Phantom Seer – Porque o Manga foi Cancelado?

por Raquel Cupertino
Phantom Seer - Porque o Manga foi Cancelado?

No passado dia 31 de março, o Twitter Shonen Jump News – Unofficial lançou uma triste notícia que se verificou mais tarde como verdadeira: o capítulo 30 de Phantom Seer (Honomieru Shounen), de Matsura Kento e Togo Goto, publicado no dia 4 de abril, na plataforma oficial da Shueisha, Manga Plus, foi o último da franquia.

 

Phantom Seer - Porque o Manga foi Cancelado?

Phantom Seer – Porque o Manga foi Cancelado?

 

Mais tarde acabei por me cruzar com as notícias oficiais, inclusive com mais informações sobre a edição #18 da revista Weekly Shonen Jump. A revista revelou já os “substitutos” do Phantem Seer: dois novos mangas serão publicados nas próximas duas edições.

Ao no Haku (Blue Box), de Kōji Miura, sairá na edição #19, a 12 de abril, e segundo os mesmos será “um romance escolar juvenil a envolver a equipa feminina de basquetebol e o seu senpai”.

O escritor Ippon Takegushi e o artista Santa Mitarashi lançarão o manga Amenofuru na #20 edição, a 19 de abril.

 

 

Porque foi o Manga Phantom Seer Cancelado?

Eis uma questão que assombrou a minha mente enquanto lia os 3 capítulos finais do manga…

Pessoalmente não contava, de todo, com este cancelamento. Tenho acompanhado os lançamentos dos mangas no Manga Plus e este encontrava-se na minha lista de apostas para manga long running.
É um shounen de sobrenatural, com um vibe que me faz lembrar Shaman King e Ao no Exorcist, mas conseguimos ver inspirações – sobretudo na arte – de Bleach e Soul Eater. Possui personagens muito interessantes, com aquele overpower q.b. que tantos nos cativa e um universo de arrepiar – ou não seria ele um manga de horror.

A história gira em torno de um exorcista poderoso, Iori Katanagi, ainda em idade escolar (secundário) que ajuda quem precisa ao exorcizar os mais variados tipos de Phantoms (algo semelhante às curses de Jujutsu Kaisen). Ao seu lado tem uma companhia de peso, a sua colega Riku Aibetsu que possui um sexto sentido muito forte… Juntos tentam destruir o poderoso Phantom Senjudoji e ajudar todos os que procuram ser ajudados.

 

 

Com 30 capítulos fica complicado julgar um manga, dizer se é bom ou mau… Não me sinto capaz de o avaliar dessa forma tão técnica e precisa quando na realidade estou frustrada por saber que um manga do qual gostava e via tanto potencial terminou de forma abrupta. Sobretudo após uma das melhores – se não a melhor – batalha e arc do manga. Acredito que este último arc só demonstrou o quão bom esta poderia ser se lhe tivessem dado oportunidade.

 

 

Do ponto de vista da história, e sem querer spoilar muito, foram agora revelados os vilões (5 Conceiving Hands) com quem os protagonistas iriam lutar. Neste último arc foi desenvolvida a batalha contra um deles, a Puppet Master, e que batalha!

Não vou dizer que o manga é perfeito, não quero elevar as vossas expectativas. O típico arc de treino foi muito fraco, e saltaram “passos” que considero necessários para construir com shounen com boas bases. Afinal os poderes da Aibetsu são super complexos e surgirem assim com o que considero pouco treino não abonou a favor da história.

Mais, algo curioso aconteceu com os últimos capítulos/último arc: a qualidade narrativa subiu muito! Acredito que estes já tenham sido criados a pensar no desfecho e isso tenha relaxado o autor… sim, leram bem: relaxado. Houve mais qualidade neste último arc que nos restantes. Foi muito bem escrito, em poucos capítulos pegou num vilão que podia ser cliché e trabalhou-o de uma forma muito curiosa, usando o arc para explorar outras personagens de uma forma mais profunda. Algo que adoraria ter visto nos anteriores.

Sei que o mercado editorial é exigente e a pressão deve ser enorme para os dois autores mas acredito que aqui a pressão recaiu mais sobre o escritor. Do ponto de vista artístico o manga é belíssimo e com grandes cenas!  Kento Matsuura, artista de Tokyo Shinobi Squad, mostrou uma vez mais a sua qualidade técnica e revelou capacidade para provocar em nós as mais variadas emoções.

 

 

Agora em relação à escrita, apesar do potencial, sei que tudo dependeria do tratamento que a narrativa tivesse a partir de agora, dado que os arcs anteriores tiveram momentos que poderiam ter sido melhor escritos. É sempre complicado usar a fórmula que usaram sem caírem no cliché ou aborrecimento, infelizmente para o autor, quando este parece que encontrou a sua escrita, a obra é cancelada…

Além disso, o escritor Gotou Tougo esteve a “concorrer” contra uma outra manga sobrenatural de sucesso na Jump e cujo o pódio não irá largar tão cedo: Jujutsu Kaisen! Não seria de estranhar um cancelamento mais imediato por partilhar muitos elementos com Jujutsu Kaisen… O que é pena, se isto for verdade, já que são obras que não têm nada a ver uma com a outra.

Claro que tudo o que estou aqui a escrever são suposições minhas, de alguém que acabou de ler o último capítulo e ficou deveras chateada por saber que não haverá mais deste manga.

Gostava de ler mais pequenas grandes apostas de shounen sobrenatural no Manga Plus e, sobretudo, que houvesse uma oportunidade de long running do subgénero. Que deixassem construir a história com calma.

 

Phantom Seer - Porque o Manga foi Cancelado?

 

Até novas apostas deste subgénero chegarem, um grande agradecimento aos autores por estes 30 maravilhosos capítulos. Vencedores da Gold Future Cup, são duas pessoas que começaram há pouco o seu caminho na Weekly Shonen Jump juntos e espero mesmo voltar a ler obras dos mesmos – seja juntos ou separados. O escritor tem potencial e espero que esta experiência enriqueça a sua escrita e consiga limar os deslizes de Phantom Seer.

Quanto ao artista, que não desista! Deve ser frustrante ter duas das suas obras canceladas quase uma a seguir à outra, mas, por favor, que seja logo dada outra obra para este desenhar!

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PtAnime Twitter Giveaway 100 followers