Para além de Bong Joon-ho: 5 promissores novos Realizadores sul-coreanos

por Daniel Silva

O inesperado sucesso de ‘Parasite’, de Bong Joon-ho, tem levado fãs e cinéfilos a explorarem de forma mais densa o cinema sul-coreano. Na Coreia do Sul, a sétima arte conta com uma história rica, mas também com um futuro promissor. Na senda de Joon-ho, vários jovens realizadores têm demonstrado todo o seu talento em produções recentes que foram bem recebidas pela crítica, mas que não foram alvo de grande exposição internacional.

Hoje, vamos descobrir o trabalho de 5 dos mais promissores novos realizadores sul-coreanos.

 

Para além de Bong Joon-ho:

5 Promissores novos Realizadores sul-coreanos

 

 

Kim Bo-ra

Para além de Bong Joon-ho: 5 promissores novos Realizadores sul-coreanos

 

Começámos com Kim Bo-ra, uma jovem realizadora de apenas 24 anos que conhece todos os segredos do mundo do cinema. Bo-ra começou por se notabilizar à frente das câmaras, tendo participado em cerca de 20 filmes entre 2006 e 2019. Também se destacou em séries e programas de televisão da Coreia do Sul. Mas, desde que trocou a carreira de actriz por uma carreira no mundo da realização, Bo-ra tem sido apontada como uma das mais promissoras jovens criadoras do continente asiático.

A sua primeira aventura como realizadora aconteceu em 2011, quando editou uma curta-metragem intitulada ‘The Recorder Exam’. Mas foi em 2018, com o filme ‘Beol-sae’, que Bo-ra captou a atenção dos críticos. Descrito como um bonito filme de coming of age, ‘Beol-sae’ foca-se no dia-a-dia de uma jovem de 14 anos que procura descobrir as vicissitudes do amor e da idade adulta numa cidade sul-coreana dos anos 90. Um exemplar notável de slow cinema, ‘Beol-sae’ assume um ritmo lento, em que a acção dá primazia às emoções dos actores e à cinematografia.

 

 

Hong-jin Na

Para além de Bong Joon-ho: 5 promissores novos Realizadores sul-coreanos

 

Na Coreia do Sul, o talento de Hong-jin Na é conhecido por todos. Fora de portas, este exímio realizador ainda é um nome estranho. Com 3 filmes e 2 curtas-metragens editadas, Na é um realizador que gosta de tratar os seus filmes com cuidado e atenção ao detalhe. Talvez isso explique porque é que demora em média 5 anos a lançar cada um dos seus trabalhos.

O último, que colheu boas críticas na Internet, e na imprensa especializada, foi ‘Gok-seong’, um thriller lançado em 2016. Com um enredo que faz particular sentido nos dias de hoje, ‘Gok-seong’ explora os estranhos acontecimentos por detrás da disseminação de uma doença rara que vai deixando um trilho de corpos na pequena cidade de Goksung, na Coreia do Sul. Descrito como um filme “divertido” e de “cortar a respiração”, ‘Gok-seong’ foi a cereja no topo do bolo que é a cada vez mais consolidada carreira cinematográfica de Hong-jin Na. O seu próximo filme deve ser lançado entre 2020 e 2021. Uma das curtas-metragens do realizador, ‘The Perfect Fishplate’, está disponível na plataforma Youtube.

 

 

Dong-hoon Choi

Para além de Bong Joon-ho: 5 promissores novos Realizadores sul-coreanos

 

Quem gosta de filmes repletos de aventura e ação vai adorar o trabalho do realizador Dong-hoon Choi. Com alguma experiência no mundo da sétima arte, Choi notabilizou-se em 2006, com o filme ‘Tajja’. Esta comédia de ritmo acelerado foca-se num idiossincrático grupo de apostadores sul-coreanos; com os jogos de casino no centro da ação.

‘Tajja’ foi descrito por alguns críticos como sendo uma espécie de versão asiática de um filme de Guy Ritchie. O trabalho dos atores também foi amplamente elogiado. Mais tarde, Choi destacou-se com uma série de outros filmes, que incluem mais recentemente ‘Do-cheong’, um trabalho de comédia/crime que segue as aventuras de uma equipa de investigadores policiais e que foi editado em 2019.

 

 

Jong-un Lee

Talvez o nome mais desconhecido da nossa lista, a realizadora Jong-un Lee chegou há bem pouco tempo ao mundo do cinema. Para já, a sua filmografia conta com um único título: ‘Saeng-il’, uma produção de 2019 que explora o desastre real de um ferry que afundou em 2014, quando fazia a sua tradicional rota entre as cidades de Incheon e Jeju.

Este filme emotivo rendeu $8 milhões à Next Entertainment World, fazendo de Lee um sucesso instantâneo do cinema da Coreia do Sul. Fora de portas, ‘Saeng-il’  recebeu boas críticas da imprensa especializada e foi destacado em vários festivais de cinema internacionais. Conta com as atuações inspiradoras de Sol Kyung-gu e Jeon Do-yeon nos papéis principais.

 

 

Sang-soo Hong

 

Sang-soo Hong é uma espécie de extra na nossa lista. Afinal, Hong conta com uma extensa carreira no mundo da realização e não é exatamente um jovem realizador. Continua, no entanto, a ser um dos nomes de quem mais se espera no cinema sul-coreano, não fosse o seu talento único capaz de contar histórias cativantes, de uma maneira visualmente irrepreensível.

Recentemente, Hong editou ‘Domangchin Yeoja’, traduzido como ‘The Whoman Who Ran’, um filme de 2020 que conta a história dramática de uma mulher sul-coreana. Com um talento nato para a sétima arte, Hong não tem medo de assumir o papel principal no que toca aos seus filmes. Ele é não só realizador, como produtor, escritor, editor, e até compositor da banda sonora. Uma espécie de canivete suíço do cinema sul-coreano que continua a ser injustamente desconhecido fora do seu país de origem.

 

 

Gostas de Cinema Asiático? Podes ver aqui mais recomendações:

Uma Quarentena Cinéfila – Clássicos do Cinema Chinês

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.