Monster Musume no Oisha-san – Light Novel recebe Anime

por Pedro Costa
Monster Musume no Oisha-san - Light Novel recebe Anime

Esta quinta-feira (14 de novembro 2019), a Bandai Namco Arts revelou que Monster Musume no Oisha-san (Monster Girl Doctor), série light novel de Yoshino Origuchi, está a inspirar uma série anime, a qual vai estrear em 2020.

 

Monster Musume no Oisha-san – Light Novel recebe Anime:

 

Equipa Técnica Principal:

Yoshiaki Iwasaki (We Never Learn: BOKUBEN, The Familiar of Zero, Last Period: the journey to the end of the despair) está a realizar o anime na Arvo Animation (We Never Learn: BOKUBEN). Hideki Shirane (Date A Live, Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon?) está encarregue da composição da série. Hiromi Kato (Kobato., Chain Chronicle, ID-0) está a desenhar as personagens. TO-MAS está a compor a música.

 

Monster Musume no Oisha-san - Light Novel recebe Anime

 

A Seven Seas Entertainment está a lançar os novels em Inglês, e descreve a história, a qual é “aprovada por OKAYADO” (autor do manga Monster Musume), da seguinte forma:

Na cidade de Lindworm, onde monstros e humanos coexistem, Dr. Glenn gereuma exemplar clínica médica para raparigas monstro com a sua assistente, a lamia Sapphee. Seja a receber propostas de casamento por uma centauro ferida em batalha, a palpar a lesão de uma sereia, ou a suturar as delicadas feridas de uma ‘flesh golem’, o Dr. Glenn executa o seu trabalho com graciosidade e confiança. Mas quando uma personagem desagradável procura roubar o ovo de uma harpia, como irá o imperturbável Dr. Glenn responder…?

 

Monster Musume no Oisha-san - Light Novel recebe Anime

 

Yoshino escreve a série e Z-Ton, um dos artistas em destaque na antologia Monster Musume: I ♥ Monster Girls, providencia as ilustrações. A Shueisha vai publicar o sétimo volume a 22 de novembro 2019. A Seven Seas Entertainment lançou o quarto volume a 28 de maio 2019.

 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.