‘Roar to Victory’ – Filme acusado de Prejudicar o Meio Ambiente

por Usagi Wright
'Roar to Victory' - Filme acusado de Prejudicar o Meio Ambiente destaqu

O filme histórico sul-coreano ‘The Battle: Roar to Victory’, lançado no dia 7 de agosto de 2019, tem enfrentado várias acusações de que a equipa prejudicou o meio ambiente e algumas plantas em risco durante as filmagens da longa-metragem.

 

‘Roar to Victory’ – Filme acusado de Prejudicar o Meio Ambiente

'Roar to Victory' - Filme acusado de Prejudicar o Meio Ambiente poster oficial

Poster oficial

 

Ocorreu um tumulto entre o público sul-coreano pelo facto de terem sido causados danos severos no meio ambiente, durante as cenas de batalha numa área de conservação perto do rio Dong, na província de Gangwon, em novembro de 2018. Isto foi levantado por um usuário da internet que iniciou uma petição no website do escritório presidencial a pedir uma punição mais dura. Este afirmou que a equipa de produção do filme prejudicou o habitat de plantas que se encontram em risco, criticando a produtora WPictures por ter causado danos irreversíveis.

A petição citava o grupo ambientalista sem fins lucrativos, The National Trust of Korea, que afirmava que a empresa pavimentou ilegalmente a estrada e continuou a utilizar pólvora, apesar das contínuas advertências do Ministério do Meio Ambiente e do grupo. Os dois alertaram a produtora do impacto no ecossistema da área preservada.

A produtora divulgou um comunicado no dia 12 de junho de 2019, admitindo a destruição e explicou que se responsabilizaria pelos danos.

A equipa realizou a restauração pelos danos infligidos a plantas sob a supervisão da agência governamental, no ano passado.

Para o uso de pólvora e causando ruído (na área preservada), pagamos uma multa e assumimos a responsabilidade legal. Mas quanto à responsabilidade moral, filmamos a parte num local diferente em janeiro.

 

'Roar to Victory' - Filme acusado de Prejudicar o Meio Ambiente 1

Posters oficiais

 

A sua declaração, no entanto, não conseguiu deter a continuação das críticas. As pessoas continuaram a partilhar as histórias nas medias sociais. O grupo ambiental refutou alguns pontos apresentados na petição, dizendo “É verdade que causaram danos ao meio ambiente durante as filmagens, mas houve algumas acusações infundadas”, disse Kim Geum-ho, diretor do grupo, a repórteres. Kim explicou que as flores que foram destruídas durante as filmagens não estavam em risco, como afirma a petição. Ele observou que a produtora e o distribuidor do filme fizeram um esforço conjunto para evitar violações da lei, depois de receberem o aviso e reuniram-se para discutirem formas construtivas de criar uma diretriz ética para as filmagens numa área ambiental.

A agência local do Ministério do Meio Ambiente também comentou sobre o problema com o jornal, Hankook Ilbo.

O local foi aberto ao público e para filmagens. A agência apenas avisou-os sobre danos a galhos de árvores, deixando marcas de pneus e assustando os animais selvagens, disparando pólvora.

 

O filme “The Battle: Roar to Victory” é um blockbuster histórico drigido por Won Shin-yeon. O filme é sobre a primeira vitória dos combatentes da independência coreana que fizeram parte da enorme batalha contra o exército japonês em Fengwudong na Manchúria, na China, em 1920.

 

>> Para mais notícias sobre Cinema Coreano, cliquem AQUI

 

Fonte: TheKoreaTimes

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.