TOP 10 Openings Anime 2020 | Pedro Costa

por Pedro Costa
TOP 10 Openings Anime 2020 | Pedro Costa

Um novo ano aproxima-se e acho que falo por todos quando digo que bem precisamos que 2020 termine e dê lugar a um 2021 bem diferente…

Como já é tradição, com o final do ano chega também a altura de fazer os viciantes TOPs anuais. E, dado este estranho, estranho ano, nem consegui esperar que findasse e decidi lançar mais cedo o TOP 10 Openings Anime 2020.

Como me farto de pregar há já 4 anos, a escolha nunca é fácil e mesmo com uma temporada de verão truncada, ter de filtrar um TOP por entre mais de 150 openings é dose. Mas, incrivelmente, nunca defini o meu TOP 7 tão depressa! As restantes três entradas e as menções honrosas é que me deram [boas] dores de cabeça.

Mas está longe de ser a minha cruz e é um peso que carrego com todo o gosto, porque, e para quem não sabe, eu adoro música japonesa, ainda para mais quando associada a uma sequência animada virtuosa ou a uma obra que me toca particularmente.

Mas esta adoração acarreta um problema: sou muito picuinhas no que toca a openingsendings! Não espero que tenham as mesmas escolhas que eu, e embora pudesse alegar “gosto pessoal”, partilhar o TOP e “siga”, vou novamente tentar explicar o porquê de cada entrada na minha lista de 2020!

 

Sendo assim, recostem-se, ajustem os headphones ou colunas, e desfrutem dos momentos musicais e visuais que aqui vou proporcionar e deliciem-se com a minha pessoa a contorcer-se para explicar porque X está em 9º, levando a que o Y ficasse em 10º!

 

O meu nome é Pedro Costa e este é meu Top 10 Openings Anime de 2020 (e 5 Menções Honrosas). Desfrutem!

 

Menções Honrosas:

Sem ordenação!

 

Eizouken ni wa Te wo Dasu na! (OP) – “Easy Breezy” por chelmico

A única coisa que verdadeiramente falta para este opening entrar no TOP 10 é eu assistir ao anime. Eizouken ni wa Te wo Dasu na! está na minha lista mais imediata de séries a ver e, dado o que já sei da obra e opinião de pessoas que valorizo muito, sei que me encherá todas as medidas. Contudo, mesmo tendo um tema bem cool e visual vibrante, sinto que a minha “futura” ligação ao anime está mesmo em falta para o elevar à lista final.

 

Ahiru no Sora (OP2) – “Never Mind” por flumpool

Mais um na short list de anime a ver e novamente em destaque neste artigo anual. O ano passado ficou nas menções honrosas com o seu primeiro opening interpretado pelos the pillows. Este ano é o tema dos flumpool que me recorda que tenho que ver Ahiru no Sora. Sem ter visto nada ainda, o visual dos openings dá-me sempre a sensação de que a história “desportiva” se aproxima das que mais gosto, e sinto que há narrativa inserida nas suas aberturas. O que falta para um maior destaque é o mesmo que disse sobre Eizouken: TENHO QUE VER O ANIME! (ou ler o manga…)

 

Fushigi Dagashiya: Zenitendou (OP) – “Kisoutengai Fushigi wo Douzo” por Emi Noda

Não minto, muito provavelmente não irei assistir a Fushigi Dagashiya: Zenitendou. Ainda assim, o desejo flutuou pela minha mente durante algum tempo por dois motivos. Primeiro, a premissa que faz lembrar um dos primeiros anime que vi na vida, Petshop of Horrors. Segundo, e mais importante, este opening. Adoro o estilo musical (não será o único do género neste artigo) e adorei a vertente creepy com fantoches de papel da sua componente visual. Posso nunca vir a assistir à série, mas do opening nunca mais me vou esquecer.

 

Ginga Eiyuu Densetsu: Die Neue These (Retransmissão televisiva) (OP1) – “CRY” por SawanoHiroyuki[nZk]:mizuki

Esta menção quebra uma das minhas regras auto-impostas no que toca a reconhecimento e apreciação de qualquer forma artística. O opening não está aqui necessariamente pelo tema ou anime em si, mas porque a colaboração que originou a música já merece destaque da minha parte a algum tempo e eu não lhe dediquei ainda um artigo apropriado. Mas não me interpretem mal, tenciono ver e apreciar todo o esplendor da odisseia que é Ginga Eiyuu Densetsu, mas o que me chamou a atenção foi o tema concebido pelo fantástico compositor Hiroyuki Sawano e interpretado por mizuki.

