Ramen Break | Visita Gastronómica

por Raquel Cupertino
No passado dia 26 de abril, à hora de almoço, abriu o primeiro restaurante especializado em Ramen no Porto! O seu nome é Ramen Break e desde a sua inauguração que tem dado que falar, seja pela sua ementa seja pela irreverência e iniciativa ao criar algo único nesta cidade. Como amantes de…

Ramen Break

Alimentação - 7
Atendimento - 9
Conforto - 7.4
Relação Qualidade/Preço - 6.9

7.6

Recomenda-se

Pontos Fortes: Preço acessível; Experiência diferente.

Pontos Fracos: Pouca variedade.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 2.65 ( 2 votos)
8

No passado dia 26 de abril, à hora de almoço, abriu o primeiro restaurante especializado em Ramen no Porto! O seu nome é Ramen Break e desde a sua inauguração que tem dado que falar, seja pela sua ementa seja pela irreverência e iniciativa ao criar algo único nesta cidade.

Como amantes de culinária nipónica, eu (Raquel Cupertino) e a Nuei Neko, resolvemos provar esta iguaria japonesa pelas mãos dos habilidosos cozinheiros do Ramen Break.

 

Ramen Break - Gastronomia

 

Ramen Break | Informações Gerais

O Ramen Break está aberto:

  • quinta e sexta das 12h30 às 14h30 e das 19h45 às 22h15
  • sábado das 13h00 às 15h00 e das 20h00 às 22h30.

 

O espaço é agradável e apesar de não possuir muitas mesas (3 ao todo), cada uma dá abrigo a 6 lugares, ideal para uma refeição com amigos. Outra possibilidade é comer ao balcão, o que nos permite conversar com os simpáticos e prestáveis cozinheiros bem como observá-los enquanto elaboram as nossas iguarias.

 

Ramen Break - Gastronomia 4

 

O preço do ramen varia entre os 7.50 e os 9.50 €, dependendo da quantidade de ingredientes que a “sopa” inclui. Quanto mais complexo e “rico”, maior o preço. No entanto a diferença não é substancial quer em termos económicos quer em satisfação final, pelo que a questão está latente no gosto pessoal de cada um e vontade, ou não, de comer mais ou menos carne, com mais ou menos temperos.

A enorme variedade de ramen é conhecida por todos os amantes da cultura nipónica. Esta sopa pode ser feita nas mais variadas formas, com um número de ingredientes quase que ilimitado, pelo que seria expectável um cardápio com uma larga oferta. Contudo, tal não acontece no Ramen Break… Para já!

Neste momento as escolhas estão restritas a apenas 5 pratos, três deles vegetarianos.

 

Ramen Break - Gastronomia Ramen Ementa

 

Felizmente a escolha não se restringe ao prato principal, alargando um pouco o espectro para as apetitosas entradas e sobremesas, tudo a roçar o tipicamente japonês. Caso desejem adicionar algo mais à vossa aventura gastronómica terão à vossa escolha combinações alimentares interessantes, sendo sugestão do ptAnime o Mochi e o Gelado de Violeta para sobremesas e chá frio como bebida.

 

Ramen Break - Gastronomia Ramen Ementa 2

 

Ramen Break | Localização

Situado na Rua Oliveira Monteiro, nº280, Porto, Ramen Break possui uma localização privilegiada: mesmo ao lado da paragem de metro Carolina Michaëlis. Basta sair na estação, seguir pela rua à direita, e em escassos metros encontramos o restaurante. Não há que enganar, basta olhar para a tabuleta com o emblemático logótipo da casa, e assim que chegamos à vitrina deliciarmos-nos com o design colorido e repleto de referências japonesas.

 

Ramen Break - Gastronomia localizacao

 

Opinião Raquel

Como completa virgem no que toca à sopa japonesa mais famosa no ocidente, entrei à descoberta após tomar conhecimento da existência deste restaurante no Porto. Não tinha qualquer tipo de feedback sobre o prato neste restaurante, sabia apenas que o ramen japonês era um derradeiro manjar dos deuses, segundo a minha amiga Neko.

Após alguma ponderação, decidi arriscar e experimentar o Ramazonic. E porquê o “arriscar” – porque na lista este é o ramen com temperos mais fortes e inclusive o mais picante, pelo que para alguém inexperiente neste género gastronómico e sobretudo nos paladares japoneses, a probabilidade de não gostar é substancial. E após uma agradável conversa com a dona do estabelecimento, uma tigela generosa de sopa recheada dos mais variados ingredientes surgiu à minha frente, experimentando em primeira mão o “fast food” japonês, literalmente.

 

Ramen Break - Gastronomia Ramen 2

 

Quem não arrisca não petisca, e eu petisquei com fervor, feliz pela minha escolha.

 

O sabor é forte, diferente da culinária portuguesa. Possui um forte sabor a misu misturado com um agradável picante, nível “francezinha” do Porto. A conjugação sabor do caldo + ingredientes é perfeita, contudo, para intensificarem a experiência gustativa sugiro que deixem o vosso ramen “repousar” e misturem os ingredientes, sobretudo os noodles, no caldo.

