Level E | Análise

por Tiago Fonseca
Anime Level E

Uns dizem que existem, outros dizem que estamos sozinhos no universo, uns dizem que os vêm pelos céus a voar, outros até dizem que foram raptados. A verdade é que eles andam mesmo aí, aqui fica “Level E”.

 

Level E | A História

Quando um súbito acidente acontece no Japão, as televisões são inundadas com reportagens mostrando um estranho veículo, muito diferente do normal, despenhado numa floresta. Os sobreviventes rapidamente fogem de cena e Kraft, Sado e Colin, encarregados de proteger o príncipe do planeta Dogura, Ouji, refugiam-se na cidade, longe das atenções.

Aí começam as travessuras de Ouji no planeta Terra, que começa a fazer a vida negra ao estudante Tsutsui Yukitaka, e mais tarde se espalha a outros grupos de habitantes, “raptando” uns estudantes e fazendo deles personagens num dos seus jogos.

No entanto, eles têm uma função a cumprir. Num universo com tantas raças de vida alienígena, é normal haver muito ser mal intencionado, portanto, eles vão proteger a Terra. Sempre despercebidos, Ouji e a sua guarda vão fazer tudo para serem os heróis silenciosos que mantém a paz, a tranquilidade e o equilíbrio no planeta azul.

 

Anime Level E

 

Level E | Ambiente e Enredo

A história passa-se um pouco por todo o Universo. Maioritariamente no planeta Terra, onde o nosso planeta é habitado por todo o tipo de aliens, camuflados com o aspecto de humanos. Mas também há acção noutros planetas, como por exemplo o planeta Calvary, um planeta RPG que pode ser programado para simular um jogo RPG.

O enredo não é muito forte. A personagem mais elaborada acaba por ser apenas Ouji, um ser extremamente inteligente que usa o seu grande intelecto de maneira pouco construtiva em vez de o usar para conseguir a paz no Universo.

 

Anime Level E

 

Level E | Juízo Final

Ora bem, este anime pode ser visto como o completo oposto do pão de forma. Confuso? Eu explico. No pão de forma corta-se a côdea e come-se o miolo, em “Level E” o interesse está concentrado nos dois ou três primeiros e últimos episódios da série, o miolo é muito vago.

“Level E” começa por parecer interessante, com possíveis guerras diplomáticas entre as raças extraterrestres presentes na Terra. No entanto, quando começa a aquecer, perde-se o fio à meada e começa-se a contar pequenas histórias paralelas, onde nem sequer participam algumas das personagens iniciais da série.

O meu juízo final é simples. Vejam “Level E” por vossa conta e risco. Sinceramente não é das séries que mais recomendo porque vale pelos últimos episódios e pouco mais. Contudo, há-de agradar a muita gente e espero essas opiniões na secção de comentários.

 

 

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.