Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

por Renato Sousa
Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

Attack on Titan Volume 23 – “The Dream Of Freedom Dies”

 

Este volume 23 de Shingeki no Kyojin podia perfeitamente ser o primeiro da história. Como se Hajime Isayama tivesse iniciado a obra do lado de Marley, em vez de Paradis. Eis o outro lado das Muralhas! O nó da história que faltava ao leitor para se sentir devidamente situado no enredo.

 

Para lá de Paradis

A dependência manifestada pelo povo de Marley em relação aos Titãs não foi de todo uma surpresa. Esta viagem a fundo até ao outro lado já tinha este ponto em expectativa. Na verdade, terá sido esta fixação que o mangaka conseguiu cimentar nos leitores que terá tornado outro aspeto algo surpreendente. Evolução tecnológica!

A existência das Mid-East Allied Forces e as suas armas de combate vieram provar que Hajime Isayama não remeteu a sua história puramente aos Titãs. Um povo que, sem recurso aos Titãs, procurou maneiras de os combater. Mais do que isso! Está a conseguir criar um problema muito sério nos seus inimigos. Será que o autor vai fazer uso disto numa futura guerra entre civilizações? Ou será fumo sem fogo?

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

À descoberta dos 9 Titãs!

Este tem sido um assunto já regular nas minhas últimas análises aos volumes de Shingeki no Kyojin. Inclusive, as primeiras páginas deste volume dão destaque a alguns deles. Mas a verdade é que continuamos sem os conhecer a todos. Mas estamos perto. Muito perto! O Jaw Titan e o Cart Titan são as mais recentes revelações.

Porco Galliard é quem detem o poder do Jaw Titan. A meu ver, um dos Titãs com mais pinta! Confesso que gostei mesmo da sua apresentação. Estou ansioso por o ver no anime. Já o Cart Titan, à responsabilidade de Pieck, é precisamente o contrário. Um dos menos interessantes em termos visuais. Em termos de utilidade, a conversa já será outra. Considerei este último uma revelação. Por outras palavras, a sua apresentação oficial. Contudo, para os mais distraídos, é preciso recordar o seu auxílio a Zeke e Reiner nos últimos confrontos contra os Survey Corps.

Resumindo, até à data temos a seguinte lista. Founding Titan, The Attack Titan, Female Titan, Colossus Titan, Armored Titan, Beast Titan, Jaw TitanCart Titan. Creio não me ter escapado nenhum, o que deixa espaço para mais um. Será uma grande revelação? Ou apenas um para fazer número?

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

Eldians – Os escravos de Marley

Mas uns escravos muito sofisticados! Muito interessante a ligação que Hajime Isayama criou entre ambas as partes. Os Eldians remeteram-se ao seu passado. Amaldiçoam os seus compatriotas de Paradis e ambicionam serem considerados “Marleyanos”. Por seu lado, os Marley “puros” consideram os Eldians seus inferiores. No entanto, levam-nos para o campo de batalha e a eles confiam os poderes dos Titãs.

Todavia, a esta ligação ainda parece faltar qualquer peça. Ou algo escapou. Percebe-se que os Eldians se orgulhem de possuir os poderes dos Titãs. Gabi é o exemplo mais recente disso mesmo, num ciclo que passa de geração em geração. Ao mesmo tempo, entende-se que nenhum soldado de Marley queira apenas viver mais 13 anos. Mas daí a confiarem desta maneira nos seus súbditos. Dá que pensar … Até porque Zeke não será sinónimo de solução e segurança total. Digo eu.

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

O irreconhecível Reiner Braun

Colt, Falco, Udo, Zofia e Gabi. Eles representam a subordinação dos Eldians ao Exército de Marley que falei no ponto anterior. A dita geração do presente que agora me leva até Reiner Braun. A meu ver, o Armored Titan é a personagem em maior evidência neste volume 23.

