Japão – Um país líder em tecnologia

por Daniel Silva
Japão - Um país líder em tecnologia

O Japão é um dos países mais importantes do mundo, mesmo sendo um território muito menor que as grande potências, tal como Estados Unidos e China, por exemplo. O país é composto por quase 7 mil ilhas, sendo que as 4 maiores ocupam 97% do seu território: Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku.

Além disso, o Japão tem a décima maior população do mundo. São quase 130 milhões de pessoas a morar no país. Tóquio é a maior área metropolitana do mundo, concentrando mais de 30 milhões de habitantes.

Enquanto terceira maior economia do mundo e quarta maior economia em poder de compra, o Japão garante o seu papel de destaque dentro da globalização, resultado de um investimento massivo diário em avanços tecnológicos.

Diariamente, diversas empresas e instituições inventam coisas novas e realizam pesquisas científicas, principalmente nas áreas da maquinaria e da biomédica. O orçamento do governo para isto é de mais de 130 biliões de dólares, dividido em quase 700 mil investigadores públicos e privados.

O país é também o quarto maior exportador do mundo, principalmente das suas tecnologias nos transportes, produtos eletroeletrônicos, máquinas industriais e produtos químicos para países como a China, Estados Unidos, Coreia do Sul e Taiwan.

No papel de importador, o país ocupa a mesma posição, já que não consegue produzir tudo o que os seus habitantes precisam. Principalmente no setor de alimentação, mas também na área da energia, tal como petróleo e gás natural. Esses produtos vêm também da China, dos Estados Unidos e, inclusive, do Brasil, o qual quer ter ainda mais relações económicas com o Japão nos próximos anos.

Tudo isto se reflete no dia a dia da vida dos japoneses, o qual é altamente tecnológico principalmente no segmento da robótica. A sociedade moderna que imaginamos e vemos nos filmes já é realidade para os japoneses. Nos bastidores, os robôs já dominam.

De ressalvar que os robôs já fazem parte da vida dos japoneses do outro lado da sociedade e não só nos bastidores. Muito mais do que em outros locais do mundo. Hoje em dia, já existem cafés com robôs a trabalhar que são monitorizados por pessoas com paralisias que trabalham a partir de casa. Ou seja, o país encontrou uma forma de inserir máquinas na sua sociedade sem gerar desemprego, empregando até as pessoas que teriam dificuldade em inserir-se no mercado de trabalho normal.

O ano de 2020 vai ser do Japão, já que o país vai receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos em Tóquio, onde vai pode mostrar todo o seu desenvolvimento tecnológico. Durante o evento, vão haver robôs a auxiliar as pessoas deficientes em tudo o que elas precisarem, sejam atletas ou apoiantes. As empresas por trás destes robôs são a Toyota e a Panasonic, duas das maiores empresas japonesas.

Os dois eventos estão relacionados, já que os cafés que utilizam robôs são testes para os eventos olímpicos e paralímpicos. Ou seja, os cafés estão a ser utilizados de forma a otimizar ao máximo a tecnologia para o grande evento, o que vai ser fundamental para mostrar a vida dos japoneses a todo o mundo. O segredo do sucesso japonês na tecnologia está não só na investigação que o país faz nesta indústria, mas também na própria cultura japonesa, que procura sempre inovar, e ao mesmo tempo integrar tais inovações no dia-a-dia dos seus cidadãos.

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.