Tóquio – Guia do Gaijin para o Japão

11 Agosto, 2017  Por Inês Marques
0


Capital do Japão, Tóquio (東京 Tōkyō) é a metrópole mais populosa do mundo com mais de 13,6 milhões de habitantes. É uma das prefeituras deste país e tem 23 municípios centrais, além de outras cidades e vilas a oeste. (traduzido e adaptado de Japan Guide).

 

– Bairros –

Akihabara

Tóquio - Guia do Gaijin para o Japão

Akihabara à noite.

 

Local que entre a comunidade otaku dispensa apresentações, Akihabara (秋葉原) é um bairro onde se concentram lojas de eletrónica, de manga, de anime e de jogos, além dos famosos maid cafés e Netcafés. Algumas lojas sobre as quais já falámos neste Guia encontram-se também em Akihabara, como a Mandarake e a Don Quijote.

Como chegar: Comboio JR ou metro – Estação de Akihabara.

 

Asakusa

Tóquio - Guia do Gaijin para o Japão

O portão Kaminari (kaminarimon), antes de chegar ao Senso-ji, Asakusa.

 

Na zona norte de Tóquio, o bairro de Asakusa (浅草) ainda mantém um pouco do Japão tradicional. Os pontos principais deste local são o templo Senso-ji e a rua comercial Nakamise. Existem bastantes e variados restaurantes de comida típica japonesa, e é ainda possível dar um passeio de riquexó, conduzido por pessoas vestidas a rigor. É perto desta zona que também podemos encontrar a famosa Skytree de Tóquio.

Como chegar: Metro – Estação de Asakusa.

 

Shinjuku

Tóquio - Guia do Gaijin para o Japão

Shinjuku à noite.

 

Além de ser o local onde se situa a estação de comboios mais movimentada do mundo (com cerca de 2 milhões de pessoas a circular todos os dias), o bairro de Shinjuku (新宿) é um grande centro de entretenimento e negócios, com imensas lojas e arranha-céus.

Como chegar: Comboio JR ou metro – Estação de Shinjuku.

 

Harajuku

Takeshita-dori, Harajuku.

 

Harajuku (原宿) é o foco da dita cultura “adolescente”, onde se juntam vários estilos diferentes, mas também é um importante centro de compras. As ruas comerciais mais famosas desta área são a Omotesando (com lojas mais dispendiosas) e a Takeshita-dori (com lojas de segunda mão e focadas num público mais jovem). Também é aqui que podemos encontrar o famoso Santuário Meiji, que é um local a não perder.

Como chegar: Comboio JR – Estação de Harajuku; Metro – estações Meijijingu-mae ou Omotesando.

 

Ginza

Ginza à noite.

 

Ginza (銀座) é a zona mais cara de Tóquio – um m2 de espaço pode custar entre 10 a 40 milhões de ienes (c. €76535 a €306143)! É aqui que se concentram lojas de grandes marcas e de produtos topo de gama. Para além disso, também existem neste local imensos restaurantes, bares e galerias de arte (também de custo bastante elevado).

Como chegar: Comboio JR – Estação de Yurakucho; Metro – Estação de Ginza.

 

Shibuya

Cruzamento de Shibuya.

 

Shibuya (渋谷) é outro bairro famoso pelo comércio, entretenimento e restauração, sendo o local mais concorrido de Tóquio. É aqui que podemos encontrar o cruzamento mais famoso do mundo, com centenas e centenas de pessoas a atravessar estas passadeiras de cada vez. Também neste local podemos encontrar a conhecida estátua de Hachiko, numa das saídas da estação de comboios (apropriadamente chamada “Hachiko Exit”).

Como chegar: Comboio JR ou metro – Estação de Shibuya.

 

 

– Locais turísticos –

Mercado de Tsukiji

O maior de Tóquio, o mercado de Tsukiji (築地市場 Tsukiji Shijō) é conhecido pelos leilões de atum, que atingem preços astronómicos. Além de peixe, aqui também se vendem vegetais, frutas e flores. Também existem vários restaurantes, lojas de facas e de outros objetos. Apesar de ser um local com grande afluência de turistas, não foi construído para esse efeito. É um local de trabalho, pelo que os visitantes devem ter o cuidado de não atrapalhar os comerciantes e os seus clientes. Por essa razão, não são admitidos turistas antes das 10h da manhã e mesmo depois disso tem de haver atenção para deixar as outras pessoas circular. Não se deve levar malas grandes ou crianças e animais, nem tocar nos produtos expostos.

Atenção: está previsto para 2018 o encerramento desde mercado, que será transferido para a ilha artificial de Toyosu nessa altura.

