Kouta Hirano – Do Hentai ao Horror a Drifters

 

Sobre Kouta Hirano

 

Kouta Hirano nasceu em 1973 no bairro de Adachi, em Tokyo. Ele iniciou a sua carreira como assistente de manga e mais tarde iniciou a sua própria produção de hentai doujinshi (conteúdo pornográfico publicado de forma independente) assim como mangas publicadas por várias companhias de produção.

Por entre os seus primeiros trabalhos podemos encontrar Angel Dust e Coyote: Hangyaku no Resistance que foram dos mais populares. Ele usou muitas das personagens de Hellsing em obras anteriores, tais como Pip Bernadette em Coyote e Father Anderson em Angel Dust. Muitas das suas primeiras obras são difíceis de obter devido às suas publicações muito limitadas e começaram a ser consideradas como edições de colecionador pelos fãs, sendo que até encontrar algum dos seus primeiros trabalhos online pode ser considerado um desafio.

Produziu um oneshot ou protótipo para Hellsing em 1996 também conhecido por The Legend of a Vampire Hunter em que mostra a personagem principal Alucard num duelo contra os Valentine brothers, que iriam mais tarde ser transpostos para a série principal.

 

 

Kouta Hirano é uma pessoa que pode ser considerada como sendo descontraída, divertida e até lasciva. Essa última descrição não será uma surpresa tendo em consideração o seu passado em doujins de hentai. Quando entrevistado sobre a OVA de Hellsing Ultimate, ele pensou que OVA significava Oppai (peitos), Vagina e Anal. Brincou também com o facto dos peitos da Sera crescerem à medida que a série progride. Hirano também parece ser um grande fã de anime sobre mechas, durante algumas entrevistas ele fazia referências sobre Gundam, Macross, Space Runaway Ideon e Getter Robo apenas para nomear alguns. 

Além disso, um fato caricato, existe uma personagem chamada Kouta Hirano em Highschool of the Dead que pode muito bem ser baseada no Hirano-san. Curiosamente o mangaka por detrás de Highschool of the Dead também publica doujinshi de hentai, sobre o pseudónimo Inazuma.

 

Hellsing: O grande êxito!

 

A grande estreia de Kouta, como mangaka, aconteceu em 1997 quando iniciou a publicação de Hellsing na revista Young King OURs. A história foca-se numa agência secreta, do governo britânico, cujo dever é manter os cidadãos seguros de entidades sobrenaturais, agência essa que é liderada por Sir Integra Wingates Hellsing. A manga segue Alucard, o assassino mais confiável e cruel, e a sua ajudante Seras Victoria à medida que eles lidam com ameaças sobrenaturais que vão desde ghouls completamente normais e vampiros, até ao Vaticano e Vampiros Nazis! Hellsing acabou de ser publicado no ano de 2008 após 10 volumes.

Como uma obra baseada no sobrenatural, em ação e no horror, o estilo “impressionista” de Hellsing por muitas vezes continha rios intermináveis de sangue. É criticado pelo seu uso abusivo de violência gráfica e sangue durante as cenas de ação e também sobre o desenho pormenorizado e complexo das personagens e da arte no seu geral. Durante as entrevistas ele refere que Hellsing ocorre no mesmo universo de Dracula de Bram Stoker e que tem a esperança que a maioria dos leitores consiga descortinar a conexão (dica: experimentem soletrar Alucard de trás para a frente).

Sobre as influências nas suas obras, ele foi influenciado por mangas como GeobreedersTrigun e os light novels de Vampire Hunter D. E quem é familiar com estas séries é capaz de encontrar as influências, desde embates entre pistoleiros, casacos vermelhos e vampiros. Todos os títulos mencionados também receberam adaptações anime.

 

Adaptações Anime

 

Tal como outros grandes mangakas, o trabalho de Hirano também foi adaptado a anime. Em 2001 o estúdio Gonzo produziu um anime de Hellsing que durou até 2002 com um total de 13 episódios. Infelizmente dado que a manga na altura ainda não havia sido finalizada, o estúdio foi obrigado a produzir um final original, que até foi referido como um “filler ending”. O gore e violência presentes no anime também tiveram que ser minimizados de modo a que o mesmo fosse emitido na televisão, o que deixou muitos dos fãs insatisfeitos.

Felizmente os fãs não ficaram insatisfeitos durante muito tempo pois Hellsing Ultimate começou a ser exibido em 2006. Foi produzido pelos estúdios Madhouse e Satelight e foi lançado no formato de uma OVA ao longo de seis anos, acabando em 2012, consistindo em dez episódios de 50 minutos cada. A OVA foi mais fiel à manga do que a série de televisão, incluindo até alguns dos acontecimentos bizarros e cómicos presentes na manga assim como a infame violência e gore. A animação também foi bastante melhorada e o feedback foi incrivelmente positivo.

Também foi produzida uma prequela deste anime chamada Hellsing: The Dawn em que estreava um Alucard muito mais novo e feminino e um Walter também mais novo. No que se refere à personagem de Alucard, Hirano acredita que após consumir tantas vidas humanas ele já não possui um género ou uma idade. Está assim explicado a personagem de 14 anos “girlycard” no anime Hellsing the Dawn.

 

Pensamentos finais e projetos de futuro

Kouta Hirano trabalhou desde o fundo, onde produziu comics pornográficos, até ao topo, onde conseguiu a produção de um dos mais reconhecidos e bem sucedidos mangas/animes de horror. Isso deverá ser prova suficiente do seu talento. É um artista soberbo, muito divertido e por vezes um pouco lascivo. É bom ver mais um dos seus trabalhos a receber uma adaptação anime após tantos anos.

 

Hirano está neste momento a trabalhar na continuação da manga de Drifters que é publicada desde o ano de 2009 na revista Young King OURs e que se encontra neste momento no seu 5º volume no Japão.

 


Também deverás gostar:

Lista Mangakas que Trabalharam na Indústria Hentai | Completa


 

Fonte: Myanimelist

 

Artigos Relacionados

My Hero Academia Ultra Impact – Revelado novo Jogo Mobile

Kageki Shoujo!! – Manga listado com Anime em 2021

Cinema de Terror Asiático – Especial Halloween