Medo de sair magoado | KoiKimo Episódio 10

por Raquel Cupertino
Medo de sair magoado | KoiKimo Episódio 10 e 11

Confesso que me soube muito bem ver os dois episódios de Koikimo de seguida. Há muitas obras que ganham valor em ver de seguida. Pode ter acontecido apenas a mim mas, da minha experiência enquanto fã, obras românticas ou estilo mais seinen e josei ganham outro valor ao assistirmos ao nosso ritmo. Lembro-me que Sing Yesterday for Me comecei a assistir semana a semana para, após os 3 primeiros episódios, parar e ver tudo de uma vez quando terminou, e AMEI! Se calhar Koikimo é uma dessas obras…

Por agora deixo-vos Koikimo episódio 10 – com algum atraso, admito – e logo logo teremos o 11!

 


Podes consultar AQUI todas as opiniões semanais de KoiKimo


 

KoiKimo Episódio 10

No episódio anterior Arie confessa o seu amor por Ryou. Ciente que este gosta de outra pessoa, tenta a sua sorte. O que ela não contava é que a tal crush tivesse 17 anos…

Este facto fez com que Arie colocasse em causa o futuro da relação dos dois e pusesse Ryou a pensar, verdadeiramente, sobre a sua relação com Ichika.

Acho que o platonismo do amor de Ryou cegou-o para aspectos mais práticos como a forma como a sociedade veria a sua relação com Ichika (apesar de que no Japão a diferença de idades é bem vista, sobretudo quando a mulher é mais nova, bem como a maioridade para casar ser diferente da ocidental); como Ichika iria aceitar e agir durante a relação dos dois e como todo o namoro iria proceder dali para a frente.

 

 

Mas aí que chega Masuda, o best boy.

Se no episódio 9 o título de best boy vai para Tamaru, no episódio 10 vai para Masuda. O fotógrafo tem das conversas mais interessantes de toda a série, com um racíocinio e interpretação de toda a versão de Ryou, de se tirar o chapéu. Segundo o mesmo:

Precisas de estar preparado para o facto de que podes vir a ser magoado.

E isto resume um dos pontos que esta comédia romântica aborda.

Ryou estava tentado em seguir o caminho mais fácil, com a desculpa de que seria o melhor para Ichika, para Arie e para ele. Contudo, a verdade é mais egoísta que isso, no fundo a única pessoa que sairia bem seria o Ryou

A diferença de idades que começou com um comic relief, termina como um obstáculo a ser ultrapassado pelos protagonistas.

 

A cena que se seguiu, até me doeu a alma…

Para recalcar a problemática da diferença de idades, durante o date de prenda de dia dos namorados, Ryou e Ichika são encontrados pelas colegas de trabalho do diretor.

 

 

Como seria de se esperar, nem com Ichika a se aprimorar com roupas mais sóbrias e de mulher mais velha, a sua idade passou ao lado das assalariadas. Nem lhes passou pela cabela que Ryou estivesse num date, assumindo que seria a irmã do mesmo.

Quando Ryou se preparava para negar o mal entendido, Ichika confirma as apostas das jovens mulheres. O que me fez o meu coração apertar um bocadinho, e o do Ryou também…

As coisas começam assim a adquirir um tom mais sério e menos romcom. Claro que a essência do anime continua mas é mais que óbvio que a aproximação da recta final exige um desfeixo mais conclusivo. A relação dos dois começou de uma forma quase que satírica e muito pouco “real”. A veracidade de uma possível relação entre uma rapariga de 17 anos e um homem de 27 anos acarreta consigo uma série de problemáticas que ambos os envolvidos começam a ganhar noção.

Se por um lado temos Ryou a perceber que será difícil lidar com o meio dele, Ichika não consegue agir perante as adversidades que a relação entre ambos exige.

Resta-nos desejar boa sorte a Ryou, e faço minhas as palavras da Arie…

 

 

Esta foi a minha opinião sobre Koikimo episódio 10, e vocês o que acharam deste episódio?

 

0 comentário


Também deverás gostar de