LOONA falam sobre os Fãs, o Comeback, Lesões e Mais

por Baltas
LOONA falam sobre os Fãs, o Comeback, Lesões e Mais

Após regressarem no dia 19 de fevereiro, as LOONA recentemente deram uma entrevista à Star News para falarem sobre a nova música, sobre os fãs de todo o mundo, objetivos futuros e muito mais!

 

LOONA falam sobre os Fãs, o Comeback, Lesões e Mais

LOONA falam sobre os Fãs, o Comeback, Lesões e Mais

 

Quando questionadas sobre como se sentiam em relação a regressarem após uma pausa de 5 meses desde a sua estreia com “Hi High”, a Yves disse: Aqueles cinco meses pareceram muito longos para mim, acho que sentia muita falta de estar no palco e queria voltar o quanto antes. Penso que todas melhoramos, tanto interiormente e em termos de habilidade porque nos estivemos a preparar com essa mentalidade”.

A Choerry comentou que ela é o contrário, pois o tempo pareceu-lhe curto. Ela acrescentou com um riso: “Usamos as nossas férias do Ano Novo Lunar para praticar e depois, de repente, já estávamos a dar o nosso concerto”.

Quando foram questionadas sobre se se sentiam pressionadas por causa da quantidade de expetativa por parte dos fãs para o novo álbum, a Jinsoul respondeu: “Em vez de estar pressionada, tenho andado a pensar que quero mostrar-lhes rapidamente. A razão para isso é que eu gostei realmente da nossa música “Butterfly” desde que a recebemos pela primeira vez. Queria mostrar rapidamente a todos, a demonstração das LOONA, como um grupo inteiro”.

Quando as LOONA lançaram o álbum recompilado “X X” com a faixa principal “Butterfly” esta semana, a música entrou para os tops em tempo real, incluindo o maior site de música da Coreia, o Melon.

“Ficámos muito felizes”, disse a Go Won. “Estávamos a falar com os fãs no V Live no dia 19 de fevereiro, o dia em que o álbum foi lançado e descobrimos que tínhamos entrado no top. Tinha sido ainda mais significativo porque tínhamos vivido isso com os nossos fãs. Estávamos muito preocupadas sobre qual seria a resposta porque era uma verdadeira volta de 180 graus desde o nosso conceito de estreia, então é um alívio que a reação tenha sido boa.”

A Heejin partilhou as suas esperanças de que a música chegue a um lugar ainda mais alto depois delas atuarem em programas musicais e a Haseul disse que é bom ter grandes objetivos e, por isso, ela espera que cheguem ao #1 nos tops e também consigam uma vitória num programa musical.

 

 

O grupo também construiu uma grande base de apoio por todo o mundo, o que foi demonstrado em como elas atingiram o #1 no Top de Álbuns do iTunes em 26 países.

“Realmente temos muitos fãs no estrangeiro”, disse a Olivia Hye. “Para ser sincera, ainda acho impressionante. Temos tantas línguas e culturas mas elas conseguem ultrapassar esses obstáculos, amar-nos e cantar as nossas músicas. Ainda me surpreende e deixa-me grata. Vamos trabalhar muito, então por favor continuem a apoiar-nos. Até ao dia em que sejamos mais conhecidas e estrelas mundiais!”

Foi pedido aos membros para dizerem um comentário que viram online do público que se sobrepôs. A Choerry respondeu: “Eu lembro-me que houve um comentário que dizia “As LOONA são o nosso futuro”. Acho que significa que gostam imenso de nós e estão ansiosos pelo nosso futuro. Vou trabalhar muito para que aquelas palavras se tornem realidade”.

Quando as LOONA lançaram “Butterfly”, elas surpreenderam os fãs com a diversidade no novo MV e a mensagem de “fortalecimento” da música.

A Yves acrescentou: “Também, assim como a mensagem da música, esperamos que as pessoas por todo o mundo, um dia, se identifiquem com a nossa história. Para tornar isso realidade, vamos continuar a correr sem parar”.

As LOONA também falaram sobre o que esperam que o público note com o seu regresso. A Jinsoul disse que a coreografia cria uma imagem de uma borboleta e a Heejin notou que há muitos pontos da dança em que é preciso que as 12 membros estejam em ordem,  para que funcione. “Mesmo que um membro falte, não pode danificar a imagem. Espero que as pessoas notem na nossa sinergia através disso”.

