Shimoneta | Análise

por João Simões
Shimoneta

Título: Shimoneta
Adaptação: Light Novel
Estúdio: J.C Staff (Bakuman, Danmachi)
Géneros: Comédia, Ecchi, Escolar
Ficha Técnica: Disponível

 

Shimoneta | Opening

“B Chiku Sentai SOX” – SOX

 

Shimoneta | Enredo

Shimoneta entrou na temporada de verão de 2015 com o pé direito, tendo-nos atingindo com uma firme e promissora introdução. Apresentou uma narrativa que visava abordar as problemáticas da censura exagerada, no que diz respeito ao conteúdo sexual transmitido pelos vários meios dentro de uma sociedade. Ou seja, vaguear um pouco pela forma como a censura tem consequências sociais, e até económicas. E, de facto, durante os primeiros episódios o foco do enredo foi precisamente este. Sendo que nenhum ponto foi desenvolvido de forma forçada, e todas as conclusões sobre esta temática foram subtis, transmitidas por entre a comédia sexual arriscada e as metáforas visuais inteligentes.

 

Shimoneta Tanukichi Okuma

 

Contudo, o que mais se temia aconteceu: Shimoneta não conseguiu segurar o nível fantástico de entretenimento de forma sólida e coerente. Acabou por cair na repetição, no exagero e na parvoíce. A comédia inteligente tornou-se em humor fácil e infantil, desviando a temática do objetivo principal, seja através da adição desnecessária de mais personagens vazias ou da abordagem cansativa de linhas narrativas secundárias.

 

Shimoneta Censura Inteligente

 

– Opinião ou Facto? –

E é com isto que chegamos à dúvida: será a qualidade de Shimoneta um problema entregue à perspetiva de cada um? Talvez sim, talvez não, talvez os dois. Que Shimoneta começou com uma grande qualidade de escrita e visual ninguém pode negar. Que a qualidade de ambas sofre uma queda exponencial a partir da mid-season, também ninguém pode negar. Porém, Shimoneta como um todo, pode ser visto de duas formas distintas que lhe poderão conferir mais ou menos qualidade global.

 

Shimoneta Ayame Kajou

 

Por um lado, para os que ficaram pela escrita humorística de qualidade e pelo tratamento de um assunto muito interessante, vão-se sentir numa viagem hilariante que gradualmente vos irá frustrar e desiludir. E, portanto, quem estiver aqui por estas razões, não vai ver grande qualidade em Shimoneta. Muito menos quando na mesma temporada nos foi entregue uma obra de arte com o nível de Kangoku Gakuen (Prison School), que consegue tratar temática e humor de qualidade, com muita consistência. Por outro lado, quem está aqui pelo ecchi (seja ele vazio ou não) e pelas piadas (sejam elas engenhosas ou não), não se vai importar com a gradual perda de conteúdo narrativo e, por consequência, vai conseguir aproveitar tudo o que restar deste título, considerando por fim que Shimoneta segura uma qualidade acima da média.

 

Shimoneta atinge os jornais Japoneses

 

Assim sendo podemos considerar que realmente existem factos que apoiam a má qualidade de Shimoneta mas que, dependendo do que procuram, poderão ser desiludidos ou entretidos.

 

Shimoneta Gif

 

Shimoneta | Pensamentos Finais

Apesar da produção técnica ter enveredado por um caminho preguiçoso e poupado, conseguiu oferecer alguma qualidade esporádica ao longo da série. Por exemplo, mesmo nos episódios finais, no auge do desastre, existiram algumas metáforas visuais que conseguiram arrancar gargalhadas até aos mais insatisfeitos com todo o desenvolvimento. O departamento sonoro apesar de ser praticamente esquecível deu-nos um opening espetacular que, independentemente da qualidade do recheio, queríamos sempre ver, ouvir e até cantarolar. Um opening que consegue retratar precisamente tudo de bom que Shimoneta tem (ou teria) para oferecer, através da comédia visual e das personagens carismáticas.

 

Shimoneta Hyouka Fuwa

 

Estas acabaram por perder todo o poder de sedução como consequência da progressão nula. E, deste modo, a caracterização inicial foi insuficiente para que estas sobrevivessem às areias movediças da narrativa. Neste mútuo naufrágio destaca-se apenas Anna Nishikinomiya que é simplesmente uma personagem original e interessante – talvez em demasia tendo em conta a obra na qual se encontra. Aliás, acredito que muita gente não desistiu de Shimoneta precisamente para poder gargalhar mais uns minutos devido à ingénua e ninfomaníaca Anna. A construção dela é criativa de um ponto de vista de caracterização de personalidade, mas não só, as ações dela foram o melhor veículo para mostrar as consequências do tema que tentaram abordar: a censura.

 

Anna Nishikinomiya Love Nectar

 

Reforçando a resposta à questão deixada nas primeiras impressões e ao longo desta análise: Shimoneta não conseguiu elevar, nem sequer manter o nível com que se estreou. O humor facilmente ficou gasto, a narrativa ficou monótona e o tema abordado perdeu-se completamente algures pelo meio da temporada. O que sobram são apenas episódios para encher chouriço e arcs inteiros com o mesmo efeito.

Resumindo e concluindo, se não te importas com um título que acaba por ficar completamente dependente da semi-nudez preenchida por constantes piadas repisadas, então Shimoneta irá divertir-te ao longo dos 12 episódios. Caso contrário não percas o teu tempo, e vê Kangoku Gakuen.

 

Shimoneta | Trailer

 

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.