A carne era divinal! Não sou fã de carne de porco mas fiquei rendida ao seu sabor mesclado com o caldo. Devido à sua composição e maciez, foi o ingrediente que mais absorveu o sabor rico do caldo. Em contrapartida, os espinafres eram o ingrediente mais “fora” do contexto, pelo que se não são apaixonados por verduras sugiro que os comam como acompanhamento logo no início para amenizar a explosão de sabores que irão sentir à medida que desfrutam do ramen.

Houve apenas um comentário que a Neko me fez sobre a sua ida na noite anterior ao restaurante: o OVO! E após devorá-lo em duas dentadas, não podia concordar mais com ela, o OVO!!! É o ex-libris do prato, e altamente aconselhável para todos.

Para sobremesa aceitei a sugestão da Neko e experimentei o Mochi. É realmente muito bom, doce mas não em demasia, e por ser fresco torna-se ideal para terminar uma refeição com prato principal quente.

 

Ramen Break - Gastronomia - Mochi

 

Em suma, pessoalmente adorei a experiência, em particular a minha escolha. Provei a escolha de Neko, o Ramazuki, e admito que se o tivesse escolhido não teria gostado metade do que gostei. Sou adepta de sabores fortes, diferentes e sobretudo únicos, e infelizmente o Ramazuki soube-me a pouco, água com um sabor ténue preenchida por ingredientes.

 

Opinião Neko

A primeira vez que provei Ramen foi mesmo em Tóquio. Apesar de não ser fã de nenhum anime em particular que envolva comer Ramen com regularidade que me pudesse estar a influenciar a opinião, este prato facilmente passou para o meu top de comidas preferidas. O sabor do Ramen que comi no Japão era forte, salgado e ligeiramente picante, com um paladar rico e guloso, no entanto, há vários sabores diferentes, mais fortes ou mais suaves, para todos os gostos!
Há anos que esperava que o Ramen viesse para Portugal, e fiquei muito contente ao saber da abertura do Ramen Break!
Na noite anterior à nossa visita oficial, calhei de ir lá jantar, pelo que aproveitei e provei um terceiro prato! Comecei pelo Ramagochi, um prato vegetariano, leve no estômago, nada picante, e com um caldo delicioso. Apesar disso, senti alguma falta da carne (não tenho por hábito comer vegetariano) pelo que experimentei o menu Ramazuki no dia seguinte. Com um pequeno travo de picante, apesar de não ser considerado como tal no menu (o que não foi um contra, só enriqueceu a experiência!), adorei a consistência da carne e da massa – estavam mesmo no ponto – mas já o paladar pouco pronunciado do caldo não me seduziu tanto, levando-me a pensar que este será a escolha segura para quem goste de sabores mais leves ou para uma primeira vez de quem esteja receoso de experimentar Ramen.

 

Ramen Break - Gastronomia - Ramen 1

 

Apesar de não ter comido o prato mais popular da casa – o Ramazonic – pedi à minha colega Raquel para provar o dela. Arrependo-me de não ter escolhido esta “sopa” desde o início! O picante afirma-se neste prato, no entanto, não penso que o torne impeditivo para alguém com tolerância normal a este sabor. O caldo é absolutamente delicioso, e do que provei da carne e da massa, pude finalmente reviver a minha única experiência de Ramen no Japão! O Ramazonic é um prato completo, rico e com um sabor único e inesquecível, que na minha opinião, conseguiu fazer o que mais nenhum restaurante Japonês em Portugal tinha feito até agora: saber a comida verdadeiramente Japonesa, sem enfeites nem retoques gourmet, sendo apenas perfeito e genuíno!
Devo também acrescentar que o “Nitamago” não é um ovo cozido qualquer, mas sim o melhor ovo cozido que já provei, presente em todos os pratos, menos na opção Vegan (Ramiyagi). Também as sobremesas me surpreenderam: nunca fui fã de Mochi, no entanto farei questão de o pedir sempre que passar pelo Ramen Break!

O sabor não me foi nada familiar, mas a surpresa foi mesmo muito agradável! Cheguei a casa a desejar ter pedido mais um, e recomendei-o à Raquel no dia seguinte! O gelado de Violeta também não foi um sabor muito familiar – algo entre a baunilha e a manga – e também me conseguiu surpreender muito positivamente!
No fim de contas, o Ramen Break foi uma experiência variada para todos os gostos e sobretudo fiel à minha memória de comida Japonesa, coisa que há anos que procurava e finalmente encontrei!

 

Ramen Break - Gastronomia - Gelado de Violeta

 

Ramen Break  | Juízo Final

Ramen Break é sem dúvida um local a visitar e saborear o que o cardápio tem para oferecer! O preço é acessível e a originalidade da iguaria marcam a favor da experiência. Se estão cautelosos quanto ao sabor, Ramazuki deverá ser a melhor escolha, é mais leve e ideal para quem não aprecia fortes temperos. Contudo, se são apreciadores de sabores fortes e diversificados, e desejam uma experiência gastronómica mais rica e sobretudo, são tolerantes a um pouco de picante, Ramazonic será a melhor escolha.

Quanto ao atendimento, posso-vos garantir que os funcionários são muito simpáticos e extremamente prestativos. Cúmplices mesmo dos que menos à vontade estão para experimentar esta iguaria, serão os primeiros a aconselhar sobre a melhor escolha. O serviço é rápido e eficaz e tudo é servido numa questão de minutos.

Como deu para perceber: nós aprovamos!

 

Ramen Break - Gastronomia 2

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.