(PS: Se quiserem conhecer mais temas do compositor em colaboração com vários outros intérpretes, revisitem o primeiro OP de Owari no Seraph e os dois OP de Re:Creators, por exemplo.)

 

 BNA (OP) – “Ready to” por Michiru Kagemori (Sumire Morohoshi)

Finalmente algo que conjuga bem os elementos visuais e sonoros. O tema é divertido embora não único e os visuais neon chamam por mim como se eu fosse uma mosca. Neon me, b**tch! A narrativa interessa-me, a equipa por detrás cativa-me, mas ainda não o vi… E, tal como referi acima, sem essa ligação, torna-se complicado entrar na lista final.

 


Daqui em diante cada posição tem uma justificação mais fundamentada e estou confiante de que fiz uma selecção ideal para este ano. Seja por um tema musical que me marcou, seja por visuais únicos, a combinação de ambos ou algo mais, cada um neste TOP é de alguma forma especial para mim e espero passar-vos isso.

Vamos lá!


 

TOP 10 Openings Anime 2020 – Pedro Costa

 

#10 Digimon Adventure (2020) (OP1)- “Mikakunin Hikousen” por Takayoshi Tanimoto

Longe de ser o ultra nostálgico que assistimos em Portugal e muito longe de ter o fantástico “Butterfly” do falecido Kouji Wada, este opening da mais recente versão de Digimon não deixa de ter força. Com uma música em estilo que evoca o grande tema original, e visuais claramente talhados para 2020, mas que não esquecem clássicos designs com os quais várias gerações cresceram, Digimon Adventure: agracia-nos com uma sequência que evoca simultaneamente uma profunda nostalgia e um vento de mudança.

 

 

#9 The God of High School (OP1) – “Contradiction” por KSUKE feat. Tyler Carter

E o prémio Earworm 2020 vai para… The God of High School. Podia-me ficar pelo Neon me b**tch! x2, ou pela sequência animada dar grande hype, e colocar este opening nas menções honrosas. Mas o raio da música fica na cabeça e, em conjugação com o visual que já referi, cria a receita perfeita para um OP marcante e um claro destaque [neon] neste ano cinzento.

 

 

#8 Kitsutsuki Tanteidokoro (OP)- “Honjitsu mo Makoto ni Hare Tenya” por Makoto Furukawa

Ainda que não tenha elementos visuais de cuspir para o lado, muito pelo contrário até, este opening apresenta pouco storytelling para alguém como eu que ainda não viu o anime e se calhar não tem curiosidade em ver. Mas, tal acaba por não importar muito quando o tema musical é tão a minha jam. Fiz alusão a isto na menção honrosa de Fushigi Dagashiya: Zenitendou e aqui expando. Adoro este tipo de música, o tema completo é ainda mais fixe e isso deu-lhe o “bocadinho” que precisava para entrar aqui, mas nunca mais perto do número 1 que isto!

 

 


Antes de continuares a ver esta maravilhosa lista, já conheces a nossa loja!? Não?

Clica na imagem abaixo para ver mais 🙂

Para mais informações podes contactar-nos através do Facebook da Loja ptAnime ou via mail através [email protected]!

Lista Anime Primavera 2019


 

 

TOP 10 Openings Anime 2020 – TOP 7

 

Chegámos ao TOP7!

Como falei na introdução, nunca decidi entradas num TOP tão rápido como as que se seguem! E atenção, estes openings são todos eles brilhantes à sua maneira, mas, ainda assim, tiveram que ser ordenados e nem aí tive qualquer dúvida.

Acho mesmo que estes OP falam por si por isso, abaixo de cada um deles, permitam-me alguma irracionalidade e fanatismo nos comentários!

 

 

#7 Kakushigoto (OP)- “Chiisana Hibi” por flumpool

Este é último opening do TOP proveniente de um anime ao qual ainda não assisti. Mas, mas… Vou assistir! Recomendações à parte, este opening é o cocktail perfeito que resulta de um excelente tema musical – flumpool novamente (já ando com eles debaixo de olho desde que fizeram o OP de “Ajin”) – visual estonteante e elementos narrativos que me fazem agarrar no cacau quente e numa manta e fazer binge de Kakushigoto.

