Vale a Pena Ver Nakanohito Genome?

por Arthifis
Nakanohito Genome arrepiante

Allô a todos e bem-vindos a mais um artigo de primeiras impressões que devia ter sido escrito há meses atrás! Hoje vou-vos falar de um Anime que coloca um bando de streamers aleatórios a lutar pelas suas vidas para conseguir ganhar visualizações. Algo que precisam de fazer para conseguir sair deste estranho (e perigoso) sítio onde se encontram e o mastermind é um lama. Claro que estou a falar de Nakanohito Genome – the Ones Within – um dos Animes que tinha uma das premissas mais interessantes para os meus gostos de Anime. No entanto, será que Nakanohito conseguiu responder às minhas expectativas? Vamos ver!

 

Nakanohito Genome – Sinopse

Nakanohito Genome lama

 

Vi algumas pessoas a comparar Nakanohito com Dangaronpa e, embora entenda onde estão as semelhanças, ainda acredito que os Animes são completamente diferentes.

Embora todos joguem géneros diferentes de videojogos, um grupo de streamers desbloqueia o mesmo conteúdo escondido chamado de “Nakanohito Genome” que acaba por ser um jogo na vida real. Todos eles acordam num sítio desconhecido onde têm que jogar jogos para ganhar visualizações. Por outras palavras, o mesmo que eles já fazem no seu dia-a-dia. No entanto, desta vez, as suas vidas estão em risco. Cada membro tem o seu género favorito que pode de ir desde farming até jogos de terror, algo que também acontece com os diferentes desafios que eles têm de passar. Se o primeiro episódio foca num setting de terror, o segundo é tudo sobre nurturingdating simulators.

Como podem ver, existem de facto algumas semelhanças com Dangaraonpa – um grupo de adolescentes são raptados e acordam num sítio desconhecido e têm de lutar pela sobrevivência. Contudo, contrariamente a Dangaronpa onde as personagens são instigadas a matarem-se uns aos outros, em Nakanohito a ideia é trabalharem em conjunto.

 

Tanto as Personagens Como a História Não São Muito Profundas

Nakanohito Genome personagens

 

Para ser sincero, Nakanohito Genome acaba por ser bastante leve e nada de muito profundo. No entanto, não significa que o Anime é terrível, só diferente do que estava à espera. Todavia, embora seja impossível desenvolver oito personagens principais num Anime de 12 episódios, sinto que, pelo menos nos três primeiros episódios, as personagens partilharam tempo de antena igual.

No que toca ao plot, não consigo sentir muito mistério à volta dele. Sim, existe mistério presente visto que não sabemos o que raio se está a passar. No entanto, contrariamente a outros Animes com um setting semelhante, não sinto vibes misteriosas à volta de Nakanohito Genome. Sim, as personagens estão a tentar entender o que se passa e quem é o estranho lama, mas o Anime foca-se muito mais nos jogos que estão a acontecer em cada um dos episódios do que no mistério presente.

Como os jogos são aleatórios e diferentes uns dos outros, nunca sabemos que tipo de episódio vamos ter. Por exemplo, enquanto o episódio dois foi sobre criar um panda bebé fofinho e engraçado, o terceiro episódio foi sobre sobrevivência e lutar contra umas estranhas plantas mortíferas. Por outras palavras, pode ser demasiado aleatório para alguns de vocês. Mais ainda, não saber o que se está a passar e não haver nenhuma explicação também não ajuda. De qualquer das formas, para mim funciona visto que adoro começar o episódio sem saber o que vai acontecer.

 

Excelente Voice Acting, Animação Nem Por Isso

Nakanohito Genome engraçado

 

Uma das coisas onde podemos ver que os produtores não pouparam investimento é no voice acting. Ao verem os primeiros episódios é possível que comecem a reconhecer algumas das vozes das personagens de algum lado. Bem, é normal visto que a maior parte do elenco é conhecido.

Por exemplo, Akatsuki Iride, o que parece ser a personagem (mais) principal dentro de todas as outras personagens principais, é dobrado por Daiki Yamashita. Para aqueles que seguem as carreiras do dobradores em Anime já devem saber quem é. Mas para o pessoal que não liga muito a isso, Daiki é quem dá voz a Izuku Midoriya do My Hero Academy. Outros dobradores populares são Akari Kitou – deu voz a Nezuko em Demon Slayer, Kouki Uchiyama – deu voz a Raku Ichijou do Nisekoi… Bem, vocês percebem! A maioria dos VAs têm experiência e é algo que se nota na fluência que existe quando as personagens estão a conversar.

No que toca a animação não é a melhor que já vi, mas também não é a pior. Basicamente, é mediana. No geral, gosto do design das personagens e do ambiente à volta. Contudo, penso que a animação deveria ter sido mais cuidada em algumas das cenas como também deveria existir mais movimento em algumas cenas. De qualquer das formas, é bom o suficiente para se ver sem sofrer de ‘dores de vista’.

 

É Interessante, mas Não é Para Toda a Gente

Nakanohito Genome Akatsuki fofinho

 

Nakanohito Genome conseguiu apanhar a minha a atenção e pretendo ver o Anime até ao fim. No entanto, sei que não é para toda a gente. É demasiado aleatório, pelo menos nos três episódios que vi até agora, e, com doze episódios, não existe maneira de conseguir criar um bom desenvolvimento de personagens para cada um dos oito streamers. De qualquer das formas, se procuras um Anime para ver que não te faça pensar muito cujo objetivo é só te entreter por 20 minutos, Nakanohito Game pode ser o Anime perfeito para tal. Especialmente se gostares de videojogos!

E tu? Já viste Nakanohito Genome? O que achaste? Deixas a tua opinião nos comentários em baixo! 🙂

Artigo originalmente escrito no meu site pessoal, AnimeShelter.

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.