Indústria Filmes da China irá Eclipsar a dos EUA

por Usagi Wright
Indústria Filmes da China irá Eclipsar a dos EUA destaque

A China tornar-se-á, no próximo ano, o país com o maior número de espetadores a nível global, de acordo com as projeções por parte de PricewaterhouseCoopers.

 


Ver também: Spirited Away chega à China 18 anos após o Lançamento


 

Indústria Filmes da China irá Eclipsar a dos EUA no próximo Ano

Indústria Filmes da China irá Eclipsar a dos EUA 1

 

Foi preciso chegarmos a 2019, para que o reinado a nível cinematográfico por parte dos Estados Unidos da América fosse colocado em causa. Este ano, as bilheteiras dos EUA poderão alcançar os US $12,11 mil milhões de dólares (cerca de €10,73 mil milhões de euros), contra os US $11,05 mil milhões da China (cerca de €9,79 mil milhões de euros).

Em 2020, o rápido crescimento das vendas no país do Oriente ultrapassará as receitas auferidas pelo gigante ocidental.

A China, que possui uma população de quase 1,4 mil milhões, contra os 328,9 milhões de habitantes no terreno Norte Americano, consegue vender muitos mais bilhetes de cinema do que qualquer outro país desde 2015, sendo que o ano de 2020 é o que marca a mudança maior: a primeira vez que o país conseguirá liderar o mundo em receitas.

CJ Bangah, analista da PwC, observa que alguns podem achar surpreendente que a indústria cinematográfica, em geral, ainda cresça entre 2023, estimando 4 por cento por ano ano a nível global e 1 por cento ao ano nos EUA.

Com home video on-demand, houve muita gente que pensou que o cinema iria morrer.

 


Ler também: Hotel Império – Um Retrato sobre a Cidade que não Dorme


 

A ruptura na indústria do entretenimento não termina com a China. O relatório da PwC também indica que, embora os clientes de streaming nos EUA ainda estejam a crescer 10 por cento anualmente, os próximos serviços da Disney, WarnerMedia, NBCUniversal, e outros provavelmente, terão que confiar nos mercados internacionais se quiserem realmente desafiar o domínio da Netflix. Globalmente, o chamado mercado over-the-top crescerá 14 por cento ao ano até 2023, de acordo com a empresa de pesquisa e contabilidade famosa em Hollywood por tabular os votos do Óscar a cada ano.

A Netflix informou em abril que tinha 149 milhões de subscritores em todo o mundo, mas reconheceu que o seu crescimento está a desacelerar devido à quase saturação interna e à concorrência da Amazon, da CBS All Access, da HBO Now, da Hulu e de outras. “A vantagem inédita no streaming de vídeo que a Netflix capitalizou até hoje continua a ser corroída”, observa PwC. A Disney, com seus novos ativos da 21st Century Fox, lançará a Disney + no dia 12 de novembro, que, como diz a PWC, “marca o início de um novo desafio para a ordem atualmente estabelecida no setor de assinatura de VOD”.

 


Já conheces a nossa Loja? Não?!

Então clica na IMAGEM ABAIXO para descobrires todos os nossos produtos! 😀

 


Artigos relacionados

Spirited Away chega à China 18 anos após o Lançamento

Aniplex ambiciona iniciar Produção de Animação Chinesa

China baniu 38 títulos manga e anime | Shingeki no Kyojin e Death Note


 

Fonte: Hollywood Reporter

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.