  • Como chegar: Comboio JR – estação de Shimbashi; Metro – estações de Tsukiji Shijo ou Tsukiji.
  • Entrada: gratuita.
  • Horário: turistas apenas depois das 10h; área do mercado 5h-14h (varia com a loja); leilão de atum 5h25-6h15 (apenas 120 visitantes/dia). Fecha aos domingos e feriados nacionais.
  • Site oficial (em inglês): Tsukiji Market.

 

Torre de Tóquio

Um dos marcos mais icónicos desta cidade, a Torre de Tóquio (東京タワー Tōkyō tawā) é a torre auto-sustentada mais alta do mundo, com 333 metros. Além de ser uma antena emissora, também tem lojas, restaurantes, zonas de entretenimento e dois miradouros, um a 150m de altura e outro a 250m. Para além disto, em 2015 abriu neste recinto o One Piece Tower, um parque temático interior com jogos e espectáculos dedicados a esta série!

Atenção: à data da escrita do artigo, estão a ocorrer obras de renovação na Torre, sendo que o miradouro mais alto se encontra encerrado e a totalidade do miradouro mais baixo não estará acessível.

  • Como chegar: Comboio JR – estação de Hamamatsucho; Metro – estações Onarimon, Akabanebashi ou Kamiyacho.
  • Entrada: 900¥ (€6,90) para o miradouro mais baixo, 1600¥ (€12,30) para ambos. Entrada livre para os restaurantes e zonas comerciais. 3200¥ (€24,60) para One Piece Tower (desconto de 200¥ se comprar o bilhete em lojas de conveniência ou pontos de turismo).
  • Horário: 9h-23h (última entrada 22h30); One Piece Tower 10h-22h.
  • Site oficial (em inglês): Tokyo TowerTokyo One Piece Tower.

 

Zojo-ji

 

O templo Zojo-ji (増上寺 Zōjōji), mesmo ao lado da Torre de Tóquio, é o principal da seita budista Jodo. Foi construído em 1393 e movido para a sua localização atual por Tokugawa Ieyasu no fim do séc. XVI, estabelecendo-o como templo da sua família.

 

  • Como chegar: Comboio JR – estação de Hamamatsucho; Metro – estações Onarimon, Akabanebashi ou Kamiyacho.
  • Entrada: gratuita.
  • Horário: 9h – 17h, aberto todos os dias.
  • Site oficial (em inglês): Zojoji Temple.

 

Palácio Imperial de Tóquio

Residência da família imperial japonesa, o Palácio Imperial de Tóquio (皇居 Kōkyo) foi construído no local do antigo Castelo de Edo e é uma extensa área de parque, com fossos e muralhas de pedra. Os edifícios e jardim interior não podem ser acedidos por visitantes, mas a restante área pode ser visitada, assim como os Jardins Orientais do Palácio.

Atenção: podem ser reservadas visitas guiadas através deste link.

 

 

Santuário Yasukuni

O santuário xintoísta Yasukuni (靖国神社 Yasukuni Jinja) foi fundado em 1869 para honrar os japoneses que morreram nas várias guerras e conflitos que se seguiram à Restauração Meiji. Estão consagrados neste templo os espíritos de 2,5 milhões de japoneses, em registos que contêm os seus nomes, origens e datas e locais da morte. No terreno deste santuário existem imensas cerejeiras, incluindo a árvore representante da cidade e com a qual se determina a abertura oficial da estação das cerejeiras em flor à capital.

  • Como chegar: Metro – estação Kudanshita.
  • Entrada: gratuita.
  • Horário: 6h – 18h (17h de novembro a fevereiro).
  • Site oficial (em inglês): Yasukuni Shrine.

 

Parque Ueno

Originalmente parte dos terrenos do Templo Kaneiji, o Parque Ueno é um grande parque público com mais de 1000 cerejeiras. Na altura em que estão em flor, este parque é o sítio ideal para as observar e aproveitar os pequenos matsuri que fazem para as celebrar. Com uma extensão considerável, dentro do parque existem vários edifícios budistas e xintoístas (que faziam parte do antigo Templo Kaneiji), e ainda o Zoo de Ueno. Em redor do parque podemos encontrar ainda vários museus, com destaque para o Museu Nacional de Tóquio.

  • Como chegar: Comboio JR – Estação de Ueno.

 

Museu Nacional de Tóquio

O maior e mais antigo do país, o Museu Nacional de Tóquio (東京国立博物館 Tōkyō Kokuritsu Hakubutsukan) contém uma das maiores coleções de arte e artefactos arqueológicos do Japão. É constituído por seis edifícios, cada um deles funcionando como um “mini-museu” dedicado a um certo estilo artístico ou exposição. Cerca de 4000 artefactos do espólio fazem parte da exposição permanente, havendo ainda exposições temporárias regularmente.

