Entrevista Yoshihiro Togashi – Preciso de Terminar Hunter X Hunter

por Pedro Costa
Togashi esqueceu como se desenha Hunter x Hunter? (SPOILER) | Hunter x Hunter - Manga anuncia Data de Regresso | Hunter x Hunter - Manga anuncia Data de Regresso | Entrevista Yoshihiro Togashi - Preciso de Terminar Hunter X Hunter

Este ano, Hunter x Hunter está a celebrar o seu 20º Aniversário! Sim, devido às interrupções quase constantes, parece que muito mais tempo decorreu desde a sua estreia em março de 1998.

Por muita compreensão que os fãs possam ter relativamente aos problemas do mestre Yoshihiro Togashi, a verdade é que as sucessivas interrupções levam muitos admiradores da obra a inquirir veementemente o mestre sobre o quando irá o manga acabar.

 

Entrevista Yoshihiro Togashi – Preciso de Terminar Hunter x Hunter:

 

Numa Weekly Shonen Jump 50th Anniversary Special Interview, Togashi-sensei abriu-se um pouco relativamente à produção da sua obra e abordou o final de Hunter x Hunter, ou “o final dele mesmo”:

(A transcrição que se segue é uma tradução do corpo da entrevista, que foi traduzido para Inglês pelo usuário Reddit, VeraciousCake)

 

Yoshihiro Togashi é um autor que sempre se focou em “como um escritor deve ser”, e tem continuado a criar as suas obras, estrategicamente. Yu Yu Hakusho, o seu grande sucesso que abalou o mundo da Jump nos anos 90, foi escrito desde o começo para ser uma evolução de uma “história reconfortante” para um “manga de batalha”. O seu projeto seguinte, Level E, foi onde ele mostrou um lado diferente de si aos seus leitores — ele subverteu a imagem que tinha criado com Yu Yu Hakusho, e desenvolveu uma obra de ficção científica com incrível potencial narrativo.

E então, em 1998, ele criou Hunter X Hunter, o qual continua forte mesmo nos dias de hoje.

 

Isto pode ser uma forma desagradável de colocar as coisas, mas naquela altura eu pensava que a minha próxima obra deveria ter como objetivo ser um ‘hit’, uma vez que estava a escrever para a Jump. Tinha estado a ver de perto as votações dos leitores, desde a segunda metade da serialização de Yu Yu Hakusho. Estava a olhar não apenas para a minha posição, mas também para coisas como, quem é o número um agora com que tipo de história, etc. Analisando tudo, conclui que obras populares eram sobre desporto ou batalhas — coisas onde haviam claros vencedores e vencidos. Então pensei que se fosse escrever algo a seguir, teria que ser um battle manga.

 

Entrevista Yoshihiro Togashi - Preciso de Terminar Hunter X Hunter

 

E eis que Hunter X Hunter foi concebido e, mesmo sendo um honesto battle manga, é também uma obra que exibe totalmente a conhecida capacidade de Togashi em inspirar os seus leitores a hiper-analisar. O protagonista Gon, por exemplo, parece suspeitosamente fofo mas não tem qualquer hesitação em combater. Ele é uma personagem única que consegue até transmitir uma sensação de infinita ‘temibilidade’. 

 

Inicialmente, queria fazer de Gon um bom rapaz que dominaria as votações para ‘personagens que quererias ter como filho’. Mas assim que a serialização começou… ou melhor, assim que comecei a escrever o meu rascunho, senti que não seria bem isto. Um rapaz que proclamou que abandonaria a sua mãe adotiva para se tornar num Hunter não é lá muito bom filho, pois não? Comecei a pensar, ‘Este é um miúdo mesmo passado’ (lol). Mas pensei que seria de esperar que ele se comportasse assim, uma vez que o seu pai abandonou-o enquanto bebé para se tornar Hunter. Para mim, ele era uma personagem natural.

 

Ele disse que ter um ‘miúdo louco’ como protagonista, estava em linha com a direção da história.

 

Se tivesse feito do meu protagonista um “moço certinho” e desenhado um battle manga com isso, teria levantado complicações quando ele tivesse que combater. Isso, por sua vez, teria sido uma história divertida de escrever, mas pensei que não seria para onde eu queria ir com a história. Eu não queria alienar os meus leitores que iriam ler pelas batalhas. Graças a fazer um “míudo louco” como Gon o protagonista, fui capaz de escrever batalhas sem ter que retratar conflitos morais no subconsciente da personagem.

