Chaos Dragon | Análise

por João Simões
Ficha Técnica Chaos Dragon
Título: Chaos Dragon Adaptação: Jogo Estúdio: Silver Link (Kokoro Connect, Fate/kaleid liner Prisma☆Illya) Géneros: Ação, Fantasia, Sobrenatural Ficha Técnica: Disponível   Chaos Dragon | Opening “ISOtone” - Natsumi Kon https://www.youtube.com/watch?v=TKUF_xM607M   Chaos Dragon | Enredo e Ambiente Bem-vindos ao fantástico mundo de Chaos Dragon, onde nações são governadas por jovens, onde os guerreiros mais fortes são…

Chaos Dragon

Enredo - 2.5
Personagens - 1.8
Produção Visual - 4.5
Banda Sonora - 2

2.7

Medíocre

Pontos Fracos: Basicamente tudo.

Pontos Fortes: Não existem.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 4.7 ( 1 votos)
3

Título: Chaos Dragon
Adaptação: Jogo
Estúdio: Silver Link (Kokoro Connect, Fate/kaleid liner Prisma☆Illya)
Géneros: Ação, Fantasia, Sobrenatural
Ficha Técnica: Disponível

 

Chaos Dragon | Opening

“ISOtone” – Natsumi Kon

 

Chaos Dragon | Enredo e Ambiente

Bem-vindos ao fantástico mundo de Chaos Dragon, onde nações são governadas por jovens, onde os guerreiros mais fortes são crianças de 10 anos em trajes menores, e onde todos os adultos são irresponsáveis ou encontram-se presos.

Começamos logo com credibilidade zero!

 

Chaos Dragon Enredo

 

Penso que existiram apenas dois tipos de audiências que tomaram a errada decisão de assistir a Chaos Dragon: de um lado, talvez o olhar de um público inexperiente e, do outro, um público que veio pelos nomes dos criadores. Porque, de certa forma, como é possível resistir a um filho cujos progenitores são Gen Urobuchi (Madoka Magica, Aldnoah.Zero, Fate/Zero), Kinoko Nasu (Kara no Kyoukai, Fate/Stay Night, Tsukihime) e Ryohgo Narita (Baccano!, Durarara!!)?

Bem, eles não se juntaram com o intuito de criar Chaos Dragon. O que aconteceu na verdade foi “apenas” uma reunião de criativos numa mesa a jogar um jogo de tabuleiro denominado por Red Dragon, que é uma espécie de Dungeons and Dragons oriental. Ou seja, daqui surgem apenas bons conceitos que, no caso de existir um bom escritor para a adaptação anime, poderiam dar génese a uma excelente linha narrativa. Ou pelo menos assim pensei eu, e aparentemente todas as pessoas que tentaram ver Chaos Dragon por esta mesma razão.

 

Chaos Dragon Coloracao

 

Porém, não foi isto que aconteceu. Não existe um bom escritor a transformar os conceitos que cada um criou enquanto jogavam Red Dragon. Portanto, isto resultou em algo que não se pode designar de história. A melhor forma de descrever a narrativa de Chaos Dragon é compará-la a um texto redigido por uma criança, onde existe aquela muleta de discurso “e depois acontece isto, e depois acontece aquilo”. Nem mais, nem menos. Até porque se formos traduzir os eventos de Chaos Dragon em palavras será algo como: é um conjunto de previsíveis e confusos plot points que acontecem de modo a criar atalhos para se atingir um fim. Basicamente, tudo acontece por acontecer, sem um fio de lógica a ligar os eventos entre si.

 

Chaos Dragon Plot point

 

– O falso drama –

E, como se não bastasse o vómito compulsivo de eventos, temos ainda que tentar digerir uma escrita que goza com o inteleto da audiência. Ao longo da “história” vão existindo alguns momentos que criam pseudo-tensão, onde os conflitos estão escritos de forma a parecerem muito inteligentes, misteriosos e complexos, quando na verdade são simplesmente parvos.

