Kore wa Zombie Desu ka? – Análise

por João Simões
Kore wa Zombie Desu ka?

“Kore wa Zombie Desu Ka?” é um anime produzido por uma “fusão” de produtoras. É uma adaptação de um Light Novel escrito por Shinichi Kimura e ilustrado (Character Design) por Kobuichi. A sua primeira publicação foi em 2009. Um ano mais tarde, este Light Novel foi adaptado para Manga, com o Shinichi Kimura mais uma vez a escrever a narrativa, mas com Sacchi a ficar encarregado pela arte da mesma. O anime teve a sua primeira aparição em 2011, e é precisamente essa obra, constituída por 12 episódios, que aqui se vai analisar.

 

A História

Aikawa Ayumu era um rapaz comum, até que um dia acabou por ser vítima de um Serial Killer . No entanto, a história de Ayumu não é a de um humano comum, ou seja, não termina com a sua morte. Bem pelo contrário, a narrativa inicia-se exactamente com a sua morte. Ayumu foi ressuscitado como zombie (mantendo, no entanto, a sua forma humana) por uma necromancer chamada Eucliwood Hellscythe.

Estes dois, após este acontecimento, criam uma espécie de ligação espiritual. Ayumu e Eucliwood começam a viver juntos, tendo Ayumu tomado o lugar de “guardião” de Eucliwood. Um guardião com uma definição bem diferente do que possam pensar, já que Ayumu vira, literalmente, empregada doméstica de Eucliwood.

Se a vida (ou morte) de Ayumu ainda não tinha sofrido uma volta de 360 graus, então com o aparecimento da Mahou Shoujo – Haruna, essa mudança drástica definitivamente acontece. Haruna aparece diante de Ayumu, e os poderes de “Rapariga Mágica” são-lhe transferidos. Ora, já não chegava para este rapaz ser um Zombie que não pode andar ao sol, se não pode acabar desidratado e ressequido (mas isso não eram os vampiros?? Não se guiem pela lógica sobrenatural neste Anime!), também tinha que ser transformado numa Mahou Shoujo? Sim, resumindo, Ayumu é um zombie com poderes de uma rapariga mágica que quando se transforma obtém um brilhante vestido cor-de-rosa e uma moto-serra como arma.

Este é o ponto de partida para as hilariantes aventuras deste grupo deveras peculiar.

 

Kore wa Zombie Desu ka?

 

Ambiente e Enredo

É um anime com um bom desenho e com uma animação acima da média nas cenas com mais acção. O som está adequado com a obra. É muito importante destacar a banda sonora, já que esta contém uma grande composição musical, tanto na parte emocional como nas cenas de batalha. A OST está sempre bem presente. Penso que, caso tivesse uma qualidade um pouco inferior, a obra perderia parte da sua qualidade.

Definir este anime como algo original torna-se complicado. A originalidade desta narrativa cabe então à perspectiva de cada espectador. Isto deve-se ao facto do enredo ser uma fusão de elementos retirados doutras obras consideradas originais. Um zombie que não pode estar em contacto com o sol, que por sua vez se transforma numa rapariga mágica, que luta contra espíritos malignos descabidos de qualquer realidade conhecida com aparências e formatos completamente aleatórios.

Isto, juntamente com uma necromancer misteriosa e uma vampira sádica com bipolaridade. No entanto, não é a ausência de originalidade que impede esta obra de cumprir o seu dever como boa comédia. Ver um rapaz/estudante dito normal, com todos estes elementos adicionados, a tentar ter uma vida normal cria a base para um humor fácil, mas bom. Poderão ver os esforços, por vezes inúteis, ao tentar esconder o facto que não pode tocar nos raios de sol, ou tentar lidar com três mulheres, nada normais, em casa, quando estava habituado a uma vida pacífica e solitária.

Como por aqui já se percebe, são inúmeras as situações que traçam o género cómico desta obra.

 

Kore wa Zombie Desu ka?

 

As personagens

As personagens presentes nesta série não são muitas, considerando a pequena longevidade do Anime. São então quatro as  mais relevantes da história. Como principal, Ayumu Aikawa, uma personagem comum em relação à sua personalidade, mas que contribui muito bem paras os eventos humorísticos do Anime. À sua volta, Haruna – a “Rapariga Mágica” impulsiva, bastante emotiva e sensível;  Seraphim – a ninja que possui uma bipolaridade extrema; e, por fim, a  mais intrigante de toda a narrativa – Eucliwood Hellscythe – a necromancer.

Eucliwood é de longe a melhor personagem. Apesar de ser alguém que não diz uma palavra durante todo o Anime, está muito bem construída, talvez pelo mistério e curiosidade que ela transmite ao espectador.

Os intervenientes desta narrativa, definitivamente, não são o seu forte. Não existe uma personagem muito completa capaz de levar o público a ter uma “fixação” ou pseudo-adoração. Não há ninguém no enredo com personalidade complexa nem carismática. No entanto, as presentes possuem características suficientes para o rumo que o enredo toma e para que a comédia funcione.

 

Kore wa Zombie Desu ka?

 

Juízo Final

Resumindo, não é uma obra forte em história nem em personagens, mas que nos brinda com grandes momentos hilariantes e uma excelente banda sonora. Como já tinha referido, o desenho não é algo destacável, mas mostra-se agradável. Quanto à animação, é visível que não foi um ponto no qual trabalharam muito. Apesar disso, nas cenas de batalha a qualidade da animação sofre uma evolução exponencial positiva!

Se procuram um anime que vos desperte emoções fortes ou que vos ensine moralidades ou outro tipo de conhecimento, este não é esse anime. Contudo, esta é uma comédia bem acima da média, uma série que serve para descontrair e arrancar uma ou outra gargalhada.

“Kore wa Zombie Desu ka?” começa com uma boa premissa e prossegue com um razoável desenvolvimento, no entanto, o tão esperado final estraga a boa introdução e desenvolvimento da narrativa.

 

 

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.