Recurso da Polaris Negado no Caso de Compensação

por Baltas
Recurso da Polaris Negado no Caso de Compensação

O recurso da Polaris Entertainment no caso de compensação contra a empresa de IT, Donuts, foi negado. Ainda assim, o resultado deste caso não afectará o comeback das LOONA.

Fica a saber mais sobre este caso, na secção abaixo.

 

Recurso da Polaris Negado no Caso de Compensação

 

Anteriormente, a segunda maior acionista da Blockberry Entertainment, a Donuts, investiu 3,5 mil milhões de won (aproximadamente 2,502,860 €) na Polaris Entertainment, mas a agência não cumpriu o contrato de investimento. No primeiro julgamento, o tribunal decidiu que a Polaris Entertainment teria de devolver o investimento total e a empresa de entretenimento recorreu contra a decisão.

Em fevereiro de 2020, o caso foi entregue ao Supremo Tribunal, mas o recurso foi indeferido quando nenhum dos lados compareceu à audiência.

 

De acordo com a declaração do tribunal a 14 de setembro de 2020, o Supremo Tribunal de Seul defendeu, recentemente, a decisão tomada no primeiro julgamento quanto ao recurso feito pela Blockberry Creative e a sua empresa mãe, a Polaris Entertainment, tendo sido explicado:

 

A representante das LOONA falharam em comparecer mais de duas vezes às datas do tribunal para o julgamento de recurso, então decidimos indeferi-lo.

 

A empresa de entretenimento deverá devolver os 3,5 mil milhões de won (aproximadamente 2,502,860€) ao seu investidor, Donuts.

 

Já em 2019, a Polaris Entertainment esteve envolvida num caso com a Donuts quanto a um depósito de arrendamento não devolvido. Em 2017, que a agência se juntou à Donuts para dar início ao grupo feminino projeto para as LOONA e a Polaris Entertainment recebeu 400 milhões de won (aproximadamente 286,056€) da Donuts como depósito para arrendar um espaço. O processo foi apresentado pela empresa de TI após a Polaris Entertainment apenas ter devolvido 40 milhões de won (aproximadamente 28,604€) e não devolver os restantes 360 milhões de won.

Em outubro de 2019, o Tribunal do Distrito Central de Seul decidiu que a Polaris Entertainment e o seu CEO, Lee Jong Myung teriam de pagar à Donuts os 360 milhões de won (aproximadamente 257,462€) pelo depósito de arrendamento, assim como compensação adicional por perdas ocorridas devido a atrasos.

 


De acordo com o contrato de investimento, é esperado que a Donuts reivindique direitos sobre as LOONA, de modo a evitar que a Blockberry transfira o grupo para uma agência diferente.

Também a 14 de setembro de 2020, uma fonte da Blockberry Creative disse:

A empresa está a dar o seu melhor para o comeback e atividades das LOONA, que estão em desenvolvimento. Estamos a proceder sem qualquer problemas.

 

O mais recente comeback das LOONA aconteceu em março de 2020, com a sua música “So What“, a qual fez com que o grupo feminino conquistasse a sua primeira win num programa de música.

 


Clica aqui para saberes todas as Novidades sobre as LOONA!


 

>> Para mais notícias sobre K-pop, clica AQUI!

 

Para saberes todos os Comebacks de Setembro de 2020, clica AQUI! <<

 


Artigos relacionados:

LOONA revelam o seu novo Lightstick Oficial

LOONA conseguem 1ª Vitória de Sempre em Music Shows

Quem são as LOONA em KPOP? – Get To Know


 

Fonte: Soompi

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.