TOP Openings de Anime Shonen Jump Vistos | Pedro Costa

por Pedro Costa
TOP Openings de Anime Shonen Jump Vistos

AVISO: Evitei ao máximo os SPOILERS, mas a falar do coração há certas coisas que não se evitam. Alguns dos textos poderão conter ligeiros spoilers envelhecidos no caso de ainda não terem visto as séries presentes.


 

Olá o meu nome é Pedro e… sou viciado em temas musicais anime. Claramente tenho um problema, visto que este é o meu quarto TOP pessoal a abordar o tema.

Cá para mim só fazes isto porque são artigos mas fáceis de escrever pois é só por o link do vídeo!

25% verdade, voz do além. Contudo 75% são pela legitima paixão que nutro pelas músicas que servem de capa e contracapa aos nossos amados anime.

Acredito piamente que openingsendingsinserts ou os puros momentos de banda sonora que permeiam as obras, funcionam como verdadeiros gatilhos que, mesmo que anos passem desde que vimos o anime pela última vez, ao serem ouvidos nos transportam imediatamente para essa feliz recordação.

Posto isto, e visto que a introdução já vai longa, para tentar mitigar os 25% que o Casper referiu, decidi aumentar o grau de exigência e dificuldade na criação deste novo TOP:

  • Openings advêm única e exclusivamente de adaptações anime de obras da Shonen Jump.
  • Só podem pertencer a anime que eu tenha visto completamente, ou que tenha visto pelo menos durante o uso do opening em questão.
  • Posso listar por ordem ou não, mas vou tentar sempre justificar a minha escolha em detrimento de outras, ou simplesmente o porquê desse opening me ter marcado.
  • opening tem que ser o original em japonês!

Podia ser um tiro no pé um opening com esta temática, mas na verdade são dois porque:

  • Esta revista da Shueisha tem mais adaptações que as mortes combinadas do Krillin e do Kenny. Contudo, como uma ligeira ajuda, vou separar os openings pelas décadas de lançamento das obras originais – 80s, 90s, 00s e 2010s!
  • Além de já ter visto a minha quota parte, o arrepiar na espinha com certos openings varia de fase para fase na minha vida e eu já sei que quando inevitavelmente revisitar este artigo mais tarde, vou aperceber-me que cometi algumas atrocidades imperdoáveis. Oh well…

 

Apertem os cintos de segurança, divirtam-se, desfrutem das escolhas, comecem a pensar nos comentários que vão escrever a dizer-me o quão certo ou errado estou, porque aqui vamos nós!

 

TOP Openings de Anime Shonen Jump Vistos | Pedro Costa

 

Anos 80:

 

#4 – Saint Seiya [Início do manga: 1985] – Opening #1 – “Pegasus Fantasy” por MAKE-UP

O primeiro opening a ser listado aqui tem um entrave que alguns outros que vou apresentar partilham: eu vi o anime quando era mais novo e com um opening totalmente diferente ou, pelo menos, dobrado para outra língua.

Eu vi Saint Seiya com o estranho opening Português, que ficou preso na minha tola, tendo apenas muito mais tarde descoberto esta poderosa abertura com uma canção incrível que só me faz lembrar os Galneryus. 

 

 

#3 – Dragon Ball Z [Início do manga: 1984] – Opening #1 – “Cha-La Head-Cha-La” por Hironobu Kageyama

Na década de 80 e estou logo tramado na ordenação. Os openings estão bem próximos uns dos outros, mas eu disse que ia tentar diferenciar. Bom, a 3ª posição aqui não é de todo um demérito. É consequência do timing, já que só descobri a versão original deste opening muito mais tarde e durante a minha infância/adolescência ouvia o “eternamente repetitivo” opening português.

