Shingeki! Kyojin Chuugakkou | Análise

por Nayuki
Shingeki! Kyojin Chuugakkou
Conforme a temporada foi avançando, fui-me arrependendo amargamente de me ter comprometido com Junior High. Contudo o dia chegou e já estou preparada para o possível descontentamento e raiva de quem ler isto.   Shingeki! Kyojin Chuugakkou | Enredo e Diferenças Shingeki! Kyojin Chuugakkou é um spin-off do louvado anime Shingeki…

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

Enredo - 8.1
Personagens - 8.7
Produção visual - 7.4
Banda sonora - 8

8.1

Muito Bom

Uma paródia extremamente engraçada que é vista, inadequadamente, com maus olhos pela comunidade.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 4.85 ( 3 votos)
8

Conforme a temporada foi avançando, fui-me arrependendo amargamente de me ter comprometido com Junior High. Contudo o dia chegou e já estou preparada para o possível descontentamento e raiva de quem ler isto.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

Shingeki! Kyojin Chuugakkou | Enredo e Diferenças

Shingeki! Kyojin Chuugakkou é um spin-off do louvado anime Shingeki no Kyojin ou Attack on Titan, como é mais conhecido no território ocidental. Enquanto os fãs enlouquecem na espera da segunda temporada, a Production I.G decidiu adaptar para o pequeno ecrã um manga com o mesmo nome.

Contudo se se esperava algo que enriquece-se a história original, o resultado foi um projeto completamente diferente do ambicionado inicialmente. E foi a partir dessa circunstância que o anime ficou comprometido antes mesmo de ser lançado.

Junior High é “apenas” uma paródia que reintegra todos os personagens já nossos conhecidos num ambiente completamente inusitado com um design moe. Grande parte da comunidade dispensou a visualização da sua obra, mas eu como grande fã de animes kawaii e engraçados aceitei o desafio. E doze episódios depois digo com grande convicção que foi a melhor decisão que podia ter tomado.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

 

Eren e os seus amigos, são agora estudantes do ensino secundário, vivem numa cidade completamente comum com uma agravante: a sua escola fica situada ao lado do espaço letivo dos titãs. Sim! Os titãs não são mais criaturas medonhas e horrendas que se alimentam de seres humanos, são apenas gigantes que se divertem a roubar os lanches das pobres crianças.

Em Shingeki lutavam contra a ameaça titânica, aqui passam as dificuldades dos adolescentes normais. Estudam, candidatam-se à presidência do conselho de estudantes, elaboram trabalhos de grupo e sofrem por não puderem ter uma refeição sossegados. Afinal, a qualquer momento um ser de dez metros pode invadir a escola e levar a comida que quiser dos alunos. Vive-se portanto, um medo constante.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

 

Como já seria de esperar, Eren jura vingar-se de todos os titãs e reaver o que lhes foi tirado! Pouco importa se as únicas armas que possui são uma vassoura e um apanhador, ele irá executar a tarefa de igual forma! O problema é que no anime original, o protagonista perdeu a mãe de modo brutal, em Junior High toda a guerra começa por causa de um Cheese Burger.

É ridículo, pensaram vocês. Eu achei exatamente a mesma coisa e é aí que a magia principia. O estúpido é estranhamente engraçado. Shingeki é um shounen dramático e sinceramente pesado com uma narrativa crua. Junior High é um anime escolar de pura comédia que reaproveita cenas do original e as adapta para um contexto novo. Discursos que no anime eram usados para manter os combatentes na luta, agora são usados para motivar os estudantes a votar do Eren ou a comerem mais.

O que me revolta realmente é o principal motivo da critica para não aceitar o anime: não tem nada haver com a história original. Mas quando foi que Junior High disse que iria ser uma sequela ou uma OVA de Shingeki?!

 

 

Junior High comprometeu-se a ser uma paródia longe das linhas do seu progenitor, comprometeu-se a ser um anime de comédia e entretenimento. E conseguiu superar todas as minhas expectativas a esse nível! Além de extremamente engraçado, o humor da obra é inteligente. Eles conseguiram pegar em situações tão duras e adaptá-las num contexto humorístico, as emoções das personagens são as mesmas, só que em vez de terem de se superar de episódio para episódio, têm que lutar pela segurança do seu almoço.

Vamos pôr as coisas em pratos limpos: eu sei que tudo isto foi feito para vender. Contudo, a meu ver, o problema existiria se o trabalho tivesse sido precário, o que não aconteceu. O que nos foi entregue foi uma obra de arte dentro do género e é preciso assistir o anime com a mente aberta a novidades. Se aceitarem ver Junior High desprendam-se da obra original, aceitem que o conteúdo da história não vai agregar nada ao vosso amado anime e simplesmente divirtam-se. Essa era a intenção desde do começo.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou | Personagens e Ambiente

Como já referi no início deste artigo, as personagens foram redesenhadas num visual chibi e moe. Têm a cabeça gigante e o corpo minúsculo. E é aqui que eu volto a parabenizar os criadores. É realmente interessante ver como pegaram nas características mais relevantes de cada personagem e as colocaram em evidência. As inseguranças do Armin foram materializadas num fofo cobertor que o acompanha para em todas as jornadas, a Sasha trava inúmeras batalhas para conseguir a melhor comida da cantina e o Eren é sedento de vingança. Ainda que com um design diferente, as coisas não mudaram tanto assim.

A arte do anime é muito bem elaborada. Seja nos detalhes de cada personagem, ou no cenário. Conseguiram adaptar bastante a obra para um cenário escolar moderno. A caracterização dos titãs também está de parabéns, apesar do design moe continuam feios e com a famosa barriga de cerveja.

A banda sonora é basicamente igual a Shingeki, talvez para enfatizar o quão grave eram as situações. Nesse sentido muitas músicas foram reaproveitadas. E pessoalmente, acho as faixas da obra com uma qualidade acima da média. Então, Junior High possui a mesma qualidade a esse nível.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou | Juízo Final

Junior High revelou-se uma lufada de ar fresco, numa temporada de Outono onde o mau tempo levou até a qualidade dos animes. E afirmo realmente, que foi das melhores obras de comédias que assisti este ano. Com um bom trabalho efetuado a todos os níveis. Como a maioria dos animes de comédia e episódicos, existem episódios melhores e outros não tão bons, é normal. Junior High não é um apogeu de humor brilhante em todas as partes, contudo este nunca perdeu a sua qualidade.

O meu conselho final é o seguinte: se não gostam da proposta, simplesmente não assistam. O hate não vai trazer a segunda temporada mais depressa, então não troquem o seis por meia dúzia. Ninguém é obrigado a elogiar nenhuma obra, eu adorei, porém cada um tem os seus gostos particulares.

Sintam-se à vontade para debater aqui em baixo a vossa opinião, vou apreciar conhecer o vosso ponto de vista. Contudo lembrem-se de privilegiar sempre o respeito.

 

Shingeki! Kyojin Chuugakkou

 

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.