K-Pop – O Melhor do Mês de Fevereiro 2019

por Nayuki
K-Pop – O Melhor do Mês de Fevereiro 2019

Final do mês e mais uma lista das músicas que fizeram parte do meu fevereiro! Lembram-se de no mês passado ter decidido que este artigo ia passar a ter só cinco músicas por mês? Então, sou capaz de estar arrependida de ter implementado esse novo conceito. Fevereiro foi repleto de lançamentos muito bons tanto de grupos que eu adoro, como de outros que me surpreenderam.

No entanto, vou-me manter fiel ao que decidi em janeiro e lembrar-me que tal tinha um propósito. Foi muito difícil escolher cinco músicas, então não me julguem. Ainda assim vou acrescentar nesta lista o melhor debut de cada mês e um destaque – algo que eu ache que foi relevante para o cenário da música coreana.

 


Vejam aqui todos os artigos relativos às Recomendações Mensais de K-Pop


 

K-Pop – O Melhor do Mês de Fevereiro 2019

 

DreamCatcher – Piri

Não me vou alongar muito neste artigo sobre o novo trabalho das DreamCatcher, pois já fiz uma review ao álbum inteiro. Podem ler, clicando aqui. 

 

(G)I-dle – Senorita

Um dos meus grupos favoritos está de volta com o seu segundo mini-álbum. E claro que este tinha de ser incrível! Os teasers que foram lançados até ao dia do lançamento deixaram-me ansiosa e ainda assim, as minhas expetativas foram superadas. “Senorita” tem uma sonoridade diferente dos singles do grupo, mas claramente que o conceito das meninas tem se mantido. Refrões bem catchy e cores fortes. “Senorita” é minha música favorita de “I Made, mas destaco também “What’s your Name.  Para não variar, a Soyeon está lindíssima neste MV e elas não me desiludiram.

 

Loona – Butterfly

Nunca prestei muita atenção a Loona. Talvez porque, regra geral, mantenho-me mais distante nas novidades de girl groups. Muito se falou sobre Butterlfy”. Depois de pesquisar um pouco sobre o grupo percebi que houve muitos problemas entre a empresa do mesmo e os fãs. Este comeback tinha portanto um papel importante. Achei o music video lindíssimo com uma letra carregada de significado. A coreografia também me chamou bastante à atenção. Em suma, Loona conseguiu entregar algo diferente e com uma mensagem. 

 

Taemin – Want

Não existe nenhuma música do Taemin que eu não goste. Não existe nenhum lançamento do Taemin que me deixe indiferente. O Shinee é um grupo de referência para mim, por todo o legado que têm na música coreana. Apaixonei-me pelo grupo mais tarde do que a maioria dos fãs e pouco tempo depois descobri o Taemin. Adorei o trabalho dele imediatamente, mas foi a ver as performances ao vivo que percebi a dimensão do artista.

 

Hwa Sa – Twit

Mamamoo é provavelmente o meu grupo favorito atualmente – ou aquele que mais ouço pelo menos. A Hwasa sempre foi a integrante que mais se destacou para mim e depois de tanto tempo cá temos o seu debut a solo. É engraçado porque Twit” não é o que eu esperava ver dela numa música a solo – principalmente a nível visual. Num primeiro contacto com o MV até achei que não combinava com ela, porém com o decorrer do video acabei por perceber as diferentes dimensões deste. Sou suspeita para falar tendo em conta que quando as Mamamoo lançam algo está sempre nesta lista, mas foi mesmo das melhores coisas que ouvi nos últimos meses.

 

Debut do mês

Trei – Gravity

Apesar de só agora terem debutado oficialmente, Trei lançou várias coisas nos últimos dois anos. Inclusive UP – uma das minhas músicas favoritas do K-pop – em agosto de 2017. Na altura eram apenas dois integrantes e não sei o porquê de terem levado tanto tempo para estrearem oficialmente. Provavelmente passaram despercebidos à maioria e eu sinto-me no dever de os dar a conhecer. Gravity” não me impactou tanto como “UP” na altura em que ouvi, mas acho que deixa claro o potencial do trio.

 

Destaque do mês

 

Este mês destaco algo que ainda não sei se gosto ou não.  A Zenith Media Contents – empresa que eu nunca tinha sequer ouvido falar – decidiu inovar e lançar dois grupos – Z-GIRLS e Z-BOYS – com integrantes de fora da Coreia. Todos eles são de países de Ásia. Eu sei o que estão a pensar: “não é assim tão diferente”. É comum vermos tailandeses, chineses e até japoneses em alguns grupos. Contudo eu nunca tinha visto nenhum integrante que não tivesse os olhos em bico. Sem querer soar racista, foi o que mais me “chocou” quando ouvi “What You Waiting For. Tal diversidade ainda não tinha chegado ao K-pop.

Quando disse que não sabia se gostava ou não, não me refiro ao conceito. Percebo a aposta e não vejo problema com ela – embora ache que na Coreia não vai pegar muito. Não sei se me agrada porque ambos os grupos não têm muito do que me fascina no K-pop. A música do girl group achei muito genérica embora seja notório o poder vocal delas. Falando dos Z-Boys, achei a música deles e o próprio MV mais elaborados.

Não existem muitos vídeos ao vivo de ambos os grupos, mas pelo que vi a nível técnico ainda é preciso algum trabalho. No geral, acho que quando se vem com um conceito destes para um país tão fechado como a Coreia tem de se entrar a pés juntos e não estou certa se a Zenith Media Contents o conseguiu fazer.

 


 

E pronto, chegamos ao fim de mais um artigo. Digam-me quais foram os grupos que ouviram mais este mês e o que acharam desta ideia da Zenith Media Contents!

Se quiserem podem ouvir todas as músicas indicadas na playlist que criei no Spotify – ou pelo menos aquelas que encontrei na plataforma…

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.