Por estes motivos, tinha que fazer parte do meu TOP do ano!

 

 

#6 Golden Kamuy S3 (OP1)- “Grey” por FOMARE

Golden Kamuy continua a acertar no alvo no que toca aos opening (e não só). A série continua a ser uma pérola que vejo com a maior alegria e adrenalina e, quase de certeza, vou ler o manga. A obra de Satoru Noda merece da minha parte um enorme destaque e espero em 2021 escrever algo que demonstre isso. Mas, voltando ao elemento em questão, este OP é perfeito para Golden Kamuy e, seguindo o legado de “Winding Road” pelos MAN WITH A MISSION e “Reimei” por Sayuri com os MY FIRST STORY, “Grey” pelos FOMARE é mais uma canção fire! Este tema musical envolve uma sequência animada repleta de detalhes narrativos que, para quem está a par da história, são puro mel.

 

 

#5 Dorohedoro (OP)- “Welcome to Chaos” por (K)NoW_NAME

Não vi tanto anime de 2020 quanto gostaria mas, sinceramente, tirando as séries que aqui referi estarem na minha lista, poucas me chamaram à atenção. Ainda assim, e se me permitem o possível exagero, considero Dorohedorohidden gem deste ano. Se estiver enganado e o anime for mais apreciado do que penso, melhor. Mas para mim foi uma surpresa o quanto gostei da série e mal posso esperar pela sua continuação (MAPPA larga Attack on Titan e trata mas é da 2.ª temporada de Dorehodoro). Mas, se por algum motivo não tivermos acesso a mais episódios, vou agarrar no manga, nos meus earphones, som no máximo e ler tudo de lés a lés com este opening e todos os endings como banda sonora.

Há temas aqui neste TOP que adoro mais que este, mas nenhum me mete em modo full headbanger como o refrão deste tema dos (K)NoW_NAME (que também fizeram todos os ED). O título da canção diz tudo! E, mesmo que não haja muito storyterling presente, a insanidade neon em conjugação com a Nikaido a fazer os maravilhosos gyoza que o Kaiman adora, de alguma forma capturam a essência do mundo e história de Dorehodoro. Adoro este opening por me fazer vibrar, por me fazer lembrar do que já vi e quero ver, e por parecer um programa do 24Kitchen mergulhado em ácidos.

 

#4 Haikyuu!!: To the Top (OP1)- “Phoenix” por BURNOUT SYNDROMES

Se têm seguido os meus TOPs nos últimos anos, com certeza que contavam com este opening aqui (como se fosse expectável que se lembrassem xD). Por um lado temos Haikyuu!!, obra que dispensa apresentações e elogios. Trata-se de um anime que é tudo, desde motivacional e tocante, a excitante e hilariante, e que até à data recebeu openings a essa altura. Por outro lado temos os BURNOUT SYNDROMES, a qual, que eu saiba, ainda não fez nada para anime que não seja fantástico. Particularmente com Haikyuu, a banda parece ter criado uma parceria imbatível que não para de elevar a fasquia.

Adoro esta canção, “PHOENIX”, e é ela que ajuda o opening a ficar à frende do de Dorohedoro, já que visualmente não acho este OP tão “no ponto” como os que o precederam. Não deixa de ser muito bom e ter bons momentos narrativos, mas sobretudo do meio do refrão até ao final, sinto que falta algo mais… Mas isto já sou eu a ser picuinhas. xD

 

 

#3 Enen no Shouboutai (Fire Force) – 2.ª Temporada (OP1)- “SPARK-AGAIN” por Aimer

No ano passado, coloquei o 1.º OP de Enen no Shouboutai, “INFERNO” dos Mrs. GREEN APPLE, na 10.ª posição do meu TOP. Na altura disse que apesar de um fantástico tema e excelente execução visual, pecava muito na união entre som e estética e isso impossibilitou que escalasse na minha lista do ano.

