Tokyo Ghoul | Primeiras Impressões

por João Simões
Anime Tokyo Ghoul
Título: Tokyo Ghoul Adaptação: Manga Produtora: Pierrot Géneros: Mistério, Seinen, Drama   Opening - Unravel https://www.youtube.com/watch?v=3C-k_3dcfNY   Enredo A narrativa leva-nos a conhecer um estudante universitário, Kaneki. Este e o seu grande amigo, Hide, conversam à mesa de um café sobre o melhor local para levar alguém num encontro. Ao…

Tokyo Ghoul

Enredo - 7.8
Personagens - 7.5
Produção Visual - 7.8
Banda Sonora - 8

7.8

Potencial

Ponto Fraco: Nada a apontar.

Ponto Forte: Conceito, progressão e ambiente.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 4.7 ( 1 votos)
8

Título: Tokyo Ghoul
Adaptação: Manga
Produtora: Pierrot
Géneros: Mistério, Seinen, Drama

 

Opening – Unravel

https://www.youtube.com/watch?v=3C-k_3dcfNY

 

Enredo

A narrativa leva-nos a conhecer um estudante universitário, Kaneki. Este e o seu grande amigo, Hide, conversam à mesa de um café sobre o melhor local para levar alguém num encontro. Ao longe uma televisão anuncia mais um ataque de Ghouls, no entanto nem ligam muito, como se já fosse algo comum. Após vários diálogos chegam à conclusão que não percebem nada de encontros. Ainda assim Kaneki ganhou corragem e acabou por marcar um encontro com Rize Kamishiro, num restaurante. Após o encontro, Kaneki acompanhou-a a casa, e foi neste momento que Kamishiro revelou a sua verdadeira forma: Ghoul. Esta ataca-o de uma forma violenta e sem qualquer tipo de simpatia. Ataque este, que acaba por mudar todo o rumo da vida de Kaneki.

 

Anime Tokyo Ghoul

 

Neste mundo, as pessoas vivem sobre o medo de serem atacadas numa base diária. Ultimamente os ataques tem sido mais viscerais, violentos e comuns. Esta versão de Tokyo, retrata uma visão de cadeira alimentar um pouco diferente do habitual. No nosso mundo os Humanos encontram-se no topo, mas nesta versão, encontram-se em segundo lugar. A cima deles estão posicionados os seres designados por Ghouls. Estes, são aparentemente humanos (pelo menos na fisionomia), no entanto não conseguem alimentar-se de comida comum, nem sequer absorver os nutrientes que esta fornece. Em alternativa, os Ghouls alimentam-se única e exclusivamente de carne humana.

Ora para que isto funcione, de certa forma, os Ghouls possuem alguma regras entre eles, sendo que acabam por se dividir em grupos e zonas que atacam. Se por acaso um Ghoul, que não pertence a determinada Zona, evadir ou alimentar-se da Zona de outros, será atacado por membros da mesma espécie. Isto faz-nos lembrar um ser do mundo da fantasia, muito recorrente na parte mais ocidental do globo, denominados por Vampiros. O conceito para já é o mesmo, muda é o nome que lhes é atribuído. Ainda assim, não retira de forma alguma o valor narrativo que obra nos apresenta.

 

Tokyo Ghoul Anime

 

Tokyo Ghoul é uma obra que foi criada originalmente para Manga em 2011, estando agora a ser adaptada para Anime. Este primeiro episódio retrata os cinco primeiros capítulos da Manga. Ainda que não seja na sua integra, este primeiro episódio conta-nos imensa história, saltando alguns pontos (uns mais importantes que os outros), mas que para já, não são aspetos cruciais ao ponto de poder mudar o rumo narrativo de forma substancial.

 

Ambiente

Todo o visual está apetitosamente agradável. O character design mantém o seu traço original, não sofrendo quase alterações nenhumas, o que é logo um ponto favor, sendo que é um dos aspetos da obra que salta à vista em ambos os formatos (Manga e Anime). Considerando que ainda não tivemos nenhum momento para testar o clímax da animação, podemos já observar que é irrevogavelmente uma produção a cima da média, tanto nos momentos de maior ação, como em movimentos mais básicos. Esperemos que não seja algo que se torne inconstante, o que por vezes é um ponto negativo dos estúdios Pierrot.

 

Tokyo Ghoul

 

Os aspetos mais fortes encontram-se na realização, coloração e composição da obra. A coloração muda radicalmente conforme a carga dramática. Esta boa gestão do ambiente aliada à magnifica composição e realização dos momentos da obra, criaram uma maior intensidade e imersão narrativa.

Quanto a adaptação do ambiente em si da Manga para o Anime, foi feito um excelente trabalho, visto que na Manga os momentos mais agressivos são modificados para um traço mais carregado, mais negro, muito mais forte. Ora, este tipo de elemento não é facilmente colocado em Animação, contudo, não falharam em cumprir o objetivo recorrendo aos restantes elementos que animação oferece: coloração, banda sonora e interpretação dos seiyuu.

A banda sonora é baseada em composições com orquestra, o que por sua vez assenta que nem uma luva nos momentos mais violentos e mais intensos. Tendo isto em conta, não existe nada de negativo a apontar sobre este departamento.

 

Tokyo Ghoul

 

Manga Tokyo Ghoul

 

Tokyo Ghoul | Potencial

A obra mostrou uma boa adaptação e uma boa concretização neste primeiro episódio, tanto a níveis narrativos como em aspetos mais técnicos. Dito isto, é sem dúvida uma obra que devem continuar a assistir, no caso de terem gostado deste primeiro episódio.

Se não diminuir o nível nos próximos episódios, Tokyo Ghoul tem tudo para ser uma das obras com mais potencial desta temporada!

 

[youtube width=”560″ height=”315″ video_id=”DIYAuliiYBk”]

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.