Editoras Japonesas processam quatro websites piratas dos EUA

por Usagi Wright
Manga - Governo Japonês pretende Legislar Sites de Pirataria Loja de Manga no Japão

Em julho deste ano (2019), Romi Hoshino, também conhecido como Zakay Romi, foi preso nas Filipinas como administrador do Manga Mura, o agora extinto website que era o fornecedor pirata de manga. Com este website fechado, as editoras viraram a sua atenção para outros sítios online que fazem a mesma atividade ilegal.

 

Editoras Japonesas processam quatro websites piratas dos EUA

Filipinas prendem alegado Manager do site pirata Mangamura destaque

 

A 4 de setembro, a Shueisha (Weekly Shonen Jump), Kodansha (Shonen Magazine), Shogakukan (Shonen Sunday) e Kadokawa (Shonen Ace) entraram com uma ação conjunta contra quatro websites que consideram ser os “websites sucessores” do Manga Mura. Um deles, Hoshinoromi.org, até possui o mesmo nome do administrador do ex-Manga Mura, embora não exista nenhuma informação neste sentido.

O facto das editoras japonesas protegerem a sua propriedade intelectual online não é nenhuma novidade, mas o que é incomum é que todos os quatro websites designados na ação estão hospedados nos EUA, apesar dos interfaces e do conteúdo estarem em japonês, sem tradução. Como resultado, o processo foi aberto no tribunal de Nova Iorque e não no Japão. No mesmo há a procura de uma indemnização pela “violação intencional e maciça de direitos de autor” (um site hospedava mais de 93.000 volumes de manga ilegalmente) e o encerramento dos websites. No entanto, nenhum destes permanece acessível desde a entrada do processo em tribunal.

 


Apoia os criadores japoneses comprando o seu manga! Na Loja ptAnime é possível fazer isso. É só clicar no link abaixo e ver toda a oferta disponível.

Bakemonogatari Manga Volume 1

 


Artigos relacionados

Viz Media e o Combate à Pirataria no Google

Manga – Governo Japonês pretende Legislar Sites de Pirataria

Takashi Yoshida critica ataques das Editoras aos sites de Manga piratas


 

Fonte: Soranews24

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.