Banana Fish – Análise

por Clarisse Silva
Banana Fish - Análise

Já conhecem o anime que foi inspirado no manga de Akimi Yoshida?! Sim estamos a falar de Banana Fish! É o tipo de anime que te cola ao ecrã desde o primeiro episódio! É garantida uma animação de qualidade, com cores vibrantes, muita ação e drama!

 

 

Banana Fish – Análise

Gostei muito de assistir este anime, visto que a cada episódio acontece algo de novo com cenas excitantes que envolvem gangues de rua, armas e mistério. Para além disso o enredo da história está muito bem estruturado, desenvolvendo-se de uma forma fluida. Estes são um dos fatores que te irão prender bastante e apelar para a tua curiosidade do que irá acontecer nos próximos episódios.

A história passa-se em Nova Iorque e foca-se na vida de Ash Lynx, um jovem inteligente, belo e rebelde. A narrativa desenrola-se à volta da personagem principal, bem como apresenta-nos a sua relação com outros personagens. À medida que o anime se desenrola, vai-se descobrindo mais detalhes sobre a vida de Ash e o seu passado.

 

Pontos-chave

Inicialmente, para alguns espectadores, torna-se estranho o facto de Banana Fish apresentar alguns pontos sensíveis na história. Para além de a personagem principal ser um chefe frio e assassino, que possui controlo de um gangue apenas com 17 anos (dando a sensação de ser um adulto em vez de um adolescente), o anime também toca num assunto peculiar: prostituição infantil.

 

 

Descobre-se que Ash Lynx é usado e abusado sexualmente desde pequeno. Este vivera até então debaixo da posse do chefe da máfia Dino Goldzine, intitulado de “Papa”, o qual considerava que o jovem era o seu bem mais precioso e o seu brinquedo sexual.

 

 

Outro ponto que o anime foca é o mundo da droga. Nos primeiros episódios o nome “Banana Fish” é dito repetidamente por vários personagens. As ações começam a desenrolar-se à volta desse nome. Inevitavelmente na primeira parte da história, Ash procura o seu significado, não sabendo ao certo se seria uma pessoa ou algo diferente.

O seu objetivo era curar o seu irmão, que inexplicavelmente estava interligado a essas palavras misteriosas. Mais tarde descobre-se que “Banana Fish” é uma droga que fora utilizada na guerra. Todavia este não deixa de ser um ponto a desvalorizar na segunda parte da história.

 

Dúvidas: Shoujo ou Yaoi?!

Antes de ver o anime, muitas pessoas devem-se questionar: “Banana Fish é Yaoi?”.
Na verdade Banana Fish está classificado como Shoujo (“rapariga” em japonês): esta demografia (sistema de classificação por idade e género) é dirigido para um público feminino adolescente, o que não exclui o público masculino. O tipo “shoujo” é uma demografia que se foca em relacionamentos românticos, emoções humanas, podendo incluir também ficção-científica e cenas de combate. Afirmaria que neste anime esta destaca-se principalmente nos sentimentos dos personagens e em alguns rapazes gentis e adoráveis, como Eiji Okumura.

 

 

Em contrapartida o género Yaoi baseia-se em relações homossexuais entre homens. Originalmente este tipo de manga/anime era direcionado para o público feminino, mas ao longo do tempo este ganhou fama no público masculino.

Relacionando estes dois géneros com Banana Fish, eu diria que aparentemente poderão existir algumas cenas que dão a sensação de um anime Yaoi, principalmente entre o protagonista e o seu parceiro. Uma das poucas cenas mais marcantes entre estes foi a troca de um beijo (que teve um objetivo não sentimental). O que poderá apontar para cenas Yaoi serão as que o protagonista é abusado fisicamente por homens do poder ou outras em que Ash tenta seduzir alvos para obter informações ou tentar escapar.

 

 

Na minha opinião Ash Lynx e Eiji Okamura são uma dupla Shonen e não de Shonen Ai (estilo onde há um romance entre as personagens masculinas), visto que os dois vivem uma relação amistosa forte. Eiji é um jovem adulto japonês que chega a Nova Iorque e conhece Ash no pior momento possível. Este mostra a Ash que o mundo não é feito só de armas e sofrimento, mas que também existe amor e paz. Isso faz com que Ash Lynx se abra e mostre a sua personalidade escondida dentro de si.

 

 

É engraçado como o temperamento calmo de Eiji e a sua aura pura fazem com que este pareça um simples adolescente ao lado do crescido e rebelde Ash. Um facto interessante é que mais tarde Eiji é equiparado a um gato e Ash a uma pantera, o que caracteriza muito as suas personalidades, bem como as suas aparências.

 

 

Banana Fish – Análise | Animação

Banana Fish possui um nível de animação muito alto e profissional.
Admiro quando a animação de um anime é tão bem feita, porque nos apela aos nossos sentidos e faz-nos desfrutar muito mais! As cores e o tipo de desenho utilizado foram muito bem escolhidos. Por exemplo, quando há cenas com armas de fogo a disparar, lutas e sangue à mistura, a animação aproxima-se severamente da realidade, utilizando-se cores luminosas bem como sons característicos, que elevam a qualidade das cenas.

 

 

A luz, as sombras, as cores vivas ou mais frias (dependendo do ambiente inserido) e os efeitos especiais e o movimento implementado a partir da animação (o cabelo a balançar ao vento, as lágrimas a escorrer pelo rosto ou cenas com ação e movimentos rápidos e bruscos) forneceram um anime de qualidade indescritível.

