Simbologia Death Note – A Influência Cristã?! Parte 2

Passado quase um ano desde que fiz a primeira parte desta rubrica, decidi ganhar coragem e realizar a segunda parte. Entusiasmados? Espero que sim, porque eu adoro este tipo de artigos!

Não esquecendo que apesar do título, e como já bem expliquei na primeira parte desta rubrica, a religião predominante no Japão não é o Cristianismo, então tentarei fazer um contraponto entre os significados na cultura ocidental e no Japão.

Porém, acredito que para nós seja “engraçado” ver o anime por essa perspetiva, apesar de Death Note realmente deixar em dúvida algumas vezes (por exemplo, quando o L seca os pés ao Light no episódio 25).

Sem mais demoras, vamos lá!

 

 

 

Simbologia Death Note – A Influência Cristã?! Parte 2

 

A Dualidade do Vermelho e do Azul

Imagens retiradas do primeiro opening “The WORLD” dos Nightmare

 

Death Note sempre brincou muito com as cores vermelho e azul, atribuindo a cada lado uma delas. Light era colorido a vermelho e L a azul. No entanto, no início também o Kira vestiu a cor azul… Mas porquê?

Ora, no Ocidente a cor vermelha é associada (entre muitos outros significados!) ao amor, paixão, luxúria, raiva, perigo, malícia, ira, stress, ação… Ou seja, para além da associação ao amor e à paixão, o vermelho também se encontra ligado ao mal.

Interessante que no Cristianismo, esta cor tem um significado muito próprio: a cor do sangue de Cristo, que pode ser vista como salvação (Mateus 26:28 – Novo Testamento), mas também pode ser vista como o “pecado“. Se lermos Isaías 1:18 (Antigo Testamento) veremos o seguinte:

 

“Venham, vamos refletir juntos”, diz o Senhor. “Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão”.

 

 

Imagem retirada do segundo opening “What’s up, people?!” dos Maximum the Hormone

 

Já no Japão, o vermelho é associado ao sol. Caso se pergunte a crianças japonesas qual a cor do sol, a maioria dirá vermelho. Vermelho e Branco são utilizados juntos em eventos e ocasiões que representem felicidade e alegria, como casamentos e aniversários. A cor vermelha na cultura japonesa denota força, paixão, auto-sacrifício e sangue. É a cor que “faz com que o sangue flua”, como a cor de um recém-nascido (curiosidade:aka” – vermelho; “akachan” – bebé, infantil, pueril). O uso de arroz com feijão vermelho é servido em ocasiões prósperas e auspiciosas, enfatizando o simbolismo do vermelho.

 

 

No anime, Light, ou melhor, Kira é sempre representado pela cor vermelha. É verdade que o anime foi feito para o público japonês, mas tendo em atenção as informações supra…

Será mais lógico incluir a representação do Kira no simbolismo ocidental ou no simbolismo japonês? Poderá o homem da morte estar ligado à cor da vida?

Para ajudar a responder a isto, falta-nos verificar a simbologia da cor azul, atribuída ao personagem L.

No Ocidente, estas duas cores primárias possuem significados completamente opostos. Ao pensarmos nesta cor vem-nos à mente o céu e o mar de imediato e, devido a isso, a simbologia do azul liga-nos ao seguinte: liberdade, imaginação, inspiração, confiança, lealdade, sabedoria, estabilidade, fé, inteligência…

 

Imagem retirada do primeiro opening “The WORLD” dos Nightmare

 

No que tange ao Cristianismo, a cor azul está associada ao céu, ao paraíso, a Deus, à palavra de Deus ou ao seu poder de cura. Vejamos, por exemplo, a Virgem Maria/Nossa Senhora: qual a cor do seu manto? Azul, claro. Leiamos agora Mateus 9:20-21 (Novo Testamento):

 

Nisso uma mulher que havia doze anos vinha sofrendo de uma hemorragia, chegou por trás dele e tocou na borda do seu manto. Pois dizia a si mesma: “Se eu tão-somente tocar em seu manto, ficarei curada”.

 

E ficou!

Do outro lado do mundo, no país do sol nascente, a nova folhagem da primavera é chamada de shinryoku (literalmente: “novo verde”) ou aoba (literalmente: “folhas azuis“). Assim, o azul está ligado à juventude, à novidade ou mesmo imaturidade. Por outro lado, esta cor também simboliza a frieza, a passividade e a fidelidade e é ainda uma cor popular na roupa de trabalhadores de escritório ou de estudantes universitários quando vão a entrevistas de emprego.

***

Depois de toda esta dissertação, faz mais sentido ler estes dois personagens à luz da simbologia ocidental e mesmo cristã do que à luz do simbolismo japonês. Porque digo isto?

 

 

Light inicialmente encontrava-se colorido a azul porque não estava (ainda) corrompido pelo “mal”. Após a chegada do Ryuk, Light tornou-se no Kira e passou a ser colorido a vermelho, uma personificação do “pecado”. Por outro lado, L sempre teve debaixo de um “manto azul”, interpretando o papel da “justiça”, aquele em que todos confiavam para libertá-los/serem curados. L era o salvador daquele mundo que, “ironicamente”, também acabou por falecer.

 


 

Para finalizar, e porque este artigo já está a ficar extenso, achei por bem explorar melhor a cena do episódio 25 (que falei em cima), na qual o L seca os pés ao Light.

 

O Ritual da Última Ceia

Imagem retirada do episódio 25

 

Neste ponto, irei focar-me apenas na parte religiosa do ato, uma vez que não descobri nenhuma informação sobre a sua ligação ao Japão. Deste modo, considero que esta cena esteja apenas ligada ao Cristianismo. É esta a vossa opinião? Confiram comigo!

