Ex-Editor de Dragon Ball comenta Dragon Ball Evolution

por Pedro Costa
Ex-Editor de Dragon Ball comenta Dragon Ball Evolution

Kazuhiko Torishima é o diretor representativo da editora Hakusensha. Contudo, antes disso, ele trabalhou na Shueisha e era editor de Akira Toriyama durantDr. Slump e a primeira parte de Dragon Ball. A 23 de abril, ele efectuou uma palestra na Bunka Gakuen University (Tokyo) onde ele respondeu a questões da audiência.

Uma das perguntas que surgiram foi sobre o filme live-action de Hollywood, Dragonball: Evolution, o qual foi lançado em 2009.

A Torishima foi perguntado: “O que achou de Dragonball: Evolution?”

 

Ex-Editor de Dragon Ball comenta Dragon Ball Evolution:

 

Torishima respondeu:

Foi o meu maior falhando no que concerne a adaptação ao ecrã.

 

Ele disse que após o falhanço do filme, ele falou com advogados familiarizados com adaptações para ecrã e chegou à conclusão de que a Shueisha teria que pagar dinheiro para ter uma palavra sobre como o material foi tratado. De acordo com o que ele ouviu, o direito a veto era um investimento de 5 mil milhões de yen (cerca de 40.8 milhões de euros).

Contudo, Torishima prosseguiu, dizendo que este valor seria 60-70% do lucro anual da Shueisha na altura, então eles não estavam preparados para pagar essa quantia.

Sabendo o que sei agora de Hollywood, teria dito: “Paguem os 5 mil milhões. Em troca, quero os direitos de distribuição na Ásia. Eu vou certificar-me que recebem retorno do dinheiro”. Teria negociado e recebido os direitos de veto.

 

Ex-Editor de Dragon Ball comenta Dragon Ball Evolution

 

Outros tópicos que surgiram durante a palestra incluem:

  • a diminuição de revistas e manga impressos;
  • as dificuldades de expor novos artistas numa era de manga digital e webtoons
  • a necessidade de mistura de media de maneira a vender manga no mundo atual.

 


Já conheces a nossa loja!? Não?

Clica na imagem abaixo para ver mais 🙂Lista Anime Primavera 2019


 

 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.