Bakuman 2 | Análise

por Renato Sousa
Anime Bakuman 2

O ptAnime foi fundado e poucos dias depois surgia a nossa análise à primeira temporada de Bakuman. A verdade é que muito tempo se passou, e a sua sequela nunca mais foi alvo de uma análise detalhada. Contudo, tarde ou cedo, os objetivos acabam por ser cumpridos e, portanto, hoje é dia de análise a “Bakuman 2” neste espaço. Vamos a ela!

 

A História de Bakuman 2

Aprovada a serialização de “Detective TRAP” por parte da Shonen Jack, Moritaka e Akito estão mais motivados do que nunca em fazer desta sua manga um grande sucesso e, em paralelo com esse objetivo, serem capaz de competir com o seu grande rival, Eiji Niizuma. No entanto, as verdadeiras dificuldades só agora começam e, quer no que toca a lidar com a classificação semanal da sua obra na revista, quer no que diz respeito às excessivas horas de trabalho para cumprirem sempre com os objetivos traçados, a dupla Ashirogi Muto vai passar por situações muito complicadas. Uma outra à qual terão de se adaptar será a troca do seu responsável na Jack. Depois de Hattori os ter acompanhado desde a primeira vez que contataram a empresa, este irá ser obrigado a ceder o seu lugar a Miura por razões de ordem superior.

Todavia, por muito dura e perigosa que possa ser a sua caminhada, a verdade é que a vontade enorme em serem artistas de sucesso neste ramo e o incentivo oriundo não só de Eiji mas também de outros rivais vai fazer com que estes dois nunca desistam perante as adversidades. Não esquecer que Moritaka e Azuki têm um sonho para cumprir e isso também interfere e muito no meio de tudo isto. Estará “Detective TRAP” à altura de competir com as criações dos seus grandes rivais? Ou ainda não será com esta manga que os dois jovens protagonistas vão atingir o patamar da fama e do sucesso?

 

Anime Bakuman 2

Ashirogi Muto

 

Ambiente e Enredo

Começando por descrever e avaliar aquele que é o plano de fundo de Bakuman 2, o mesmo é muito semelhante ao que nos apresenta o mundo real. Bakuman 2 é uma obra que acompanha o dia a dia de dois jovens que sonham um dia serem mangakás profissionais, pelo que não se podia esperar nada de imaginativo ou fora do comum nesta parte. Em relação à qualidade gráfica do anime, a dita cuja não deixa nada a desejar, muito pelo contrário, o que torna a série ainda mais agradável de se ver. Outro aspeto que também me parece importante realçar, embora já seja mais ligado à conceção das personagens, é a existência diminuta de fan-service. Pessoalmente parece-me bem que seja assim, é saudável que esteja presente na produção, mas nunca em exagero para não desvalorizar o anime nem distrair alguns espetadores daquilo que realmente é importante.

Apesar do mundo de Bakuman 2 ser uma cópia do real, a fantasia não deixa de estar presente através das mangas que Akito, Moritaka e os seus rivais desenvolvem. Na verdade, este é um dos pontos mais excecionais desta criação. Ohba e Obata (criadores de Death Note) foram capazes de desenvolver uma história que dentro dela contém mais um vasto número de histórias, todas elas espetaculares. A criatividade destes dois senhores parece não ter fim.

Em paralelo com o sonho de serem grandes mangakás, uma vertente de amor e romantismo acompanha todo o enredo. Uma excelente forma de cativar mais público a ver Bakuman 2 por parte dos autores. Por trás de tanto trabalho e esforço para se atingir o sucesso no mundo da Manga, corre uma grande história de amor entre Moritaka e Miho, que nos cativa pela sua peculiaridade e nos leva a interrogar se realmente será possível existir um amor como aquele.

Mas voltando ao tema principal, este torna-se cativante, particularmente pelas grandes rivalidades que existem entre os grandes autores do momento, que não param de crescer e de superar barreiras atrás de barreiras neste ramo de trabalho. O facto de existirem vários autores em competição faz com que Bakuman 2 salte constantemente de cena em cena para os acompanhar a todos, algo que é necessário, pois é isto que, mais do que qualquer outra caraterística, valoriza o enredo. Takagi e Mashiro são os grandes protagonistas, mas apenas na teoria já que, na verdade, a conceção dos seus rivais é de tal forma detalhada e profunda que os podemos colocar ao mesmo nível da dupla principal e acompanhá-los com o mesmo interesse. Ao trabalharem para a Shonen Jack, supostamente a Shonen Jump, são várias as vezes em que Naruto, Luffy, Ichigo e outros protagonistas de séries bem conhecidas complementam os ambientes de fundo previamente descritos, o que também é um detalhe positivo a ter em conta e digno de referência.

Em relação banda sonora, não estamos num anime de grandes batalhas ou de excessiva carga emocional. É mais fácil nessas séries uma música sobressair-se e deixar-nos em sobressalto quando começa a tocar por nos marcar com as cenas da história que decorrem em simultâneo. Neste caso, podemos defini-las como agradáveis, mas nunca como extraordinárias. Existe emoção sim, mas poucas são as situações que nos podem levar a comover verdadeiramente.

