Samurai 8 – As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

por Raquel Cupertino
Samurai 8 - As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

O grande Deus da Guerra Acala selou numa caixa a salvação da galáxia. Essa caixa tem o nome de “Pandora’s Box” (A Caixa de Pandora) e para a abrir será preciso encontrar as suas sete chaves.

 

A história tem início com um diálogo entre uma misteriosa “forma” coberta por um manto e o seu mestre. Nesta conversa é narrado o que será o objetivo de Samurai 8: encontrar a caixa de Pandora e as suas sete chaves. Como bónus temos o vislumbre do que parece ser um universo repleto de magia e cor, com uma mestre cujo o character design é de babar!

 

Samurai 8 - As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

 

Samurai 8 – As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

Desde que foi anunciado que Masashi Kishimoto teria novo manga que soube que teria que fazer um test-drive à sua nova obra. Tentei manter-me afastada das notícias e inclusive da sinopse. Ou seja, vi sem saber absolutamente nada salvo o óbvio: que se tratava de uma obra que envolvia samurais.

Não pude deixar de sorrir face à comparação com Naruto. O primeiro sobre ninjas e o segundo sobre a arte do Bushido (código de conduta e modo de vida dos Samurai). Oh bom velho Kishimoto, artes marciais japonesas continuam a ser a tua maior inspiração, não é verdade?
Agora que penso, foi uma decisão arriscada. Afinal existem mangas de peso e qualidade soberba a envolver esta temática, contudo não acho que Samurai 8 vá entrar em conflito com essas, e muito menos perturbar os fãs mais obstinados por esta temática.

A isto deve-se o tema subjacente ao Bushido: ficção científica!

 

Samurai 8 - As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

 

Samurai 8 – Um manga Sci-fi Samurai

Pois é, Samurai 8 é Sci-fi! Juro-vos que não fazia ideia. Conseguem imaginar a minha cara quando surge todo aquele cenário mecanizado a roçar o steampunk, fiquei estupefacta. Mas gostei!

Em termos de arte está qualquer coisa, não conheço o artista responsável, o Akira Ookubo, mas tenho que dizer que gostei da sua arte. Não é nada de extraordinário mas consegue criar bons cenários e character design apelativo. Além disso, penso que a sua arte se enquadra bem com a do Kishimoto, e com a história em questão. O que não é de estranhar dado que foi assistente do mesmo em Naruto!

Um ponto interessante relativamente a este quesito é a sensação de que os painéis foram criados com o intuito de adaptação a anime.

(Se alguém teve essa mesma sensação comente e falamos um pouco sobre isso, sem spoilar os restantes)

 

Samurai 8 - As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

 

Samurai 8 – Crítica Capítulo 1

Em suma, achei bastante interessante todo o misticismo aliado à ideia da ligação da alma e sobre o que te torna um verdadeiro “samurai”. Todavia, não consegui uma ligação tão eficiente ao protagonista, Hachimaru, quanto senti com o ambiente/tema em si.

Não é que seja mau personagem, apenas não consegui ligar-me a ele! Acabei por conhecer e ligar-me melhor com o seu pai que com ele. Claro que o background de Hachimaru é emocionante e teve o seu “Q” de genialidade, agora tudo vai depender de como conseguem trabalhar com ele.

Foi um bom primeiro capítulo, apelou sobretudo pelo enredo, agora a execução é toda ela uma incógnita! Sendo quem é, tenho esperança que as personagens evoluam e que o protagonista cative.

 

Samurai 8 - As minhas Primeiras impressões ao novo manga de Kishimoto

 

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.