As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

por Roberto Filho
As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

Olá amigos e amigas! Faz um bom tempo que não trago nenhuma análise da franquia Zelda, mas não temam! Estaremos a tratar de todos os jogos desta maravilhosa franquia. Desta vez irei pular um pouco as coisas e vamos diretamente para Skyward Sword! Isso, claro, por causa do lançamento da versão HD deste jogo, que ocorrera dia 16/07/2021! Prontos?

 

As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

Skyward Sword dividiu a opinião de muitos. Alguns o têm como o seu Zelda favorito, acham o gameplay divertido, a história engajadora. Outros o têm como o pior, gameplay cansativo, história repetitiva e personagens a desejar. Facto é: graças a Skyward Sword temos Breath of the Wild. É aqui que a Nintendo começou a experimentar a fórmula e alguns elementos que, posteriormente, se tornaram parte das mecânicas base de BotW.

 


Nota: Iremos ter como estrutura destas análises a seguinte ordem: Informações Técnicas – Enredo/História – Gameplay – Gráfico – Banda Sonora.


 

As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

 

25 anos de história

A Nintendo Wii teve muito sucesso. Apesar dos gráficos inferiores comparativamente aos seus concorrentes, o Wii Remote, comando usado na Nintendo Wii, foi muito popular, principalmente por entre um público mais casual.
Como em cada consola da Nintendo, os fãs estavam ansiosos para ver o que seria de um jogo de franquia Zelda com a movimentação do Wii Remote, mas até aquele momento só tínhamos um port de Twilight Princess, jogo de GameCube. Além de toda a ansiedade pelo jogo, Skyward Sword veio com a comemoração dos 25 anos da franquia, uma grande responsabilidade.

Lembro-me do trailer de anúncio como se fosse hoje, Link a correr, a belíssima música. A Nintendo Wii finalmente teria o seu próprio Zelda, usando não o Wii Remote, mas sim o Wii Remote Plus! Com este foram anunciados o Hyrule História, um livro comemorativo com uma timeline oficial, e um CD de música com medleys orquestrados de toda a franquia! Tudo o que os fãs pediram! Certo? CERTO? Bem… vamos por partes.

 

As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

 

O início da lenda

Com uma linha do tempo oficial, Skyward Sword coloca-se no início dela. O jogo narra o começo da lenda, a criação da Master Sword, a espada que aprisiona o mal. Apesar de ser o início da lenda, o jogo não é realmente o início. Há um manga, nas páginas finais do Hyrule Historia, que conta a primeira lenda, e como Skyloft nasce. Skyloft é uma ilha flutuante no céu, segundo a lenda: a deusa Hylia separou a terra sagrada e a levantou aos céus, isto para impedir Demise, o rei demónio, de possuir o poder sagrado.

Já em Skysoft, jogamos com Link e participamos na sua cerimónia para tornar-se Cavaleiro, junto ao seu Loftwing, os pássaros do jogo. Após a cerimónia, Zelda, amiga de infância de Link, é puxada para a superfície, algo que quem mora em Skysoft nunca faria. A partir deste ponto temos quatro coisas a ocorrer. Link procura resgatar Zelda, com ajuda de Fi, uma humanoide criada artificialmente pela deusa Hylia, ao mesmo tempo que eles procuram por Zelda tentam completar a Master Sword. Zelda tenta purificar-se com ajuda de Impa, esta leva Zelda de templo em templo para que ela possa cumprir o seu destino. Grihahim, o Lorde Demónio, está atrás de Zelda para ressuscitar Demise. E por fim, e com certeza não menos importante, Groose, que saiu de Skysoft para provar que é tão corajoso quanto Link.

 

Zelda: Skyward Sword Link x Zelda

 

O amado/odiado gameplay

O jogo foi 110% construído em cima do Wii Remote Plus. Exatamente! Não 100%, mas sim 110%. Tudo no jogo gira em torno de usar o Motion Plus. Todos os inimigos foram alterados para que ao lutar contra eles devessemos realizar o movimento certo, horizontal, vertical ou inclinado. Todos os itens que pegamos durante o jogo, usam de alguma forma o Motion Plus, seja um tipo de chicote, um besouro que temos que controlar o seu voo, ou mesmo o arco e flecha onde temos que fazer o movimento de puxar a flecha.

Além disto Skyward Sword apresentou três conceitos novos.

  • Voar com o Loftwing, grande parte do gameplay no céu faz-se com ele e voar nele é realmente muito divertido.
  • Itens com durabilidade, aqui temos escudos que podem partir e devem ser melhorados com itens que pegamos na superfície. Princípio este que foi muito bem utilizado em BotW.
  • Estamina, em SS temos uma pequena bolinha de estamina que usamos para o Link correr e realizar algumas ações específicas. Elemento este que também tornou-se parte central do gameplay de BotW.