 

Bakuman 2

Mashiro & Azuki

 

As Personagens de Bakuman 2

Muitas são as personagens que poderíamos estar aqui a falar devido à sua importância em Bakuman 2. Contudo, de forma a não tornar esta análise excessivamente longa, e até porque depois esta série haverá de passar pela rubrica “Personagens de Anime, apenas as Moritaka, Akito, Azuki e Eiji vão ser brevemente descritos.

Moritaka é o elemento da dupla Ashirogi Muto (a constituída pelos dois grandes protagonistas da história) responsável pela arte das mangas. Akito, por seu lado, está encarregue das histórias. A dedicação e o esforço de sucederem no ramo é evidente ao longo de cada episódio, já que os dois não se importam de sacrificar a “vida boa” da sua juventude em função de horas a fio a desenhar, escrever e a preparar os seus manuscritos para entregar à Shonen Jack. Claro que com uma paixão destas pela Manga não é preciso incentivo nenhum extra para trabalhar. No entanto, Moritaka tem um, de nome Miho Azuki.

Desde muito cedo que Miho e Mashiro estabeleceram uma promessa. O rapaz iria desenvolver uma história de sucesso, enquanto que a rapariga tentaria fazer furor como atriz de voz, de forma a mais tarde poder dar a sua à da heroína da obra de Mashiro, quando essa manga se transformar em Anime. Se o amor à primeira vista existe ou não é uma bela questão. O que é certo é que, pelas mãos dos autores, este jovem casal defende isso mesmo, pois mal se vêm, mas o amor de ambos cresce a cada episódio que passa. A timidez é uma caraterística de ambos, o que torna a sua relação de certa forma mais carinhosa.

Eiji Nizuma é o maior dos rivais de Takagi e Mashiro. Por norma extremamente cómico e detentor de comportamentos bastante anormais, nos momentos mais tensos da sua vida ou dos seus rivais Eiji revela-se alguém extremamente inteligente, astuto e até solidário para espanto de qualquer um. Claramente num patamar acima de qualquer outro mangaká, Nizuma também adora a competição e o que não lhe falta é inspiração, como comprovam as suas reações espontâneas.

 

Bakuman 2

Eiji & Hiramaru

 

Juízo Final

Caríssimos, não há como negar! Aqui têm uma obra esplendorosa, recomendada a qualquer pessoa deste mundo. A primeira temporada já estava excelente por conseguir cativar adeptos com os mais variados gostos no que toca ao entretenimento, e Bakuman 2 consegue cimentar isso mesmo ao apresentar um enredo ainda mais interessante. A história não pára de melhorar a cada capítulo exibido, pelo que descolar do ecrã torna-se muito complicado.

Recapitulando, aqui tudo se resume ao mundo dos sonhos, interligando de uma forma sensacional a paixão pelo trabalho com o romance e o amor vivido e partilhado entre as pessoas. Tudo isto sempre com muito suspense à mistura. Tal como em Death Note, Takeshi Obata e Tsugumi Ohba conseguem muitas vezes deixar-nos baralhos sobre o que vai acontecer a seguir, e chocados com alguns acontecimentos inesperados.

Embora Bakuman 2 seja capaz de satisfazer e convencer qualquer um pela sua enorme qualidade, um gosto especial terão os verdadeiros adeptos da Manga e aspirantes a mangakás, pois não há melhor maneira de se perceber como tudo funciona nesse universo do que assistir a Bakuman.

Por agora é tudo, mas fiquem atentos! Em breve vai chegar a análise a Bakuman 3, onde poderão tomar nota de outros aspetos importantes relacionados com esta produção dividida em três partes e claro, as comparações com as séries anteriores serão inevitáveis. Até lá, fiquem com o opening de Bakuman 2. Se ainda não começaram a ver esta obra, então despachem-se porque está mais do que na altura de o fazerem. Não se vão arrepender, palavra do ptAnime.

 

 

 

Comentários via Facebook
4 comentários

Também deverás gostar de

4 comentários

quizes 5 Março, 2015 - 0:05

eu gostei do anime,mas 9.6 nao é exagerado

Responder
Renato Sousa 5 Março, 2015 - 1:07

Olá quizes 🙂
A mim parece-me justo. Além de reconhecer o grande valor de Bakuman enquanto obra, esta segunda temporada foi, na minha humilde opinião a melhor, fascinou-me mesmo, daí esta cotação enquanto analista da série.

Cumprimentos

Responder
quizes 5 Março, 2015 - 19:58

bakuman(9.6) é uma boa serie,mas comparando com death note,atack on titan(9.6) e outras grandes series ,a diferença devia ser maior.

Responder
Renato Sousa 5 Março, 2015 - 20:29

quizes comparar bakuman (2) com as séries que mencionaste não faz qualquer sentido, pois são obras de estilos completamente diferentes 🙂

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.