JoJo’s Bizarre Adventure – Araki Explica a Criação de Vilões

por Afonso Castro
JoJo's Bizarre Adventure - Araki Explica a Criação de Vilões

O criador de JoJo’s Bizzare Adventure, Hirohiko Araki, foi entrevistado pela revista literária japonesa Kotoba, na publicação da primavera de 2020, sobre como cria os seus memoráveis vilões.

 

JoJo’s Bizarre Adventure- Araki Explica a Criação de Vilões

JoJo's Bizarre Adventure- Araki Explica a Criação de Vilões

 

E nessa entrevista, Araki mencionou diversos aspetos fundamentais para a criação do seu icónico vilão Dio:

  • As raízes do mal encontram-se no horror: Dio é um vilão que se impõe porque o seu rancor contra a família Joestar prolonga-se por várias gerações. Ele é um vampiro imortal e, mesmo quando é derrotado, ele volta para assombrar os descendentes de Jonathan Joestar. Araki disse que se perguntou a si mesmo o que o assustava mais, é uma maldição que transcende o próprio tempo ao invés de um inimigo com poderes invencíveis ou uma disposição violenta.
  • Mal” é um conceito atrativo para um leitor quando o sentimos como desconhecido: existe um tipo de atração em tentarmos embrulhar a nossa cabeça à volta das filosofias defendidas por cada vilão, cujas ações parecem impossíveis de prever no momento. As histórias de aventura giram em torno de mistério bem como de outros factores que ultrapassam a compreensão das pessoas numa sociedade normal. Daí que os vilões, que representem um obstáculo a ultrapassar, são cheios de mistério.

 

JoJo's Bizarre Adventure- Araki Explica a Criação de Vilões

 

O autor também menciona várias obras que foram fundamentais para a criação de JoJo e o ajudaram a “montar a cena”, por assim dizer, para o estilo de vilões de Hirohiko Araki captar o público. O Silêncio dos Inocentes, do realizador Jonathan Demme, é sobre um assassino em série cuja própria existência é assustadora porque há uma incerteza sobre quando é que ele voltará a matar e o que o leva a cometer tais atos. O manga Ushijima the Loan Shark retrata carismáticos vilões com os quais o leitor não consegue evitar criar uma ligação, mesmo sendo contra toda a extensão das suas ações.

 

Para além disso, Araki refere vários vilões que tiveram um forte impacto nele. Destacou o filme Frost/Nixon, realizado por Ron Howard, por retratar o antigo presidente norte-americano Richard Nixon como o tipo de pessoa que gosta de usar jogos mentais numa tentativa de se exonerar dos malfazeres. Também elogiou o filme Hereditário, da realização de Ari Aster, por retratar o medo existencial provocado por uma maldição sobrenatural, que atormenta até mesmo aqueles que se atrevem a falar sobre ela. Finalmente, aplaude o filme Joker, do realizador Todd Phillips, por abordar o mal como um produto da sociedade de onde veio, descrevendo-o como simbólico na nossa era.

 

JoJo's Bizarre Adventure- Araki Explica a Criação de Vilões

 

O mangaka já havia sido, previamente, entrevistado pela Kotoba no que toca às influências recebidas pelas histórias de Sherlock Holmes, escritas por Sir Arthur Conan Doyle. Araki disse que aprendeu os fundamentais sobre contar histórias através de Sherlock Holmes, particularmente a estrutura da narrativa e como criar personagens carismáticas.

 


Queres adquirir os volumes do manga (em Inglês) e não sabes como?

Contacta-nos através do Facebook da Loja ptAnime ou geral@loja-ptanime.com!

Viz revela lançamento capa dura de Stardust Crusaders | JoJo

 


Artigos Relacionados:


 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.