  • Como chegar: Comboio JR – Estação de Ueno.
  • Entrada: 620¥ (€4,75) para a exposição permanente.
  • Horário: 9h30 – 17h (20h na maioria das sextas, 18h na maioria dos fins-de-semana e feriados). Encerrado às segundas-feiras (ou dia seguinte se for feriado à segunda).
  • Site oficial (em inglês): Tokyo National Museum.

 

Ameyoko

Perto de Ueno, a Ameyoko (アメ横) é uma rua comercial onde podemos encontrar diversos produtos de moda e acessórios, assim como lojas de comida e especiarias.

 

 

  • Como chegar: Comboio JR – Estação de Ueno; Metro – Estação Ueno-Okamachi.
  • Site oficial (em japonês): Ameyoko.

 

Zoo de Ueno

 

Este jardim zoológico é o mais antigo do Japão, tendo aberto portas em 1882. A atração principal são os pandas gigantes, que aqui chegaram pela primeira vez em 1972 com a normalização das relações entre o Japão e a China.

 

 

 

  • Como chegar: Comboio JR – Estação de Ueno.
  • Entrada: 600¥ (€4,60).
  • Horário: 9h30 – 17h. Encerra às segundas (ou no dia seguinte se segunda for feriado).
  • Site oficial (em japonês): Tokyo Zoo.

 

Senso-ji

Situado no bairro de Asakusa, o Senso-ji (浅草寺 Sensōji) é um templo dedicado à deusa Kannon. À sua entrada temos o Kaminarimon, que é um símbolo da cidade. Entre o Kaminarimon e o templo propriamente dito está a Nakamise, uma rua comercial bastante famosa da cidade.

Atenção: à altura de escrita deste artigo, o Kaminarimon e o pagode do Senso-ji estarão em renovação até setembro-outubro de 2017. As obras não têm grande impacto na visita ao templo.

  • Como chegar: Metro – estação de Asakusa.
  • Entrada: gratuita.
  • Horário: 6h – 17h (pavilhão principal), exterior sempre aberto.
  • Site oficial (em japonês): Senso-ji.

 

Santuário Meiji

Construído em 1920, o Santuário Meiji (明治神宮 Meiji Jingū) é dedicado ao Imperador Meiji e à sua consorte, a Imperatriz Shoken. Consiste numa grande área florestal, onde os visitantes podem passear e desfrutar da natureza, abstraídos do bulício da cidade. No seu centro está o santuário propriamente dito, um lugar popular para a primeira visita do Ano Novo (hatsumode) e é muito frequente verem-se aqui procissões de casamentos tradicionais japoneses.

Atenção: com a aproximação do centenário do santuário em 2020, estão a ser realizadas obras de renovação em alguns dos seus edifícios.

  • Como chegar: Comboio JR – estação de Harajuku; Metro – estação de Meiji-jingu-mae.
  • Entrada: gratuita.
  • Horário: do nascer ao pôr-do-sol.
  • Site oficial (em inglês): Meiji Jingu Official Website.

 

Parque Yoyogi

 

Mesmo ao lado do Santuário Meiji, o Parque Yoyogi (代々木公園 Yoyogi Kōen) é um dos maiores dentro da cidade de Tóquio, onde muitas pessoas vêm relaxar, correr, fazer piqueniques e outras atividades. Tem algumas cerejeiras e também gingko, cujas folhas no outono ganham uma bonita cor dourada.

 

 

 

Tokyo Skytree

Com 634m, a Tokyo Skytree (東京スカイツリー) é a estrutura mais alta do Japão. Tal como a Torre de Tóquio, a Skytree também é uma antena emissora, e tem no seu interior um grande complexo comercial, assim como um aquário. Possui também 2 miradouros, a 350m e 450m de altura respetivamente, que oferecem vistas inigualáveis sobre a cidade de Tóquio e a região do Kanto.

 

  • Como chegar: Metro – estação de Oshiage; também existem autocarros-expresso que partem de vários pontos de Tóquio.
  • Entrada: 2060¥ (€15,80) primeiro miradouro + 1030¥ (€7,90) segundo miradouro. Para estrangeiros existem o Fast Skytree Single Ticket para o primeiro miradouro e o Fast Skytree Combo Ticket para ambos, que permitem o acesso direto, sem esperar nas filas. Custam 3000¥ (€23) e 4000¥ (€30,70) respetivamente.
  • Horário: 8h – 22h (última entrada 21h).
  • Site oficial (em inglês): Tokyo Skytree.

 

Tokyo Disneyland & DisneySea

Parque temático que dispensa apresentações, a Disneyland de Tóquio foi construída em 1983 à semelhança da americana. Já a DisneySea é algo único do Japão – orientada para um público mais velho, foi inspirada por mitos e lendas dos oceanos.