Em 2020, o anime voltou em força, não só narrativamente, como em escolha de opening. A chegada da Aimer para o interpretar é mais que bem-vinda e, para acompanhar a essência que ela traz, a equipa de produção fez uma sequência animada ao nível do que eu ansiava desde que vi e falei sobre o 1.º opening. Desde que a música arranca, a todo o gás, que a animação segue no seu encalço, quase em constante desafio com a melodia e a voz de Aimer. Até mesmo os segmentos “quase obrigatórios” de OP shonen – como relembrar as personagens do arc – ocorrem sucintamente para que rapidamente se volte à animação que a música pede.

Uma vitória completa que me deixa cheio de vontade de engolir a temporada de uma só vez!

 

 

#2 Jujutsu Kaisen (OP1)- “Kaikai Kitan” por Eve

Tal como em 2019, só circunstâncias muito muito particulares não colocam o opening do recém-chegado Jujutsu Kaisen na 1.ª posição. Há mais de ano e meio que acompanho o manga e, claro, o anúncio da sua adaptação anime deixou-me nervosamente, durante meses, à espera de toda e qualquer informação sobre esta. Cada detalhe revelado me deixou mais expectante com o resultado final – expectativa que até está a ser superada e vocês ainda não viram nada. Mas, mesmo assim, antes da chegada dos primeiros episódios aquilo que mais feliz e aliciado me deixou foi a escolha de Eve para interpretar o tema opening.

Há muito que o sigo e vê-lo associado a uma das minhas obras favoritas dos últimos anos foi um presente antecipado. Eve nunca desaponta e dá vida a todas as suas canções, as quais são geralmente acompanhadas por MVs animados à medida. Aqui não foi excepção, “Kaikai Kitan” é um tema magnífico, sendo a versão completa ainda mais espectacular. E, muito provavelmente estimulados pela força da sua música, os animadores arregaçaram as mangas e de que maneira. Fenomenal sequência animada que, de mãos dadas com a poderosa canção, dão o mote ideal para uma obra que sem dúvida se tornará numa das favoritas de muitos.

 

#1 Black Clover (OP10)- “Black Catcher” por Vickeblanka

É um bocado batota, mas mesmo sem ouvir qualquer dos outros openings de 2020, já tinha definido em janeiro que este seria o OP de 2020! E não estava enganado. Jujutsu Kaisen ficou perto, mas acabou de chegar e a sua história ainda vai crescer. Talvez em 2021 a conversa seja outra, mas pela sua força narrativa, decisão estética de como a retratar e tema musical incrível, só este OP podia ser o número 1!

Anteriormente escrevi sobre como os openings de Black Clover são todos bons ou fantásticos e este é o mais fantástico de todos. Mas, indo por partes:

♠ Música – Este é o segundo tema que o cantor compositor e pianista Vickelanka “empresta” a Black Clover, tendo o primeiro, “Black Rover” (3.º OP), sido por mim escolhido como o melhor do anime (até à data) e uma das razões que me levou a começar a vê-lo. “Black Catcher” é ainda mais especial, conseguindo passar de lúgubre a um sinal de esperança com uma fluidez de tal forma natural que confere ao tema um audível arc narrativo.

 

♠ Visual e Storytelling – Mesmo sem qualquer conhecimento da narrativa até aqui, o visual combinado com a canção é notoriamente impactante (testei com pessoas que não viram o anime). Ter tudo a preto e branco, apenas com alguns detalhes a vermelho foi a decisão perfeita para fazer um opening que cobre os episódios finais de uma saga absolutamente imperdível que se iniciou, praticamente, no começo da obra. E, se tiverem esse conhecimento, o OP eleva a já aparente beleza visual e sonora a um patamar singular.

 

 


E eis que termina mais uma longa jornada pelos openings que pautaram o ano anime.

Com certeza não concordarão comigo nalgumas das minhas escolhas, ou na ordem. Isso não importa. Espero que se tenham divertido e me digam agora quais as vossas escolhas. 😀

Para o ano há mais e que além de escolhas difíceis, 2021 traga uma magia bem diferente da negra que se abateu sobre nós em 2020.

Até à próxima!


 

 

1 comentário


Também deverás gostar de

1 comentário

Leandro santos 9 Janeiro, 2021 - 14:45

não vi todos os animes deste top , mas aproveitei agora para ver estes op e adorei todos, mas os meus favoritos são o de jujutsu, Fire force, god of high school mas dorohedoro deve ser mesmo o meu favorito

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.