 

 

Para mim Banana Fish está com uma nota máxima a nível da animação! Se gostam de ver animes com qualidade, não só de imagem mas também das próprias cenas no desenrolar dos episódios, então aconselho-vos sem dúvida este anime.

 

Openigns e Endings

O primeiro opening “Found & Lost” é interpretado pela banda japonesa Survive Said The Prophet. A música tem um carácter forte e sentimental que se adapta muito bem ao estilo de Banana Fish. Para além disso a letra desta adapta-se à narrativa contada ao longo do anime, bem como a animação apresenta as várias personagens que irão estar envolvidas na história.

O primeiro ending intitulado “Prayer X” de King Gnu, foca-se mais nos sentimentos da personagem Ash Lynx, a partir de uma música mais tocante e de uma animação mais melancólica. A primeira vez que ouvi esta música arrepiei-me toda com o sentimentalismo e a sensibilidade passados através do cantor e da letra da música.

Tal como o primeiro, o segundo opening “FREEDOM”, interpretado pela banda BLUE ENCOUNT, adapta-se musicalmente ao anime, bem como a sua letra. A animação tem um carácter cinematográfico perfeito e intercala-se de uma forma envolvente com a música. É incrível como apenas a letra da música consegue contar a história desta segunda parte do anime, que se irá focar em Ash e no facto de este tentar proteger Eiji.

O último ending volta a ser representado pela banda Survive Said The Prophet, apresentando-nos a música “RED”. A letra está focada na relação de Ash com Eiji. O poder da melodia da música faz-nos pensar na forma como os dois personagens se interligam. Eu pessoalmente quando acabei de ver o anime, vi muito nesta música uma das últimas cenas do anime, na qual Eiji ensina palavras em japonês. É interessante como neste ending aparece uma dessas palavras que terá destaque durante o clímax no final do anime: Sayonara.

De seguida disponho-vos um vídeo com todos os openings e endings, com a música e a animação do anime:

 

“Found & Lost”- 0:00-1:28;
“Prayer X”- 1:29-2:59;
“FREEDOM”- 3:00-4:27;
“RED”- 4:28-5:57.

Tanto os openings e os endings têm algo de mágico e foram muito bem produzidos, tendo em conta a história de Banana Fish. Para além de nos darem a conhecer bandas pouco conhecidas, também nos abriram horizontes para um estilo de música diferente com um misto de ritmos musicais: heavy metal e rock japonês e tipologias indie.
É incrível como Banana Fish me fez não só apaixonar-me pela sua história e pela relação entre Ash e Eiji, como também adicionou um toque suplementar com estes maravilhosos openings e endings.

 


Curiosidades

Por fim gostava de vos falar de algumas curiosidades neste anime.
Acho que não fui a única a ter encontrado algumas parecenças e peculiaridades entre este anime e outros já lançados anteriormente a este.
Para quem gosta de ação e drama deve conhecer também o anime Gangsta. Num certo ponto Banana Fish fez-me recordar este anime, onde também há cenas entre gangues e a polícia. Para além disso tanto como em Banana Fish em que se destaca a prostituição de crianças e jovens, Gangsta possui também uma envolvente sexual onde se destacam as prostitutas de rua.

 

 

Um segundo ponto que quero indicar, é as parecenças entre algumas personagens de Banana Fish com Yuri on Ice!. Creio que muitos já repararam que Ash Lynx parece-se com Yuri Plisetsky e Eiji Okumura com Yuri Katsuki. É incrível como tanto as suas características físicas como as suas personalidades são muito semelhantes!

Ash Lynx (17 anos) e Yuri Plisetsky (15 anos) são os dois loiros de olhos azuis, têm uma personalidade forte, rebelde e arrogante. Ironicamente a idade dos dois também é muito próxima um do outro, sendo os dois ainda adolescentes. Para além disso os dois personagens são de outras nacionalidades: Ash é americano e Yuri russo.

 

 

Eiji Okumura (19 anos) e Yuri Katsuki (23 anos) são os dois japoneses de cabelos e olhos escuros. Tanto um como o outro são sensíveis, calmos, gentis e de um certo modo paternais. As suas idades são relativamente aproximadas, podendo considerá-los jovens adultos.

 

 

Será que é coincidência estes personagens serem tão parecidos e ainda haver o fator da idade e das nacionalidades?! Deixo-vos a decisão de acreditarem no real ou na suposição.


Banana Fish – Análise | Juízo Final

Banana Fish é um anime repleto de pontos fortes. Para além das personagens e dos temas apresentados, dos seus detalhes e da banda sonora, este também tem uma animação muita boa!

É um anime que pode ser dirigido tanto para adolescentes como para adultos, visto que possui cenas fortes e muita ação. A história está muito bem construída o que proporciona uma maior riqueza ao anime.

Espero que vos tenha captado a vossa curiosidade em relação a este anime e que desfrutem dele (vejam-no a sério!). Para quem ainda não viu, deixo-vos aqui o trailer:

 

 


E vocês? O que acharam deste anime?! Deixem o vosso comentário se quiserem adicionar mais algum detalhe e partilhar as vossas opiniões!

 

 

 

 


Os volumes do manga de Banana Fish estão disponíveis por encomenda na Loja ptAnime!

Queres adquirir os volumes do manga (em Inglês) e não sabes como?

Contacta-nos através do Facebook da Loja ptAnime ou via mail através do geral@loja-ptanime.com!

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.