Gostos devem Evoluir!

por António Costa

Já alguma vez repararam como novos fãs de anime parecem gostar de tudo? Quando alguém começa a ver anime parece que gostam de tudo, de séries fantásticas que toda a gente adora, a porcaria que ninguém quer ver.

Porquê? Bem (isto vindo de alguém que já assistiu a este padrão várias vezes) é possível que seja por ser um novo meio artístico que nunca viram. Os elementos que anime traz são tão diferentes daquilo a que estão habituados que pode parecer tudo revolucionário e incrível. Há uma razão para Highschool DxD e To-Love Ru terem uma data de temporadas, enquanto o meu precioso Baccano! só teve direito a uma (sim, continuo amargurado). Dito isto, não há desculpa nenhuma para o vosso Gosto não evoluir.

Isto aplica-se àquilo que vêem no cinema, na televisão e aos livros que lêem e por isso deve também aplicar-se a anime. Irrita-me profundamente quando quero falar de anime com alguém e as respostas que recebo envolvem combinações das palavras “Sword Art Online, Death Note, Shingeki no Kyojin, Fullmetal Alchemist”. Não estou a dizer que essas séries são más… Ok, não estou a dizer que três dessas séries são más, mas há mais neste mundo para além da anime da temporada que toda a gente está a seguir.

 

Gostos devem Evoluir!

 

Atrevam-se a experimentar! Atrevam-se a ver outras coisas! E, acima de tudo, procurem evoluir a forma como olham para anime e para a anime que querem ver. Todos nós somos culpados de ver porcaria. Aliás vou pôr-me na boca do lobo e admitir uma coisa: havia uma altura na minha vida em que eu gostei de Sword Art Online. Sim, eu sei, é inconcebível que o dono do bom gosto em anime pudesse possivelmente gostar de SAO mas é verdade. Eu era mais novo, a Suguha tinha mamas, não havia muita anime em que o casal se juntasse cedo… Foi uma fase. Mas, e isto vale a pena dizer, eu evolui para além disso. Eu vi outras coisas, analisei e pensei sobre outras coisas e, quando voltei a SAO para matar saudades, reparei numa ou duas (ou vinte) coisas más sobre a série.

Mas isso é bom.

Não faz sentido agarrarmo-nos ao passado e não faz sentido vivermos num mundo onde gostamos sempre da mesma coisa. Isso chama-se viver numa bolha e as únicas pessoas que gostam de viver numa bolha, são pessoas que nunca viveram fora de uma bolha.

Então como é que podem remediar esta situação? Para começar, podem ver as análises que eu (e os outros escritores) faço para o site porque, como anteriormente estabelecido, eu sou o dono do bom gosto em anime. Podem ir ao Anichart, ver as animes da temporada e escolher alguma coisa que pareça diferente, que não tenham visto muita gente a discutir ou, se se estiverem a sentir corajosos, escolham alguma coisa que se calhar não vos é muito apelativa.

E, apesar do assunto de anime antiga ser o tópico de um artigo totalmente diferente, anime do início do século ou do século anterior pode ser uma boa forma de expandir horizontes e ver anime num contexto cultural diferente.

Sabem que mais? Até vos vou dar uma recomendação neste momento. Passei o fim de ano a ver uma anime chamada World Conquest Zvezda Plot. É sobre uma garota de cerca de 8 anos a tentar conquistar o mundo com a sua organização Zvezda e é um bocado esquisita. É engraçada, a animação é boa e não tenho andado a ver gente que chegue a recomendá-la. Ide ver.

 

Gostos devem Evoluir

 

Porque não há mal nenhum em gostar de Sword Art Online mas há mal em só se gostar de Sword Art Online.

 


Artigos Recomendados do mesmo Autor:

Eu desisti de Eromanga-Sensei

Como lidar com Finais?!


 

1 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

1 comentário

Leandro Santos 24 Janeiro, 2018 - 19:26

claro que os gostos devem evoluir, isso faz parte do nosso “crescimento”.. quando somos novos vemos tudo, para nos introduzirmos no meio, para dizermos aos amigos que vemos tudo, mas com o passar do tempo começamos a ver as coisas com outros olhos, ficamos mais rigorosos ao mesmo tempo que damos hipotese de ver algo que achávamos que não fossemos ver, no meu caso é ecchi, que talvez nunca tenha visto um anime de inicio ao fim, quem sabe se não vir um muito bom comece a dar oportunidades ao género.

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.