I’m Standing on a Million Lives Episódio 6 – Opinião

por Arthifis
I’m Standing on a Million Lives Episódio 6 – Opinião

No geral, gostei do sexto episódio de I’m Standing on a Million Lives. A cena estilo dungeon foi divertida e lembrou-me do porquê de odiar RPGs com jogabilidade do género plataformas. Isto é, as personagens em jogos de RPG nunca respondem aos comandos tão bem como em jogos de plataformas.

 


Podes consultar AQUI todas as opiniões semanais de I’m Standing on a Million Lives.


 

I’m Standing on a Million Lives Episódio 6 – Opinião

Mas voltando ao que interessa, embora as personagens tenham passado os obstáculos rapidamente, foi um episódio agradável em que gostei particularmente de Yuusuke ter sido posto fora da corrida a meio da dungeon. Desta forma, as raparigas tiveram que dar o seu melhor para conseguir chegar ao fim do dungeon. Embora tenha a dizer que demoraram bastante tempo para perceberem o timing correto das paredes que se movimentam de um lado para o outro. Agora, aquilo que estou mesmo curioso é saber como é que elas vão conseguir derrotar o boss sem a ajuda do Yuusuke. Pelo menos podem morrer à vontade que o rapaz parece estar a salvo por enquanto.

 

I’m Standing on a Million Lives Episódio 6 – Opinião

 

Infelizmente, não achei que a história do reino do ditador fizesse muito sentido. Concordo com a Yukka – como é que alguém pode dizer que vive num país livre onde estão a escravizar os cidadãos das regiões mais fracas? Também não percebi muito bem a cena à volta da religião e do porquê de terem necessidade de matar crianças em praça pública. Se calhar não prestei atenção suficiente. Mas, sinceramente, não foi algo interessante o suficiente para ter o trabalho de voltar a trás e ver tudo novamente.

Gostaste do sexto episódio de I’m Standing on a Million Lives? Partilha a tua opinião nos comentários. 😊

 


Artigo originalmente escrito no meu blog pessoal – Animeshelter

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.