 

Entrevista Yoshihiro Togashi - Preciso de Terminar Hunter X Hunter

 

Ainda há coisas de sobra que eu gostaria de escrever

 

Basicamente, estou a fazê-lo à minha maneira.

 

A posição de Togashi sobre a sua serialização atual é que esta é, ao mesmo tempo, um rigoroso desafio e de certa forma divertida.

 

Do ponto de vista externo, a série que estou a escrever neste momento pode parecer uma séria tarefa, mas pessoalmente eu estou a desfrutar bastante. Quando era mais novo, costumava ser barrado de fazer coisas que eu gostaria mesmo de fazer. Agora posso finalmente fazer coisas que gosto.

 

Ele quer, também, “vingar-se” com histórias que não podia mesmo desenhar na sua juventude.

 

Estou a falar de comédias românticas (lol). Mas bem, estou demasiado velho para escrever para esse género e, penso também, que seria melhor se eu deixasse o desenho para outra pessoa. Tal como o manga do ano passado para o qual apenas escrevi o guião (Akuten Wars, ilustrado por Hachi Mizuno), se ter outra pessoa a desenhar as imagens leva a uma melhor obra de arte, eu não tenho qualquer objecção a fazer. De qualquer das formas, eu pensei também que teria gostado de um artstyle mais realista para acompanhar Level E. Dependendo do género, eu verdadeiramente penso que posso legitimamente ser apenas o argumentista.

 

Entrevista Yoshihiro Togashi - Preciso de Terminar Hunter X Hunter

 

Imaginem a característica construção de mundo que apenas Togashi consegue fazer, trazida à vida por um artista que melhor consegue realizar o seu potencial. O dia onde poderemos ter dessas obras uma a seguir à outra, pode não estar muito longe.

 

Ainda assim, eu preciso de terminar de escrever Hunter X Hunter. Chegou a um ponto onde ou a história se conclui primeiro, ou eu morro antes disso acontecer (lol). Mas eu tenciono mesmo terminá-la. Apesar de poderem dizer que a dada altura na história — quando Gon encontra Ging — eu já completei a história uma vez. Acredito que alguns leitores devem ter pensado ‘Não era suposto ser este o objetivo final?’ e eu escrevi-o para parecer que sim. Mas, eu não pretendia cortar o flow da história aí e espero que os meus leitores possam ver que ainda havia espaço para continuação. Como leitor da Jump que sou, eu mesmo lembro-me de ter pensado ‘Não deveria este manga ter acabado aqui?’ e sentir-me irritado quando continuava, e continuava. Eu quero sempre estar em contacto com esse sentimento enquanto leitor. Mas Hunter X Hunter, como está agora, tem muito em si que me faz querer continuar a ler, mesmo da minha própria perspectiva como leitor. E da minha perspectiva enquanto escritor, ainda há muitas coisas nele que eu quero escrever, e que desfrutaria escrever. E assim, se alguém estiver disposto a desfrutar desta viagem comigo, isso é tudo o que posso esperar.

 

Entrevista Yoshihiro Togashi - Preciso de Terminar Hunter X Hunter

 

Hunter x Hunter está atualmente em hiato e Togashi-sensei ainda não partilhou uma data de regresso. Mas a julgar pela entrevista, ele pode estar a planear um final mais cedo do que seria de esperar.

 


Hunter x Hunter – Artigos Relacionados


 

Se estiverem interessados em adquirir os volumes já disponíveis em Inglês, para entrega imediata ou pré-encomenda, segue-se a seguinte lista com links para o volume respetivo (os últimos 8 volumes):

>> Volume #27

>> Volume #28

>> Volume #29

>> Volume #30

>> Volume #31

>> Volume #32

>> Volume #33

>> Volume #34

 

Fontes: r/HunterXHunter (Reddit) / Kotaku / GoBoiano

 

1 comentário

Também deverás gostar de

1 comentário

Marcio Roberto 30 Outubro, 2019 - 15:42

Desejo que não faça como o escritor de Game of Thrones. Ótimo trabalho!

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.