Rurouni Kenshin – Criador acusado de Posse de Pornografia Infantil

por Pedro Costa
Rurouni Kenshin - Criador acusado de Posse de Pornografia Infantil

Esta terça-feira, Polícia Metropolitana de Tokyo acusou o criador manga de 47-anos, Nobuhiro Watsuki (nome real: Nobuhiro Nishiwaki), de posse simples de pornografia infantil.

De acordo com as autoridades, Watsuki possuía numerosos DVDs como imagens de raparigas pré-adolescentes nuas, e guardou-os num escritório em Tokyo, pelo menos, até outubro passado.

 

Rurouni Kenshin – Criador acusado de Posse de Pornografia Infantil:
Rurouni Kenshin - Criador acusado de Posse de Pornografia Infantil

Nobuhiro Watsuki

 

Alegadamente, na sua deposição Watsuki disse que: “gostava de raparigas entre o final da escolaridade primária até cerca o segundo ano do ensino básico”.

As autoridades realizaram buscas na casa de Watsuki, como parte de uma diferente investigação, a qual o ligava à compra de DVDs com pornografia infantil.

A acusação contra Watsuki alega que ele possuía os vídeos pornográficos de julho 2015. Posse de pornografia infantil implica prisão até um ano, e uma coima até 1 milhão de yen (cerca de 7,600 €), se for culpado.

 


Nobuhiro Watsuki lançou o seu manga originalRurouni Kenshin, na revista da Shueisha, Weekly Shonen Jump, em 1994. A obra inspirou uma série anime, transmitida entre 1996 e 1998, assim como filmes e OVAs.

Falando na sua obra, a Shueisha anunciou, também esta terça-feira, que Rurouni Kenshin, que está atualmente a lançar o seu Hokkaido arc, vai entrar em hiato devido à acusação feita a Watsuki, aqui descrita.

 

Fontes: Anime News Network – Link#1 / Link#2

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.