A Hyunjin também mencionou como a música de estreia “Hi High” foi brilhante e energética. “Enquanto que essa foi mais focada no público, esperamos conseguir realçar a veia artística das LOONA, a nossa cor única, os nossos charmes individuais através da ‘Butterfly'”, disse ela.

 

 

As LOONA tiveram o segundo concerto a solo nos dias 16 e 17 de fevereiro depois do regresso e a ViVi descreveu como foi diferente do concerto de debut. Ela disse: “Foi durante dois dias e eu estava entusiasmada porque estávamos a revelar as coreografias pela primeira vez. Também estava entusiasmada porque estávamos a conhecer os fãs depois de um tempo”.

A Kim Lip disse: “A Yves e a Yeojin aleijaram-se durante este concerto. É um alívio que elas puderam atuar connosco agora mas na altura ficamos muito surpreendidas. Por elas estarem aleijadas, atuamos com 10 membros no segundo dia e isso fez-nos perceber o quão importante são as membros”.

Quando questionadas sobre as lesões, a Yeojin disse: “Os fãs devem ter ficado surpreendidos também mas agora estou bem.” A Yves acrescentou: “Foi mesmo azar não ter conseguido estar no meu melhor porque me aleijei no concerto. Fiquei mesmo desapontada porque fiquei a ver as membros debaixo do palco e a ver a atuação em que trabalhámos tanto e não conseguimos completar por minha causa.”

A Jinsoul descreveu 2018 para as LOONA: “Foi o primeiro ano em que nos mostramos como um grupo completo e o ano em que nos estreamos, portanto foi uma altura de muito animação para nós também” disse a Jinsoul. “Estivemos muito ocupadas com preparações para a nossa estreia mas não foi difícil porque estávamos muito ansiosas e tudo passou a correr. Este ano, estamos a tentar melhor como as LOONA parecem como um grupo completo. Espero que consigamos ser ainda mais este ano”.

O entrevistador disse que enquanto as LOONA se estrearam através de um projeto de larga escala e havia muita antecipação em torno do debut, houve quem dissesse que os resultados não atingiram ainda as expectativas.

Quando questionadas sobre se estavam impacientes quando a isso, a Olivia Hye respondeu: “Achamos que o mais importante agora é mostrar a nossa cor. É importante espalhar o conhecimento sobre nós para o público e tornar-nos um grupo popular mas é mais importante que não percamos o nosso ritmo ao mesmo tempo em que nos mostramos ao público. Em vez de correr para a frente impacientemente, queremos liderar as modas mesmo que andemos devagar”.

 

LOONA falam sobre os Fas o Comeback Lesoes e Mais 2

 

A Yves disse: “Se o indicador do sucesso de um grupo feminino é que construíram uma reputação em frente do público e receberam apoio ao tornar-se fácil cantar as músicas, então acho que em vez de tentar seguir precisamente isso, estamos a escolher um caminho novo. Se ficarmos impacientes e tentarmos seguir isso, então algumas coisas não vão funcionar corretamente como deveriam num outro cenário.”

Também foi mencionado ao grupo que têm muitas músicas, pois elas fizeram o projeto de estreia que incluiu lançamentos a solo e sub-unidades. A Yeojin partilhou: “É por isso que tenho um desejo. Espero que o público descubra através da “Butterfly” que as nossa vozes não são más. Lançamos um total de 60 músicas, incluindo as nossas músicas a solo. Ficaria muito grata se as procurassem e as ouvissem muito”.

Finalmente, quando lhes foi pedido para dizerem um objetivo que queriam atingir, a Chuu disse: “Desde que recebemos muita atenção pelos nossos fãs no estrangeiro, queremos crescer muito e definitivamente fazer uma tour mundial. Queremos também estar presentes em cerimónias de prémios de fim de ano como convidadas regulares. Tentaremos fazer isso dentro de um ano. Vamos trabalhar muito!”.

 

>> Para mais notícias sobre K-pop, clica AQUI!

 


Artigos relacionados


 

 

Fonte: Soompi

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.