Net-juu no Susume – Análise

por Raquel Cupertino
Net-juu no Susume - Análise
Título: Net-juu no Susume Adaptação: Web Manga Estúdio: Signal. MD Demografia | Género: Jogo, Comédia Ficha Técnica: Indisponível   Net-juu no Susume - Análise Se tivesse que eleger um preferido desta última temporada de outono de 2017, Net-juu no Susume seria a minha escolha. Não digo, contudo, que seja dos melhores animes alguma vez…

Net-juu no Susume

Enredo - 7.2
Personagens - 7.8
Produção Visual - 6.8
Banda Sonora - 6.8

7.2

Bom

Pontos Fracos: Animação.

Pontos Fortes: Personagens e construção da história.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 4.75 ( 4 votos)
7

Título: Net-juu no Susume
Adaptação: Web Manga
Estúdio: Signal. MD
Demografia | Género: Jogo, Comédia
Ficha Técnica: Indisponível

 

Net-juu no Susume – Análise

Se tivesse que eleger um preferido desta última temporada de outono de 2017, Net-juu no Susume seria a minha escolha. Não digo, contudo, que seja dos melhores animes alguma vez feitos e, muito menos, o melhor de todas as estreias desta temporada. Passo a explicar, Kekkai Sensen & Beyond, por exemplo, é uma obra muito melhor no seu conjunto (animação, enredo, gestão narrativa, personagens, etc) todavia, Net-juu no Susume possui “algo” que não via há muito. Possui um feeling completamente imersivo e contagiante, relaxa-nos ao mesmo tempo que nos deixa intrigados por mais.

 

Net-juu no Susume - Análise

 

Net-juu no Susume | Enredo

É o tipo de anime que nos prende desde o primeiro episódio. A história é simples, uma auto-proclamada NEET, com sociofobia, que se despede do trabalho para dedicar a sua vida a jogar um MMO. O enredo salta entre a vida real e a vida online com uma mestria que nos deixa em êxtase.

 

Net-juu no Susume - Análise

 

A beleza de Net-juu no Susume reside na forma como é desenvolvido um enredo um pouco… diferente! Em vez de adolescentes temos adultos a jogar como forma de escape e descontração da sua vida enquanto trabalhadores ou estudantes de faculdade. Temos pais de família, trabalhadores de escritório bem sucedidos, entre outros. Como tal, as dinâmicas e problemáticas da vida “real” envolvem questões do quotidiano laboral japonês. O que é bem diferente do habitual! Depois disso vem a “magia” da série: aquele sentimento de divertimento e completa imersão no “jogo”. Sentimo-nos presos ao ecrã. Curiosos sobre as tarefas do jogo, mas também como corre a vida “real” dos nossos protagonistas. É como se assistíssemos a um reality show do quotidiano de pessoas que nos são queridas.

 

Net-juu no Susume - Análise

 

E aqui entra o grande defeito de Net-juu no Susume…

É tão bom, com personagens tão apelativas, com um universo que nos deixa tão curiosos que… ficamos com água na boca por mais! Como é previsível numa série que mistura jogos online e os seus jogadores, ao longo dos 10 episódios é-nos apresentada algumas das identidades por detrás dos personagens do jogo. Claro que o foco é para os protagonistas, cujo o mistério em torno da identidade foi delicioso de assistir, no entanto, atrevo-me a dizer que achei ainda mais engraçado a descoberta de uma certa personagem (quem viu sabe do que falo) e que, infelizmente, não a vemos a ser minimamente explorada.

Em Net-juu no Susume o nosso foco de atenção é facilmente disperso pelas várias personagens devido à sua qualidade, queremos inevitavelmente saber mais, e se nos mostram só um bocadinho… ficar pela “metade” dá um sabor amargo.

 

Net-juu no Susume - Análise

 

Net-juu no Susume | Ambiente

Quanto à animação, toda ela é sólida e consistente, com alguns momentos acima da média nos momentos de clímax narrativo. Tal como referi nas primeiras impressões, não é uma animação de nos fazer babar com a fluidez e muito menos pelos grandes momentos de sequências bélicas. Na realidade, nem mesmo no universo de Fruits de Mer (o nome do jogo), onde há a possibilidade de existirem algumas sequências mais aprimoradas, existe algo que nos marque.

Em contrapartida, eles conseguem não ser maus em nada, ou seja, ao não se comprometerem desde o início com algo excecional neste departamento, os pormenores menos bons passam completamente ao lado e não afetam nem um pouco a experiência. 

 

Net-juu no Susume - Análise

 

Em termos de iluminação e fotografia a série consegue-se destacar acima da média. Seja na “realidade” como no Fruits de Mer, há um cuidado para criar grandes cenários com uma iluminação e coloração fantástica. Em suma, em quase todos os episódios há momentos em que a vontade de fazer print à imagem e torná-la nosso wallpaper é elevada.

 

Net-juu no Susume - Análise

 

A gestão de cores e character design são o grande marco desta obra: cores brilhantes, no MMO, a contrastar com cores mais sóbrias, na vida real. O design de personagens do jogo é muito interessante, esteticamente apelativo e com indumentárias e adereços que nos transportam para o universo dos jogos online. Acredito que, para quem jogue, a analogia esteja próxima da perfeição. 

 

Net-juu no Susume - Análise

 

A banda sonora está presente nos momentos certos e sob a forma certa. A maioria são sonoridades electrónicas típicas de jogos, ou alusivas a, promovendo ainda mais a imersão na narrativa. O destaque vai para os temas de abertura e encerramento! Sendo fantásticos não só visualmente como de música – não foram poucas as vezes que acabei a “dançar” ao som da música, simplesmente genial! (Atenção que o opening spoila bastante!)

 

Net-juu no Susume - Análise

 

Net-juu no Susume | Juízo Final

Net-juu no Susume ou Recovery of an MMO Junkie, é uma obra ideal para quem procura algo para descontrair, sem grandes dramas ou histórias demasiado pesadas. Apesar dos temas sociofobia e baixa auto-estima, Net-juu no Susume consegue colocá-los de forma a que os consigamos identificar mas sem os usar como grande motor narrativo. Podemos dizer que são características da protagonista, semelhantes a um último nível do jogo que ela mesma tem que ultrapassar. Assim, a obra continua leve, sem exigir demasiados desenvolvimentos nesse sentido, e prendendo-nos ao ecrã de igual forma.

No entanto, a verdade é que quando terminamos ficamos ligeiramente frustrados pela falta de desenvolvimento dos personagens secundários. Eles são bons, apelativos e parte crucial para o desenvolvimento de toda a história, vê-los apenas a surgir uma ou outra vez no ecrã causa-nos uma exasperação pouco saudável.

Ainda assim, o feedback é positivo e acredito que seja sempre uma boa aposta caso queiram ver algo um pouco diferente das habituais adaptações a envolver as temáticas MMO.

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.