No Antigo Testamento, o ato de lavar os pés estava ligado a um sinal de hospitalidade para com os visitantes. Este gesto pode ser identificado em vários versículos, por exemplo, Génesis 18:4, Génesis 19:2, Génesis 24:32, Génesis 43:24 e I Samuel 25:41.

Já no Novo Testamento, existe um relato na Bíblia sobre a lavagem dos pés a santos, em I Timóteo 5:10,  que liga o gesto à submissão ou humildade.

 

Jesus Washing the Apostles’ Feet (Jesus Washing the Feet of the Apostles), de Del Parson

 

E, na Última Ceia, Cristo lava os pés aos apóstolos antes da sua crucificação (este ato está descrito no relato de João 13:1-17).

Aqui teremos que fazer um exercício de “imaginação” para encaixar as coisas em Death Note, mas que a mim me pareceram possivelmente lógicas:

Se o ato de lavar os pés tem um significado de humildade, submissão, serventia ou respeito, tal significa que Jesus ao lavar os pés aos seus apóstolos quis colocar-se nessa posição para com os seus discípulos. No entanto, este não foi apenas o seu propósito; Jesus sabia que tinha um traidor entre os seus e afirmou o mesmo no relato de João já mencionado.

Em Death Note temos algo bastante parecido se virmos da forma correta.

L não lava os pés a Light como eu tenho lido em vários sites. Na verdade, no episódio 25, L seca e massaja os pés de Light, que o faz por iniciativa própria.

 

 

Mesmo que a intenção fosse realmente realizar uma “Última Ceia – Estilo Death Note”, a verdade é que não faria muito sentido o L começar a lavar os pés do Light só porque sim.

Então qual a forma mais eficaz de usar a simbologia do “Lava pés” que ocorreu com Jesus?

Fácil! Colocam-se os dois personagens debaixo de uma grande tempestade e já temos aqui o fator principal: a presença de água. Uma vez que a tempestade era realmente enorme, tanto L como o Light ficaram encharcados dos pés à cabeça.

A partir daí torna-se mais simples seguir a linha narrativa a que se tinham proposto: a posição de humildade e respeito de L perante (neste caso) Kira.

 

 

Quem viu Death Note (e eu já vi 2 vezes e meia) apercebe-se desde o início que o L sempre soube que Light era o Kira, apenas não tinha provas suficientes para o acusar. Mas a verdade é que ele sabia e morreu a saber isso.

Se o ato de lavar (ou secar) os pés a alguém é considerado como um ato de respeito e/ou até de inferioridade para com a outra pessoa…

Não estaria o L a dizer a Kira que o respeita como génio e a assumir a sua derrota?

 

 

Ademais, e para realmente finalizar, tal como Jesus, o L também sempre soube que o Light era o traidor no meio dos seus discípulos (no meio da sua equipa de investigação).

Tal como Judas, também Kira “entregou” o L ao inimigo para que este fosse morto. Tal como Judas, também Light acaba por morrer em consequência dos seus atos (embora de formas distintas).

 

Tudo isto que acabei de relatar é o que, na minha opinião, liga a obra Death Note à simbologia Cristã. Qual a vossa opinião sobre o assunto?

 


 

E assim terminamos mais um artigo de Simbologia Death Note – A Influência Cristã?! Gostariam de ver uma parte 3?

Podem ler a primeira parte deste artigo no link abaixo:

>> Simbologia Death Note – A Influência Cristã?! Parte 1! << 

 

Este artigo é original e foi realizado com base nas minhas pesquisas, senso comum e opinião. Podem ver as referências nos links que forem encontrando ao longo do texto. Face à parte religiosa, decidi incluir partes do Antigo e do Novo Testamento, porque um existe em função do outro e, na verdade quando se fala de arte, pode ter sido usado uma mistura dos dois, como pode nem sequer ter-se utilizado a Bíblia e a religião Cristã em primeira linha.

Caso tenham mais informações ou eu tenha escrito algo de forma errónea, por favor, digam-me nos comentários!

 

Artigos Relacionados

ITZY conseguem 4ª Vitória para “Mafia in the Morning”

Jahysama ha Kujikenai! – Anime revela Estreia e transmissão em 2 Cours

Scarlet Nexus – Anime revela Dia de Estreia em Novo Vídeo

4 comentários

Elison 21 Dezembro, 2019 - 23:04

No episódio “Love”, quando Misa conversa com Rem, há um retrato de Nossa Senhora em cima da cama dela. Realmente, esse fato do L lavar os pés do Light é muito simbólico!

Usagi Wright 21 Dezembro, 2019 - 23:24

Bem apanhado Elison, não me lembrava desse pormenor para ser sincera.
É pena não ter encontrado nada que ligasse este acto de lavar os pés com a cultura japonesa, seria muito interessante entender se tem algum significado diferente lá!

David Luiz Pereira Leite 6 Janeiro, 2021 - 1:43

Uma outra observação que eu fiz foi que Maria Madalena também lavou os pés de Cristo. Sendo Cristo Deus, outra interpretação seria L reconhecendo Kira como Deus, lavando seus pés tal qual Madalena fez com Cristo (Deus segundo a Santíssima Trindade).

Cátia Coelho 6 Janeiro, 2021 - 10:24

Também é possível David, uma vez que o L morreu logo a seguir, e sabia que ia acontecer, poderia ser ele a reconhecer o Kira como tal.

Comentar