O falso drama chegou a ser vergonhoso, sendo que este nem o público inexperiente consegue deixar passar (espero eu). Alguns momentos que tinham a intenção de serem emocionais, não conseguiram ultrapassar o nível de triste comédia. Momentos que nos chegam a arrancar uma pequena gargalhada misturada com um suspiro desesperado.

 

Chaos Dragon revela mais história

 

– A consistente inconsistência –

Isto aplica-se a todo e qualquer departamento da produção que deu origem a este pedacinho de lixo. A nível narrativo, como já deu para perceber, não existe nada a que se possam agarrar. Não existe uma estrutura, não existe conteúdo, não existe um objetivo. A construção do mundo é um pandemónio intragável. Nem na quantidade absurda de personagens se consegue encontrar algo interessante. Não têm carácter, não têm progressão, sendo que em alguns casos é observável regressão. Imaginem que as personalidades são tão genéricas, vazias e iguais (narrativa e visualmente), que em certo ponto falece uma personagem, e mais para o fim ela surge de novo (supostamente). Ficamos a pensar que foi inexplicavelmente ressuscitada. Ok, tudo bem, afinal já vimos de tudo dentro de Chaos Dragon, uma personagem voltar à vida sem explicação é o mínimo. Contudo, depois começam a tratá-la por outro nome. E é aqui que decidimos rever os primeiros episódios, e descobrimos que afinal são personagens diferentes, simplesmente possuem a mesma «personalidade», uma voz semelhante e um design igual.

 

Chaos Dragon Personagens

 

Tudo o que foi criticado a nível de enredo, aplica-se diretamente no departamento técnico desta catástrofe. A edição e continuidade visual sofrem com a ausência de estabilidade narrativa, a noção cinematográfica é nula, a animação tanto a 2D como a 3D é uma tortura para os olhos, e as coreografias das batalhas são um completo caos sofrível.

 

Chaos Dragon premissa

 

Chaos Dragon | Juízo Final

Portanto, como podem ver, Chaos Dragon não tem história, não tem linguagem visual, não tem proveito ambiental, dando origem a zero entretenimento, muitos bocejos, e uma grande ansiedade pelo seu término.

Atrevo-me até a dizer que o final é bom, mas é só mesmo porque o pesadelo termina. E porque podemos dar graças de ter apenas 12 episódios. Em contrapartida, o final é ainda responsável por nos dar uns segundos com uma forte taquicardia. Sendo que este deixa em aberto para uma segunda temporada, e por momentos agarram-nos à cadeira a pensar “por favor não façam mais, chega!”. O leve vislumbre de um possível futuro onde esta série recebe uma continuação foi o único momento em que realmente senti conflito real. Um valente susto, no mínimo. Acho que podemos descansar, este título teve uma opinião negativa consensual, de modos que as vendas devem ser aproximadas do inexistente.

 

Chaos Dragon Segundo Trailer Imagem Destaque

 

Agora, para os que começaram a ver e não possuem a habilidade de dar drop, deverão estar a questionar: se é assim tão mau, o que posso retirar daqui, será que interessa a alguém? Essencialmente, e na minha opinião, serve como caso de estudo. Para quem busca aprofundar o seu conhecimento, perceção e experiência sobre escrita e animação, Chaos Dragon torna-se um incrível exemplo para entendermos os erros que se devem evitar em qualquer um dos departamentos de produção. Portanto, de modo a apurar a sensibilidade sobre seja o que for, devemos absorver tanto de bom como de mau, pois ajuda-nos a esmiuçar com mais facilidade os elementos que dão origem a uma obra completa de qualidade.

Se a vossa estadia pela absorção de anime é focada única e exclusivamente no entretenimento, então fujam, não existe aqui nada para vocês aproveitarem. Pelo que, não passará de uma tremenda e frustrante perda de tempo.

 

Chaos Dragon | Trailer

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.