Cowboy Bebop Episódio 5 | Análise Green Bird

por António Costa
Cowboy Bebop Episódio 5 | Análise Green Bird

Nota: Esta análise contém SPOILERS relativos ao episódio 5 de Cowboy Bebop.

 

Então… A categoria de “Melhores Momentos em Anime” é, sejamos sinceros, muito abrangente. Estamos a falar dos momentos que mais nos chocaram numa anime? Ou talvez dos que têm a melhor direção? Ou melhor animação? Ou até atuação?

Hoje, decidi escolher um momento de uma das minhas animes preferidas de todos os tempos que se enquadra, na minha opinião, em todos estes.

Mas primeiro, algum contexto. Cowboy Bebop passa-se no futuro e é um sobre um grupo de caçadores de recompensa (a Faye Valentine, o Spike Spiegel, o Jet Black e a Edward Wong Hau Pepelu Tivrusky IV) que viajam pelo universo à procura de foras da lei. Mas as coisas não são assim tão simples, pois cada um dos membros deste grupo tem um passado que ainda não resolveram e, ao longo da série, volta constantemente para lhes dificultar a vida.

Neste episódio em particular, a Faye foi raptada por um homem chamado Vicious que tem uma conexão com o Spike.

Finalmente, com tudo o que é preciso tirado do caminho, vejamos o que faz deste momento tão glorioso.

 

Cowboy Bebop Episódio 5 | Análise Green Bird

 

Começa, de forma simples com o Spike a ir para a igreja onde o Vicious tem a Faye, e é imediatamente aqui que vemos uma das melhores capacidades que o Shinichiro Watanabe (o realizador da série) tem: Alinhar música perfeitamente com uma cena (algo que será relevante daqui a pouco).

 

Cowboy Bebop Episódio 5 | Análise Green Bird

 

De seguida, temos uma breve confrontação verbal entre o Spike e o Vicious, que leva a uma cena de ação (sobre a qual eu não comentarei visto que isto não é “Melhores Batalhas em Anime”) e que me faz mencionar uma outra coisa relevante a Bebop: a animação.

Esta foi uma das últimas séries a ser feita através de cels e por esta altura já tinham dominado a técnica, por isso esta série é LINDA e ainda hoje é bastante impressionante.

Depois desta batalha, temos ainda outro breve confronto verbal entre o Spike e o Vicious e, por fim, chegamos à razão pela qual este é um dos melhores momentos em toda a Anime: a sequência “Green Bird”.

 

Cowboy Bebop Episódio 5 | Análise Green Bird

 

Eu estou convencido que se esta sequência fosse feita por qualquer outro realizador, seria simplesmente uma cena de um homem a cair de uma igreja, mas através da criatividade e pura inteligência de Watanabe, torna-se excelente. Vamos por partes. Primeiro, como anteriormente referido o Watanabe tem uma forte capacidade de juntar música e imagem, e a escolha musical aqui é assombrosa. A seguir, a cena está editada de forma a vermos exatamente aquilo que precisamos na altura certa. E por fim, esta cena é pura e simplesmente um milagre narrativo. Nesta pequena cena de aproximadamente 3 minutos sem diálogo, ou explicações, aprendemos o máximo que alguma vez aprendemos sobre o historial do Spike. Em 3 minutos vemos a relação dele com personagens que nunca apareceram ou que apareceram muito pouco e o que aconteceu entre eles.

Bebop é uma daquelas séries que faz mais sentido a rever, porque percebemos as pequenas pistas e informações que nos foram dadas e que na altura não faziam sentido. Os momentos finais do episódio 5 são como a última peça no puzzle do Spike, mas, numa decisão algo bizarra, essa peça é-nos dada quase no início e o resto das coisas que recebemos construímos à volta disso. Se isso não é uma boa técnica para contar uma história, que constitui um dos melhores momentos em toda a Anime, então eu não sei o que é uma boa história.

Este momento está disponível no youtube e aconselho que o procurem.

 

1 comentário

Também deverás gostar de

1 comentário

Leandro Santos 7 Dezembro, 2015 - 16:35

CB é um marco na historia do anime, e não me lembrava dessa cena em concreto, mas depois de a rever concordo em absoluto contigo

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.