 

 

#2 – JoJo’s Bizarre Adventure Part 3: Stardust Crusaders [Início desta parte do manga: 1989] – Opening #1 – “STAND PROUD” por Jin Hashimoto

Tive uns minutos de dúvida entre este opening e o da Part 2: Battle Tendency. “STAND PROUD” foi o eleito maioritariamente por 3 motivos:

  • A música é demasiado awesome para não ser destacada;
  • Presta uma linda homenagem às duas partes que a precedem ao incluir, num belo crescendo da música, um momento com Jonathan Joestar e outro com Joseph Joestar (enquanto jovem e ainda por cima a atar a icónica fita de Caesar A. Zeppeli), trisavô e avô, respetivamente, de Jotaro Kujo;
  • “Aquele momento quando”, na sequência final do opening, os primeiros socos da Ora Ora Rush de Star Platinum estão em perfeita sintonia com a batida do tema musical!

 

 

#1 – Captain Tsubasa J [Início do manga: 1981] – Opening #1 – “Fighting!” por Face Free

Incontornável escolha. Ouvi-a demasiadas vezes, sobretudo porque acho o tema altamente motivador e cheio de esperança. Gosto da animação tanto do anime em si, como do opening e, associado a isto, é de longe a minha versão favorita de Captain Tsubasa e a qual gosto sempre de revisitar.

 

 

Anos 90:

Esta década tem logo vários problemas à cabeça, além de serem mais obras, algumas destas têm vários openings dignos de destaque. Por isso, além de ter que recorrer a hipnose regressiva para tentar trazer ao de cima o fundamento da minha escolha, algumas entradas terão direito a menção honrosa.

 

#8 – Yu-Gi-Oh! [Início do manga: 1996] – Opening #1 – “Voice” por CLOUD

Outra entrada que sofre pela circunstância e não pelo valor do tema. O tema original japonês é badass, mas cresci a ouvir o tema inglês e é esse que não me sai da cabeça, então, em boa consciência não seria capaz “rankear” o opening com base no tema que mais ouvi, já que estou a listar todos com base no seu opening original.

 

 

#7 – Shaman King [Início do manga: 1998] – Opening #1 – “Over soul” por Megumi Hayashibara

Previamente destaquei este opening no meu TOP Anime Openings Que a Memória Preservou. Na altura, destaquei a versão portuguesa do opening a qual, felizmente ao contrário de Dragon Ball Z, manteve a música original que aqui apresento, mudando apenas a letra para português.

 

 

#6 – Hunter x Hunter (2011) [Início do manga: 1998] – Opening #1 Versão #6 – “departure!” por Ono Masatoshi

Este opening não fica mais acima na lista porque, apesar de “departure!” ser um tema bem sólido, é o mesmo durante todos os episódios, mudando apenas o visual consoante o arc. Mesmo assim, coloquei acima de Shaman King, porque esta “versão” do opening relembra-me uma das partes que pessoalmente mais adoro da adaptação – tudo o que o Killua faz para salvar Gon, Gon ver finalmente o pai e, acima de tudo, a introdução de Alluka Zoldyck, que foi uma personagem que adorei conceptualmente e é essencial a este último arc e aos momentos que referi!

 

 

#5 – Prince of Tennis [Início do manga: 1999] – Opening #8 – “Dream Believer” por Osami Masaki

Agora começam as escolhas difíceis da década! Tantas vezes cantei este tema a caminho de casa. O opening em si tem a melhor animação de qualquer outro usado da série e foca-se no fatídico duelo final da adaptação original: Echizen Ryouma vs Tezuka Kunimitsu.

 

 

#4 – Slam Dunk [Início do manga: 1990] – Opening #2 – “Zettai ni Daremo” por ZYYG

De um dos meus anime de eleição, proveniente de um manga da autoria de um dos meus artistas manga favoritos, esta adaptação tinha que estar representada. A sequência de animação do primeiro opening é icónica e fantástica, mas overall, este opening is “the sh**”. O tema é mais portentoso e o que o visual evoca é mais significativo que o primeiro opening, já que destaca o “crescido” Hanamichi!

 

 

#3 – Rurouni Kenshin [Início do manga: 1994] – Opening #1 – “Sobakasu” por JUDY AND MARY

Aqui tive o problema inverso de SLAM DUNK. Adoro o segundo opening (vão ouvi-lo – “½” por Makoto Kawamoto), adoro os visuais, a música e a inclusão da minha segunda personagem favorita da obra, Aoshi Shinomori. Contudo, em termos de tema musical em si, este que aqui apresento é igualmente forte, senão mesmo mais forte ainda graças à fantástica sequência no refrão! Fica para sempre e para sempre me dará a vontade de o cantar a plenos pulmões.

