Taboo Tattoo | Análise

por Usagi Wright
Título: Taboo Tattoo Adaptação: Manga Estúdio: J.C. Staff Géneros/Demografia: Ação, Comédia, Artes Marciais, Mistério, Super Poderes, Sobrenatural Primeiras Impressões: Disponível   É possível que este seja o pior título pertencente à temporada de verão de 2016? Há a possibilidade de Tales of Zestiria the X levar a taça... mas Taboo Tattoo é igualmente mau. Vou…

Taboo Tattoo

Enredo - 1
Personagens - 2
Produção Visual - 5
Banda Sonora - 2.5

2.6

Medíocre

Um anime cheio de clichés que não traz nada de novo à indústria anime.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 2.36 ( 8 votos)
3

Título: Taboo Tattoo
Adaptação: Manga
Estúdio: J.C. Staff
Géneros/Demografia: Ação, Comédia, Artes Marciais, Mistério, Super Poderes, Sobrenatural
Primeiras Impressões: Disponível

 

É possível que este seja o pior título pertencente à temporada de verão de 2016? Há a possibilidade de Tales of Zestiria the X levar a taça… mas Taboo Tattoo é igualmente mau. Vou tentar descobrir, à medida que escrevo esta análise, se consigo encontrar alguma coisa boa nesta obra.

 

Taboo Tattoo | Opening

“Belief” – May’n

 

Taboo Tattoo | História

Depois das Primeiras Impressões desastrosas que apresentei quando saíram os primeiros 3 episódios de Taboo Tattoo, achei que na análise propriamente dita o discurso fosse mudar, mas não. O anime é muito, muito, MUITO mau. Perdi a conta às vezes em que me apeteceu fugir para as montanhas e esquecer o mundo.

Mas do “projeto de história” que existe, o que Taboo Tattoo tem para nos oferecer?

 

Taboo Tattoo | Análise

Não, não foi…

 

O anime segue a vida de um rapaz do ensino básico que após salvar um mendigo recebe uma poderosa tatuagem em troca – muito conveniente um estranho qualquer na rua dar o poder dos poderes ao nosso protagonista né? – e quando dá por ela, encontra-se metido numa guerra com dois lados: O Reino de Serinistan e os EUA. Seigi irá combater do lado americano e tentará levar o seu ideal de justiça até ao fim.

Apresento-vos a premissa de uma obra realizada por gente que não tem criatividade nenhuma. Os clichés presentes são tantos que parece um anime como qualquer outro. Mas o pior está ainda por vir… pensavam que eram apenas os clichés? Ah ah ah, preparem-se:

 

Taboo Tattoo | Análise

Então Seigi, como funciona mesmo essa tatuagem? Não sabes? Bem, somos dois.

 

– Desenvolvimento do Enredo –

O desenvolvimento da história é muito difícil de acompanhar. Existem episódios lentos sem sentido e episódios que parecem editados pelo Flash, de tão rápidos e confusos. A partir do “capítulo” 5 os espetadores começam a ficar cansados a tentar acompanhar o ritmo entre as várias cenas, porque realmente é impossível. Várias vezes pensei ter saltado algum episódio, pois eu não entendia porque aparecia certa personagem, porque existiam determinadas lutas, como é que funcionavam as tatuagens e aquele mundo… e cheguei ao final a perceber o mesmo!

– Compensação do Pobre Desenvolvimento –

Então, qual a abordagem para compensar esta falha? fanservice ridícula no meio de lutas (grave) e com comédia com piadas infantis também durante batalhas (ainda mais grave). Esta foi a maneira encontrada para desviar a atenção do resto (que eu ainda não me acredito que foi realizado pelo J.C. Staff, encarregue de animes como Bakuman ou Shokugeki no Souma). Além do mais, a introdução destes estilos foi feita tão abruptamente que o único resultado era o corte do clima da cena.

 

Taboo Tattoo | Análise

 

– Inconsistência Narrativa e Personagens –

A divergência de estilo de episódio para episódio é grotesca ao ponto de ficarmos em dúvida do tipo de anime que estamos a ver: um é mais focado em ação, outro só tem cenas de comédia e ecchi, no a seguir é apenas drama e mistério… não esquecendo depois os que têm isto tudo ao mesmo tempo, ficando com aspeto do almoço feito com os restos do jantar da noite anterior. A sério, mangaká Shinjirou, escolhe um estilo, adopta-o e leva-o até ao fim! É ridículo esta mistela de géneros num mesmo anime. Simplesmente, odiei.

As personagens são completamente ocas, ponto. Para além de serem o perfeito estereótipo (por exemplo, o protagonista quer proteger os fracos e tem um ideal de justiça “perfeito”. Para mais exemplos cliquem neste link e leiam as Primeiras Impressões), algumas das personagens apenas existem para morrerem e serem uma espécie de gatilho para a mudança de personalidade do protagonista.

 

Taboo Tattoo | Ambiente e Banda Sonora

 

Taboo Tattoo | Análise

 

Vamos lá para as partes positivas do anime, já chega de tanto hate. A melhor parte de Taboo Tattoo foi realmente a animação nas cenas de ação, apesar de, por vezes, os ângulos serem um pouco estranhos – melhor, serem apenas para mostrar cuequinhas e maminhas e etc.

As cores mais escuras e pesadas também dão um bom ambiente ao anime, pecando gravemente quando utilizadas em cenas cómicas e de fanservice que esperam algo mais limpo e colorido.

Sendo ainda positiva, a opening e a ending, apesar de não serem nada de especial, são algo até interessante de ouvir e repetir. Já quanto à banda sonora não posso dizer o mesmo: notei bastante isso nas cenas de luta em que a música era sempre a mesma em repetição e não passava disso. Diferentes lutas ou diferentes emoções, pedem certamente um “instrumento musical” adequado, o que não foi aplicado – reparei fortemente nisto no episódio 6.

 

Taboo Tattoo | Juízo Final

Já desde o início que eu não coloquei fé alguma em Taboo Tattoo e acabei ainda mais desapontada do que estava. A história é extremamente mal escrita, o desenvolvimento é pobre e o enredo e personagens são completamente clichés e maioria delas, cascas vazias que não trazem nada ao anime.

Sem dúvida alguma que não recomendo este anime a quem esteja interessado a assistir a uma boa história, contudo se estiverem numa onda de “estou com preguiça, apenas quero ver cenas de ação porreiras e uns peitinhos” avancem que para a frente é o caminho!

Para todos os outros: FUJAM.

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.