Manga Shokugeki no Souma – Capítulo 101

Shokugeki no Souma – Capítulo 101 – “A Fine Tempered Sword”

 

No capítulo passado presenciamos um forte momento de tensão, entre dois dos membros da Elite da Escola de Culinária Tootsuki. Isshiki contradiz a sua faceta distraída e simplista, com mais uma prova da genialidade e estratégia do menino de ouro do Dormitório Polar Star. Ciente dos planos de Eizan para destruir Souma, confronta o colega com a constatação que nem tudo corre bem para o manipulador da Tootsuki.

Souma continua na competição e prepara-se para apresentar o seu prato. Conseguirá Souma conquistar os jurados?

 

 

Os sorrisos começaram a enfeitar as faces dos júris. Sem perceberem o porquê das expressões, o público encarava com expetativa o estranho prato confecionado, pelo problemático aspirante a chefe.

Com a descontração e confiança que lhe é caraterística, o filho do nº2 da Elite Ten, apresenta o seu Takikomi Gohan. A ementa a condizer com a estação, mergulhou jurados e público num mar de ansiedade e muita salivação. Tal como os restantes candidatos, Souma soube como captar o interesse sobre a sua produção.

 

 

O resultado foi o esperado. Completamente rendidos, Gin e Leonora admitiram a qualidade equiparável aos pratos produzidos pelos outros dois concorrentes. No entanto, nenhum elogio ou manifestação mais flamejante ocorreu, como se a qualidade não fosse digna de expressões mais explosivas.

O clímax narrativo atinge novos valores, elevando finalmente a franquia, que se tem demonstrado demasiado estável e sem grandes surpresas: Senzaemon arruma os talheres. A recusa do diretor para provar o prato desenvolvido por Soma foi inesperada. Sem a aprovação do mesmo, Souma perdia automaticamente. A rejubilar de felicidade, os restantes alunos festejavam a derrota do menino prodígio.

 

 

Apesar de ter inventado uma nova técnica para curar o Sauro Pacífico, ter produzido em tempo record uma grande quantidade de peixe, nada parecia ser bom o suficiente para chegar ao patamar astronómico alcançado pelos dois rivais.

Ciente da capacidade de Souma evoluir constantemente, Isshiki reafirma a verdadeira derrota do seu colega Eizan em destruir o menino prodígio. Porque as capacidades são infinitas e Souma chegou para provar isso. Que a segunda parte da ementa comece!

 

 

 

Artigos Relacionados

Kazu Inabe e Ikumi Fukuda lançam novo Manga Sci-fi em Dezembro

TOP 10 Manga mais Cómicos da Shonen Jump – Fãs Japoneses

Alice in Borderland – Live-Action revela Vídeo sobre Jogo Mortal