 

 

Entramos agora na parte mais sentimental da década com as últimas duas escolhas! You’ve been warned…

 

#2 – Naruto Shippuuden [Início do manga: 1999] – Opening #6 – “Sign” por FLOW

O melhor opening de “Naruto”, mas DE LONGE! A justificação podia ser muito longa mas atalha logo um monte de auto-psicanálise ao dizer: Jiraya e Itachi são as minhas personagens favoritas da obra. Acho que tendo isto em conta, a escolha do opening fala por si. É awesome e parte-me o coração e é awesome.

Menções Honrosas:

  • Opening #4 da série original – “GO!!!” por FLOW – Hey, os FLOW novamente! Esta música é muito fun, deixa-me sempre bem disposto, tem hype e tem a primeira aparição do Jiraya e do Itachi!
  • Opening #12 do Shippuuden – “Moshimo” por Daisuke – A música é muito fixe mas vale sobretudo por dois momentos: a sequência do Killer Bee contra o Minato que culmina naquela suave transição para o “bro fist” entre o Bee e o A; a sequência do Gaara que precede o refrão!

 

 

#1 – One Piece [Início do manga: 1997] – Opening #14 – “Fight Together” por Namie Amuro

ACE, ACE, ACE! Sim sou altamente parcial, mas a musica é super emotiva e deixa-me sempre com as lágrimas nos olhos. Vem numa altura super crucial da obra e por isso aquele refrão mata-me… Sobretudo pelo Ace, mas também pelo Sabo o qual, não esqueçamos, ainda “estava morto”. Ver os três irmãos juntos, cheios de sonhos enquanto a música diz “Não se esqueçam, lutamos juntos”, é de deixar uma pessoa um caco autêntico! 

Já para não falar nas sequências seguintes que nos recordam como Luffy “salvou” os seus companheiros, culminando com o Ace a impelir o seu irmão mais novo para o futuro…

Fantástico!!!

 

 

Anos 00s:

 

#8 – Nurarihyon no Mago [Início do manga: 2008] – Opening #1 – “Fast Forward” por Monkey Majik

MAKES ME FEEL doko kara ka…

Infelizmente, tirando o visual do protagonista, a Yuki Onna e aquele bocadinho do refrão que citei acima, mal me lembro do que vi deste anime. O tema opening em si, é catchy.

Talvez um dia revisite o anime e o veja até ao fim!

 

 

#7 – D.Gray-man [Início do manga: 2004] – Opening #1 – “INNOCENT SORROW” por abingdon boys school

Um caso semelhante ao de “Nurarihyon no Mago” mas neste caso, vi mais episódios, as personagens são mais marcantes, nem me lembro porque parei de ver, agora que penso nisso… e ah, o tema dos abingdon boys school é muito melhor que da posição anterior.

 

 

#6 – Katekyo Hitman Reborn [Início do manga: 2004] – Opening #2 – “BOYS & GIRLS” por LM.C

Tive sérias dúvidas entre optar por este segundo opening ou pelo terceiro, “Dive To World” por CHERRYBLOSSOM. Acabei por escolher o tema dos LM.C porque, apesar de não ser tão ao mesmo gosto quando comparado com o do terceiro opening, é muito bom e faz parelha com imagens que melhor representam o anime. O terceiro teria o visual ideal, não fosse ser claramente notório que quem fez o opening se esqueceu do Yamamoto e o “colou a cuspo” mesmo antes do fim da abertura. “For shame, sir. For shame!”

PS: Provavelmente o que também ajudou este opening #2 a agarrar o lugar foi o facto de ser a colina onde plantei a minha bandeira no jogo Osu!, tendo conseguido um SS!

