. Dois ex-alunos meus – Ryusuke Hamaguchi e Tadashi Nohara – escreveram o guião. A história original deles foi realmente interessante, com o suspense e melodrama bem feitos.

 

 

Wife of a Spy é uma história de amor e espionagem que tem como pano de fundo o início da Segunda Guerra Mundial na cidade de Kobe, no Japão. A longa-metragem terá a sua estreia nacional, ainda sem data revelada, pela Midas Filmes.

 

>> Para mais notícias sobre Cinema Japonês clica aqui!

 


Artigos Relacionados

My Hero Academia: Heroes Rising em 4.º nas Estreias da Semana em Portugal

MOTELx 2020 – O que há de Cinema Asiático no evento?

Hirokazu Koreeda – Realizador estreia-se no Cinema Coreano


 

Fonte: #1 / #2 / #3 / #4
Imagem de destaque: KYODO

 

Artigos Relacionados

PENTAGON conseguem a sua 1ª Vitória de sempre com “Daisy”

Pokémon: Detective Pikachu em exibição na TVCine

KPOP – Grupos que terminam os seus contratos em 2021