Reiner está tão diferente! No início, cheguei mesmo a pensar se não seria outra personagem que estava a envergar o Armored Titan. Passaram-se 4 anos desde a grande batalha em Shiganshina. Não foi assim tanto tempo.

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

A posição privilegiada do Armored Titan

Relativamente ao que mais importa. Reiner está numa posição muito especial, neste momento. Em Paradis, habita a ideia que os “maus” vivem do outro lado. Em Marley a ideia é a mesma. Só falta saber onde encaixam exatamente as Mid-East Allied Forces neste mundo.

Assim, Reiner é um privilegiado, no sentido em que já esteve nos dois lados em evidência. Efetivamente, isso mexeu com ele. O seu discurso junto da família em relação aos Eldians de Paradis não é nada convincente. As suas palavras apenas têm efeito naqueles que vivem cegos pela ideia dos outros Eldians serem vilões.

Um estado de espírito que também se faz sentir momentos antes da sua reunião familiar, mas de maneira diferente. Falo do seu diálogo com Falco sobre Gabi. Esta jovem pode ser a grande protagonista dos cadetes mais recentes de Marley. A principal candidata a receber o Armored Titan que ela tanto deseja. Porém, a inteligência escondida de Falco e a sua desconfiança em relação a Reiner podem alterar o rumo dos acontecimentos.

 

 

O passado de Reiner Braun

Ainda na linha do tópico anterior, é muito interessante o paralelismo feito entre os cadetes “Eldianos” do presente com os do tempo de Reiner. Personagens que agora identificamos facilmente. Marcel Galliard (engolido por Ymir quando esta era uma Titã sem consciência), Annie Leonhart, Zeke, Bertolt, Pieck e Porco Galliard.

Mais do que mostrar o ciclo rotativo dos poderes dos Titãs, a viagem ao passado de Reiner serve para dar ainda mais ênfase à sua posição atual. À realidade com que este se deparou e para a qual não estava preparado. O que antes era um grande desejo de ser considerado “Marleyano” para reunir a família e herdar um dos poderes dos Titãs, agora contrasta numa súplica indireta a Falco para que este não deixe Gabi assumir o Armored Titan.

Por outras palavras, tal mudança de estado de espírito indicia a possibilidade de uma atitude imprevisível da parte de Reiner mais à frente na história. E agora sim, dá para perceber algumas das suas reações estranhas, manifestadas há vários volumes atrás.

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

Zeke Yeager – Um Eldian à parte!

O segundo protagonista deste volume. A seguir a Reiner. Daí a minha referência a ele. Neste volume 23 muito se fala que Reiner só herdou um dos poderes dos Titãs por todo o seu compromisso e lealdade a Marley. Porém, o respeito dos grandes líderes de Marley por Zeke é evidente e assenta, inevitavelmente, nos mesmos fundamentos.

Afinal, nunca é demais lembrar que Zeke traiu os pais em favor de Marley! O respeito deste povo por ele é acima do normal. Assim como da restante população. Ou terá Reiner protegido Zeke em Port Slava, apenas porque sim?

Com apenas mais um ano na posse do Beast Titan, Zeke está desejoso de se vingar do pai. Indiretamente, do povo de Paradis. Depois de várias investidas fracassadas na região, veremos como vai planear a próxima. Que poderá ser a derradeira!

 

Attack on Titan Volume 23 – Análise Manga

 

Marley vs Paradis – Confronto final em perspectiva?!

Este volume 23 funcionou como uma clara integração do leitor na outra parte deste universo. Agora sim, temos conhecimento real dos principais povos que compõem esta criação. O nível de mistério atingiu o seu nível mais baixo de sempre. Finalmente, o leitor é capaz de se sentir devidamente situado no enredo de Shingeki no Kyojin.

Em contrapartida, a história parece estar a ganhar lanço para contemplar o leitor com um novo leque de acontecimentos memoráveis. Desfecho à vista? Quem vai tomar a iniciativa e dar o próximo passo? Paradis? Ou Marley?

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.