Realizador de Violet Evergarden Fala Sobre a sua Hesitação em Criar uma Sequela

por Maria J Oliveira
Violet Evergarden Gaiden estreará no Japão como Planeado

Atenção: Este artigo contém spoilers de Violet Evergarden: The Movie


 

O realizador e o produtor de Violet Evergarden, Taichi Ishidate e Shinichiro Hatta respetivamente, falaram sobre o filme-sequela na edição de Novembro de 2020 da revista Newtype. Na entrevista, Ishidate confessa que, inicialmente, teve as suas dúvidas quanto a criar uma sequela para a série televisiva.

Na série não é revelado se Gilbert está vivo ou não, mas mesmo que Violet não o voltasse a ver, ela seguiria o seu caminho”, afirma o realizador. “Pessoalmente, essa era toda a história que tencionava contar. Quando começou a ser discutida uma sequela, cheguei a dizer que não havia mais nada a acrescentar, mas depois de ler o argumento que a guionista Reiko Yoshida escreveu e de o achar autêntico e plausível, decidi agir. Comecei a pensar que era bom que Gilbert continuasse vivo. Isto aconteceu há menos de dois anos.

Por outro lado, houve aspetos em que Ishidate se manteve firme. “Contudo, se nos focássemos só em Violet e Gilbert acabaríamos com uma história de amor”, prossegue o realizador. “Não criei a série com essa intenção. Enquanto me questionava sobre o que fazer, Hatta disse-me “Esta é a história do percurso de Violet”.” O produtor esclareceu que, a seu ver, a história narrada no filme devia focar-se no caminho que Violet escolhe para a sua vida e como este vai afetar o futuro.

 

Realizador de Violet Evergarden Fala Sobre a sua Hesitação em Criar uma Sequela

Violet Evergarden – Filme transmite novo Vídeo Promocional

 

Ishidate acrescenta que teve o cuidado de concentrar os clímaxes no final do filme de modo a unir os diversos fios narrativos da maneira certa. O realizador esforçou-se para manter a história simples, apesar de ter aumentado bastante o primeiro esboço após escutar o que tinha a dizer Taichi Ogawa, primeiro assistente de realização. Segundo Ishidate, este foi um trabalho em que todos desempenharam um papel importante.

Na entrevista também é mencionado o processo de escrita dos diálogos. Ishidate assegura que a etapa de escrita do guião foi minuciosa, de modo a garantir que os diálogos soavam realistas. O entrevistador considera surpreendente o facto de as deixas não terem sido gravadas de antemão, o que conferiu espontaneidade aos diálogos, e que a animação parecia ter sido concebida em conjugação com o trabalho dos atores de voz (seyuu). Ishidate até elogia os atores pela dedicação e pelo desempenho poderoso; parecia que só precisavam de um take para gravar as deixas.

A sequela da série de Violet Evergarden estreou no passado 18 de Setembro. A Kyoto Animation publicou os dez primeiros minutos do filme no seu canal oficial na plataforma YouTube.

A adaptação para anime das light novels escritas por Kana Akatsuki e ilustradas por Akiko Takase estreou em Janeiro de 2018 na televisão japonesa e em alguns países através do serviço Netflix, tendo estreado na Netflix norte-americana três meses mais tarde. O filme intitulado Violet Evergarden Gaiden: Eien to Jidō Shuki Ningyō (Violet Evergarden I: Eternity and the Auto Memory Doll), que adapta uma história paralela, estreou no Japão em Setembro de 2019 e chegou à Netflix em Abril do ano seguinte.

 

Fonte: Anime News Network

 

Violet Evergarden – Análise

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.