Tamako Market | Análise

por António Costa
Tamako Market - Análise

Acho que todos podemos concordar que a Kyoto Animation deixou, para bem e para mal, uma marca gigantesca na indústria e no fandom de anime. Afinal, este estúdio é a razão principal de todos aqueles anos focados em animes passadas em liceus, sobre a vida normal de estudantes. Mas uma coisa que admiro sobre esta empresa é a capacidade de não se deixar estagnar. Sim, o K-On e o Lucky Star são o equivalente animado de pão branco sem nada, mas na maior parte dos seus trabalhos, a Kyoto Animation é capaz de pegar nestas ideias tão utilizadas e desgastadas, e dar-lhes aquela faísca extra que as altera de genéricas para algo especial. E hoje, senhoras e senhores, temos um desses projetos, Tamako Market, que propõe a questão que todos os estúdios (de anime ou não) eventualmente fazem: Somos grandes que chegue para ser pequenos?

 

Tamako Market – Análise | História

A Tamako Kitashirakawa é uma rapariga normal com uma vida normal. Estuda num liceu, anda num clube de batons com as suas amigas, trabalha na loja de mochi de que o seu pai é dono e convive com os lojistas do mercado Usagiyama, onde se encontra a dita loja. Mas um dia algo curioso acontece: ela encontra um pássaro que consegue falar. Mas este não é qualquer pássaro, é Dela Mochimazzi, que vem de uma terra longínqua à procura de uma princesa para o seu príncipe. O problema é que ele deixa-se ficar por casa da Tamako, come muito mochi e fica gordo demais para voar. Se assumem que esta série será como a maior parte das outras da Kyoto Animation, em que a história não tem quase nenhuma importância… Então estão corretos. Ok, nem todas as animes precisam de ser Serial Experiments Lain, mas a história de Tamako Market mal é abordada preferindo, como de costume, focar-se em aventuras episódicas. Preferi os episódios à história geral? Sim, mas isso não desculpa a falta de relevância da história em si, especialmente quando eu teria ficado feliz se não houvesse história nenhuma. Para quê atirar lá para o meio um príncipe, quando seria bem mais fácil se fosse apenas sobre um pássaro que fala?

Eu quero dizer bem desta série pelos episódios singulares, mas ao tentar colocar uma história, não importa o quão simples seja, e ela não ter qualquer impacto na série tem que se retirar pontos.

 

Tamako Market | Personagens

Ora, aqui já posso ser bem mais simpático. A coisa que eu aprecio nas personagens de TM é serem clichés mas com bocadinhos extra de personalidade para as diferenciar. A Tamako é uma típica “cabeça de vento” mas não é estúpida, ao contrário de, por exemplo, a Yui do K-On. A mesma coisa aplica-se a outras personagens. A Kanna Makina, uma das amigas da Tamako, é a personagem energética e divertida, mas mantém sempre uma expressão sem emoções e fala, geralmente, muito baixo. Ou a irmã mais nova da Tamako, Anko, que é a minha personagem preferida da série, por parecer ter uma atitude tão cínica para a vida, quando na verdade é adorável. Os lojistas do mercado são também notáveis, simplesmente por capturarem o sentimento de viver numa comunidade pequena. Aqueles pequenos momentos entre toda a gente que se conhece, as coisas que se oferecem ou os conselhos que se dão uns aos outros, foram uma das razões principais para continuar a ver. Se mais nada, Tamako Market tem aquele sentimento agradável de voltar a casa depois de estar longe.

 

Tamako Market | Animação

Aqui respondemos à pergunta inicial: Será a Kyoto Animation grande que chegue, para ser pequena? Resposta curta, sim. Este estúdio é conhecido por animação extremamente boa e detalhada, mas um projeto com esta natureza mais simples requer animação mais simples, e o estúdio conseguiu descer nos toques elaborados desnecessários. A animação é excelente, não me interpretem mal, mas simples. Algo que aprecio.

 

Tamako Market - Análise

 

Tamako Market  | Som

Sobre a atuação não tenho muito que dizer. É moe, os atores de voz japoneses já dominam isso. É bom. Não tive a oportunidade de ver a dobragem em inglês, mas é da Sentai Filmworks, por isso não fiquem esperançosos. Em termos de música, tenho igualmente pouco a dizer. A música de fundo mal se notava, o que é deprimente porque eu gosto de animes com boa música. Estive constantemente à espera de ficar irritado com a música de abertura mas nunca fiquei, o que é bom. A coisa mais interessante a mencionar aqui são as cenas que se passam num café do mercado. Nesse café, a série mudava para um tom mais descontraído e calmo, e a música (tocada dentro da anime, num gira discos) mudava de género variando o tom da cena em particular. Definitivamente agradável.

 

Tamako Market  | Pensamentos Finais

Esta talvez tenha sido uma má escolha para começar, porque é simples e não tem muito para dizer. É um exemplo forte da KyoAni no seu melhor, e tem personalidade algo que falta a imensas animes sobre jovens. É o tipo de série que recomendo para depois de um dia cansativo. Algo simples, agradável e fofo para ver.

Tamako Market não está disponível legalmente na Europa, nem para comprar nem para Streaming. Em termos de recomendações alternativas aponto-vos para Bamboo Blade, também uma sériezinha agradável com baldes de personalidade e Chuunibyou Demo Koi Ga Shitai, se procurarem algo um pouco mais romântico.

 

Tamako Market  | Trailer

 

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.