Gate | Primeiras Impressões

por João Simões
Título: Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri Adaptação: Light Novel Estúdio: A-1 Pictures (Sword Art Online, Ao no Exorcist) Géneros: Ação, Aventura, Jogo Ficha Técnica: Disponível   Opening "GATE Sore wa Akatsuki no Yō ni" - Kishida Kyōdan & the Akeboshi Rockets https://www.youtube.com/watch?v=xPVVTSof-_k   Gate | Enredo Gate conta-nos a história de…

Gate

Enredo - 6
Personagens - 5
Produção Visual - 6.8
Banda Sonora - 5

5.7

Potencial

Pontos Fracos: Banda Sonora passa despercebida.

Pontos Fortes: Premissa do universo. Alguns aspetos narrativos.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: Sê o primeiro!
6

Título: Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri
Adaptação: Light Novel
Estúdio: A-1 Pictures (Sword Art Online, Ao no Exorcist)
Géneros: Ação, Aventura, Jogo
Ficha Técnica: Disponível

 

Opening

“GATE Sore wa Akatsuki no Yō ni” – Kishida Kyōdan & the Akeboshi Rockets

https://www.youtube.com/watch?v=xPVVTSof-_k

 

Gate | Enredo

Gate conta-nos a história de um mundo completamente normal como o nosso, não fugindo em nada da atualidade na qual vivemos. Todavia, nesta versão do planeta Terra, abre-se um portão para um outro mundo completamente desconhecido. A personagem principal, como militar, é designada como um dos participantes no esquadrão de reconhecimento deste novo mundo. Sabemos apenas que se encontram numa espécie de época medieval, onde seres como dragões e elementos mágicos são uma realidade.

 

Gate Enredo Premissa

 

Assim num olhar muito geral para esta sinopse, a existência de elementos genéricos é algo que podemos considerar uma irrealidade. Temos um conceito interessante, vários aspetos que indicam potencial e uma exposição narrativa ponderada através de um ritmo estrategicamente regulado. É mais admirável ainda que por consequência deste excelente ritmo (que pode muito bem ser considerado um dos pontos mais altos deste primeiro episódio), o resto das personagens principais não tenha sido apresentado.

 

Gate Personagem Principal

 

Por norma, numa obra mais comum deste género, as personagens principais femininas que estruturam o grupo principal da história, já teriam sido apresentadas quase todas, ou mesmo na sua totalidade. Não obstante, não o foram, o que deu origem a uma quebra de estrutura que considero bastante interessante tendo em conta o paradigma geral. Inseri-las logo no primeiro episódio seria uma manobra de fanservice pertinente, para agarrar logo o máximo de público possível, para que não possam ter margens de dúvidas se devem ou não continuar a ver a obra. É certo que tivemos um pequeno tease das personagens, e também estão presentes no opening e no ending, mas é fora do comum e não substancial o suficiente como manobra de aliciamento.

 

Gate Enredo Elf

 

Gate | Ambiente

A produção ambiental é mediana na sua maioria e ligeiramente acima da média em alguns momentos, especialmente na sequência em que a personagem principal mostra a sua grande perícia ao desarmar um dos invasores. Podemos aqui ver uma boa sequência de ação, o que pode ser uma boa janela do futuro para aquilo que se avizinha neste quesito.

 

Gate Ambiente Personagem

 

A coloração e o design de personagens são a cara chapada da A-1 Pictures, basicamente umas das imagens de marca no que diz respeito à produção de ambientes de fantasia. Costumam brilhar e caprichar mais nos mundos que não existem, do que aqueles que podem recriar com mais realidade, por isso coloco algumas espetativas no que diz respeito a este novo mundo alternativo que nos aguardaA banda sonora para já não consegue fugir às faixas típicas tornando-as completamente despercebidas. No que diz respeito às vozes também ainda não existe nenhuma que se destaque, mesmo que muitas delas nos sejam familiares.

 

Gate Ambiente

 

Gate | Potencial

Apesar de tudo o que foi acima referido, ainda estamos longe de poder colocar as mãos no fogo por esta obra quanto esta se encontra a ser adaptada por um estúdio tão inconstante. Esta é uma produtora que procura, por norma, adaptar sempre obras que encontram o seu poderio na popularidade para garantir um sucesso monetário fácil.

O facto de termos um militar super habilidoso que é otaku é por si só um chamariz que poderá ou não ter a sua influência no núcleo narrativo. Este vai ainda encontrar-se com uma elfo arqueira, com uma maga pacífica possivelmente cheia de conhecimento, e uma lolita gótica que deverá retratar um estilo genérico “dere” qualquer. É então caso para dizer, que as fantasias estão alinhadas para a criação de mais um harem de sucesso da A-1 Pictures, e claro, para que esta tenha mais uma adaptação de um Light Novel transformada numa narrativa capaz de gerar dinheiro em massa.

Ainda assim, e como nada disto foi provado uma vez que conseguimos obter um primeiro episódio consistente em termos de composição, vamos esperar que as previsões se encontrem erradas, que a boa progressão do enredo manter-se-á, e que estes elementos de dois mundos a emergir um no outro serão bem aproveitados. E caso não sejam, podemos esperar uma coisa: bom entretenimento e boas sequências de ação, nisso a A-1 Pictures não costuma falhar.

Para já é muito complicado de recomendar esta obra pelo que ainda pouco se sabe. Porém, se gostam de referências do mundo do Anime/Manga, misturadas com aspetos do mundo fantástico medieval, como dragões e magia, então acho que poderão dar uma oportunidade ao primeiro episódio, quanto ao resto, vamos esperar para ver como toda esta adaptação será executada.

 

 

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.