 

 

#5 – Eyeshield 21 [Início do manga: 2002] – Opening #1 – “Breakthrough” por Coming Century

Com o título e energia perfeita para a obra a qual dá entrada, este opening deixa-me sempre hyped para rever a saga de Sena e dos Deimon Devil Bats. É animado, é cinético e é muito fun!

Novamente, a entrada perfeita para quem inicia a sua caminhada nesta série.

 

 

#4 – Death Note [Início do manga: 2003] – Opening #1 – “the WORLD” por Nightmare

Se estivéssemos a falar dos endings e openings, a escolha seria muito mais difícil. Já agora, se esse fosse o caso, a ordem do melhor para o menos bom seria: ending #1 > ending #2 > opening #1 > opening #2!

Mesmo que prefira “Alumina”, este tema dos Nightmare é awesome e dá o mote perfeito para nos transportar para o mundo, “pun intented”, dos Shinigami, Light, L e mortes, tantas mortes.

Um dos primeiros anime da minha adolescência, o qual me marcou profundamente e desencadeou o meu regresso ao mundo anime.

 

 

#3 – Kuroko no Basket [Início do manga: 2008] – Terceira Temporada Opening #2 – “ZERO” por Kensho Ono

Os GRANRODEO que me perdoem, mas só havia verdadeiramente uma hipótese quando parei realmente para pensar sobre os openings de Kuroko. Sim, em termos de música, “The Other Self” pelos GRANRODEO, leva o bolo para casa.

Mas, para além do tema de Kensho Ono não ficar muito atrás, este opening tem vários outros elementos que para mim o elevam acima de qualquer outro. Vamos contá-los:

  1. Mais Akashi do que qualquer outro opening e ‘by gosh’, eu adoro o Akashi Seijurou.
  2. Sem Kagami. Logo por aí, perfeito!
  3. O Kuroko entra em campo substituindo o Kise, logo perfeito x2!
  4. Além de mostrar vislumbres da relação entres os membros da Generation of Miracles, em especial do Kuroko como Aomine, o opening termina com um “fist bump” entre “A VERDADEIRA LUZ E SOMBRA” do basquetebol.

 

 

#2 – BLEACH [Início do manga: 2001] – Opening #13 – “Ranbu no Melody” por SID

BLEACH tem vários outros openings com temas catchy e/ou visuais interessantes (ex: OP#6 e OP#10), mas este eleva a barra a um nível completamente diferente.

Como “opening final” da adaptação anime – sim, eu ignoro completamente que a obra prosseguiu para aquela tentativa de arc que levou ao cancelamento da série – este reúne a animação mais incrível com um tema musical arrebatador. Os SID têm um jeitinho especial para fazer temas icónicos, tendo deixado a sua marca em Kuroshitsuji e Magi, e aqui mostraram mais uma vez a sua capacidade ao comporem uma música fantástico.

 

 

#1 – Bakuman. 2nd Season [Início do manga: 2008] – Opening #1 – “Dream of Life” por Shohei Itou

O anime é um dos meus absolutos favoritos de sempre, o manga é o meu EMERGENCY BUTTON e este opening toca-me nos botões todos – menos no de emergência!

Para ser mesmo picuinhas, prefiro a segunda versão do opening na qual, em vez de aparecer o Takagi a encontrar-se com a Iwase, mostra o casamento do Takagi com a Miyoshi.

Adoro o opening, ouço várias vezes como um ‘pick me up’ e recordo-me sempre da altura em que fiz ‘binge watching’ do anime.

 

 

Anos 2010s:

 

#5 – Ansatsu Kyoushitsu [Início do manga: 2012] – Opening #2 – “Jiriki Hongan Revolution” by 3-nen E-gumi Utatan

Adoro o manga, adquiri e li todo os volumes avidamente, adorei a primeira temporada, analisei e ainda tenho que ver a segunda, que ando a adiar por motivos óbvios se conhecem a história.

Olhando para a primeira temporada, este segundo opening é claramente melhor, com um ritmo cheio de energia e uma letra bem fixe se perderem o tempo de ver a sua tradução.

Uma abertura muito divertida para uma obra que é tão mais que isso!