 

 

  • Como chegar: Comboio JR – estação de Maihama; existe ainda um monorail que faz o circuito por todo o Disney Resort.
  • Entrada: 7400¥ (€56,80) adulto/dia/parque. Consultar site oficial para outros bilhetes/pacotes especiais.
  • Horário: geralmente 8h – 22h.
  • Site oficial (em inglês): Tokyo Disney Resort.

 

Museu Ghibli

Fora do centro de Tóquio, o Museu Ghibli (三鷹の森ジブリ美術館 Mitaka no Mori Ghibli Bijutsukan) conta-nos a história e processos de animação deste famoso estúdio, incluindo também exposições temporárias. O próprio design do museu é baseado no estilo de desenho deste estúdio, e exibem pequenas curtas-metragens exclusivas para quem o visita.

Atenção: não se vendem bilhetes no local, têm de ser adquiridos previamente online ou em lojas de conveniência (consultar site oficial).

  • Como chegar: Comboio JR – estações de Mitaka ou Kichijoji.
  • Entrada: geralmente 1000¥ (€7,70).
  • Horário: 10h – 18h. Geralmente encerrado às terças, Ano Novo e para manutenções periódicas (informação atualizada no site oficial).
  • Site oficial (em inglês): Ghibli Museum.

 

 

– Festivais e Eventos –

Sanja Matsuri

O Sanja matsuri (三社祭) ocorre todos os anos em Asakusa e celebra os fundadores do templo Senso-ji. Trata-se de uma parada na qual cerca de uma centena de mikoshi (santuários portáteis) são carregados pelas ruas deste bairro para trazer boa sorte. Nesta altura, as ruas enchem-se de barraquinhas de comida e de música de instrumentos tradicionais japoneses. Este festival também tem uma relação forte com a yakuza, podendo ver-se os membros desta organização a carregar mikoshi, exibindo as suas tatuagens de corpo inteiro.

  • Quando: terceiro fim-de-semana de maio.
  • Onde: bairro de Asakusa.

 

Kanda Matsuri

O Kanda matsuri (神田祭) é um dos festivais mais importantes de Tóquio. Ocorre em anos ímpares (em alternância com o Sanno matsuri, que ocorre em anos pares) e celebra a boa sorte e prosperidade da população. Consiste numa semana de vários eventos no centro de Tóquio, incluindo procissões de mikoshi com pessoas vestidas a rigor com trajes de época.

 

  • Quando: meados de maio, anos ímpares.
  • Onde: procissões ocorrem por Tóquio central.

 

Sanno Matsuri

Outro festival importante em Tóquio, o Sanno matsuri (山王祭) ocorre em anos pares e é de dimensão menor que o Kanda matsuri. Também é uma semana de eventos dedicados à divindade guardiã da capital japonesa, com procissões de mikoshi e pessoas trajadas à época como outros festivais xintoístas.

 

 

  • Quando: meados de junho, anos pares.
  • Onde: procissões ocorrem por Tóquio central.

 

AnimeJapan

O AnimeJapan (antigamente designado Tokyo International Anime Fair) é um dos maiores eventos mundiais de anime, como o próprio nome indica. Participam nele centenas de companhias de produção cinematográficas e de televisão japonesas e internacionais, de jogos, brinquedos e software. Tem vários palcos para espetáculos e entrevistas, workshops, lojas e conta ainda com a participação de criadores e dobradores famosos nesta área.

 

  • Quando: março, todos os anos.
  • Onde: Tokyo Big Sight – Odaiba, Tóquio.
  • Site oficial (em inglês): AnimeJapan.

 

Comiket

A maior convenção de manga a nível mundial, a Comiket (abreviatura de Comic Market) realiza-se duas vezes por ano, no verão e no inverno. É o local por excelência para adquirir doujinshi ou itens exclusivos ou de edição limitada.

 

 

 

  • Quando: verão e inverno, todos os anos.
  • Onde: Tokyo Big Sight – Odaiba, Tóquio.
  • Site oficial (em inglês): Official Comic Market Site.

 

Tokyo Game Show

O Tokyo Game Show é um dos maiores eventos de videojogos do mundo. Nele participam empresas desta área, que apresentam os seus novos produtos e outras inovações tecnológicas. Os primeiros dias deste evento são de entrada exclusiva a membros da indústria e à empresa e os últimos para o público em geral.

 

  • Quando: setembro, todos os anos.
  • Onde: Makuhari Messe International Convention Complex (comboio JR – estação de Kaihin-Makuhari).
  • Site oficial (em inglês): Tokyo Game Show 2017.

 


Outros locais || Voltar ao Índice


Comentários do Facebook









Também deverás gostar de




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

one × 2 =


Outras Histórias
Anime - Porque não Existem mais Segundas Temporadas? Fãs de anime, sejam eles novatos ou experientes, estão com a constante preocupação se a sua série favorita terá, ou não,...
Partilhas