 

As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

 

A definição do Cel Shading

Não foi novidade para a franquia o estilo gráfico conhecido como Cel Shading, que nada mais é do que este gráfico que assemelha-se a desenhos. Mas somente os jogos com o Toon Link os tinha, Wind Waker, Phanton Hourglass e Spirit Track. Agora temos um Adult Link em Cel Shading e isto tornou-se padrão, pois BotW manteve o visual. Não há nada que me incomode nos gráficos do jogo, pelo contrário, acredito que tenham acertado em cheio para a capacidade gráfica da Nintendo Wii.

Quanto aos personagens, como sempre, é cada um mais estranho que o outro. Todos têm a sua personalidade expressa nos seus corpos, Groose, sendo grande e com um belo topete e os seus comparsas, um super magro e o outro bem baixinho, provam isso. Temos criaturas diferentes como os robôs e gorons de Lanayru Province, os mogma de Eldin Province e os kikwi de Faron Woods. Todos com muita personalidade e muito bem feitos.

 

 

Zelda: Skyward Sword – A mágica da orquestra

Para mim um dos pontos altos do jogo é a sua banda sonora. Para mim, é belíssima! Totalmente orquestrada, veio com o ritmo da celebração de 25 anos da franquia, ao invés de falar irei somente deixar algumas músicas aqui para que possam aproveitá-la.

 

 

 

 

 

 

Os grande problemas e a expectativa do HD

Apesar do jogo ter muita coisa boa, Skyward Sword é fortemente atacado pelos seus erros. O jogo é demasiadamente linear, e quanto a isto não há concerto. Zelda sempre foi um jogo com boa liberdade de exploração, e este era um dos pontos favoritos dos fãs, o fortes ataques a linearidade de Skyward Sword podem ter resultado na extrema liberdade em BotW.

Outros dois aspectos que foram criticados são o gameplay com motion plus e as interações com Fi. Fi serve como uma Navi, ou Midna, ela é a parceira que nos auxília e nos dá os tutoriais do jogo. O problema é que é demasiadamente chata e expositiva, as explicações eram constantes e longas. Quanto ao gameplay, apesar das ideias interessantes e grande inovação, o motion plus não respondia necessariamente à altura da sua proposta. O resultado foi muita frustração por parte de alguns jogadores. Graças a Hylia a senhora Nintendo ouviu a reclamação dos fãs e concertou exatamente estes dois pontos na versão HD que sairá para Nintendo Switch!

 

Link Nintendo wii vs HD

 

As razões pelas quais Zelda: Skyward Sword dividiu opiniões

Julgamento Final

Opinião é opinião, claro que cada um tem a sua e tudo o que estou a falar é opinião minha. Eu gosto muito de Skyward Sword. Acho um belo jogo, e um jogo obrigatório para aqueles que gostam da Nintendo Wii. Mesmo assim, dentro dos jogos de Zelda, é um dos quais eu não me apeguei muito. Não tive problemas quanto ao gameplay, e nem me irritei tanto assim com a Fi, mas o facto do jogo ser bem linear foi o que mais prejudicou a minha experiência. Por outro lado, o jogo deu-me um de meus personagens favoritos: Groose.

Digam-me vocês! O que acham de Skyward Sword e o que esperam da sua versão HD? Não deixem de acompanhar o ptAnime nas redes sociais!

 

 

1 comentário


Também deverás gostar de

1 comentário

Renan 16 Julho, 2021 - 4:09

Cara, acho que o Skyward Sword acertou em cheio com o uso de cell-shading para as capacidades gráficas do Wii. Além disso, no departamento visual, corrigiu algo que para mim era um ponto fraco do Twilight Princess, que era a paleta de cores limitada (tudo bem que o jogo todo tinha uma atmosfera mais dark, eu entendo que esse era o objetivo, mas eu pessoalmente não gostava disso). Skyward Sword tem um mundo lindo, colorido, de tamanhos épicos, que imagino que vai ficar muito bom em HD.

Sobre a jogabilidade, é aquela coisa, como a maioria dos jogos de Wii, sofre de uma dependência muito grande do uso de Wiimote, o que incomoda um pouco para as pessoas que não são tão atraídas por essa gimmick. Eu achei a maioria das missões diversas, e os bosses do jogo são fantásticos, a não ser pelo Imprisoned. A primeira luta é fantastica, épica, mas nunca vou entender pra quê ter que repetir a luta três vezes!

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.