Ansatsu Kyoushitsu | Análise


 

 

#4 – Shokugeki no Soma [Início do manga: 2012] – Opening #1 – “Kibou no Uta” por ULTRA TOWER

Apesar de toda a “SH**” em que se tornou, continua a ser uma das minhas obras favoritas. É culinária gente, tenho coração mole para coisas assim por motivos pessoais.

E, embora o manga tenha acabado para mim no volume #30, ainda me lembro da emoção que senti quando anunciaram a adaptação anime e dos pêlos eriçados quando vi os primeiros vídeos promocionais que antecipavam o anime e este mesmo tema opening dos ULTRA TOWER.

Gosto muito também do opening em termos visuais, sobretudo porque contém o meu segundo momento favorito do manga, “a preparação das Soufflé Omelette de Soma no desafio dos ovos”.


Desisto de Shokugeki no Soma – Um Pedro No Sapato


 

 

#3 – Yakusoku no Neverland [Início do manga: 2016] – Opening #1 – “Touch Off” por UVERworld

A obra mais novinha desta lista começou logo com o pé direito com este opening.

Sou fã dos UVERworld desde que fizeram o opening #2 de BLEACH e, apesar de terem deixado “cair a bola” com o opening que fizeram para Boku no Hero Academia, “Touch Off” é um tema muito bom, com um belo e energético instrumental a acompanhar boas imagens que têm trabalho de edição “na mouche”.


Yakusoku no Neverland – Opiniões Semanais


 

 

#2 – Boku no Hero Academia [Início do manga: 2014] – Segunda Temporada Opening #1 – “Peace Sign” por Kenshi Yonezu

Infelizmente, e na minha opinião, Boku no Hero Academia não tem uma competição aguerrida no que toca a openings. Este por Kenshi Yonezu está bem, bem acima dos outros.

Gosto do primeiro, “The Day” pelos Porno Graffitti, mas não chega perto deste segundo. Os outros, não gostei de todo, e apesar de terem imagens altamente, a música não faz nada justiça à obra, sobretudo o tema dos UVERworld, com os quais fiquei profundamente desapontado.

Ainda assim, gosto imenso deste opening o qual, senão me engano, foi o meu favorito de 2017! Quanto à obra em si…. PLUS ULTRA!


TOP 10 Openings Anime 2017 | Pedro Costa


 

 

#1 – Haikyuu!! [Início do manga: 2012] – Opening #2 – “Ah Yeah!!” por Sukima Switch

Haikyuu!!, que é até à data o meu anime favorito de desporto e uma das obras que mais alegria me dá, sofre precisamente da doença oposta de Boku no Hero.

Todos os 5 openings são fantásticos e foi realmente difícil escolher aquele que mais me chama e que representa para mim o core da minha adoração pelo anime.

O tema dos Sukima Switch consegue mesmo fazer-nos gritar ‘Ah Yeah!!’ tal como pede o título e o refrão da canção. Dinâmico e carregado de esperança e boas energias, esta é uma canção para ouvir em qualquer altura.

Em termos visuais, irrepreensível, seja na captura de momentos, nas transições e sobretudo em dois detalhes que, em última instância, fizeram este opening destacar-se para mim:

  • O refrão “abre” com o famoso serviço do assombroso Oikawa;
  • Tem, para mim, o melhor spike do Hinata, e quase me apetece mandar aquele berro que ele e o Tobio dão depois do ponto.

 


Top 10 Animes de Desporto até 2016 | Pedro Costa


 

 

Ei, chegámos ao fim! Acho que consegui responder ao desafio que propus a mim mesmo.

Mas agora quero saber a vossa opinião. Com certeza viram mais adaptações anime de obras da Shonen Jump para além das que coloquei aqui, ou mesmo dentro destas, as vossas escolhas de opening podem ser outras.

Digam-me as vossas escolhas nos comentários!

 

 


Já conheces a nossa loja!? Não?

Clica na imagem abaixo para ver mais. 🙂

Para mais informações podes contactar-nos através do Facebook da Loja ptAnime ou via mail através geral@loja-ptanime.com!


 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.