VAV em Portugal – Como correu o Concerto?

por Inês Paredes
VAV em Portugal – Como correu o Concerto

#VAVINLISBON

VAV estreou-se em terras lusas no passado dia 25 de novembro de 2019. O grupo sul-coreano que alcançou notoriedade com Señorita, não teve o concerto esgotado, mas foi intenso e inesquecível.

Antes de entrarmos na análise propriamente dita, gostaríamos de agradecer a KEVENTS por esta oportunidade.

 

VAV em Portugal – Como correu o Concerto?

vav em lisboa como correu o concerto poster

 

O dia em questão foi até bastante solarengo, ao contrário do que tem acontecido com a maioria dos dias de concertos de Kpop em Portugal. O dia 25 de novembro foi muito diferente dos outros dias de concerto aos qual fui, sendo que a maioria de todos estes foram organizados pela MyMusicTaste. Foi a primeira vez que assisti a um concerto com esta promotora, a KEVENTS, e portanto, o sistema de recepção de organização de filas foi bem diferente.

As filas só tiveram inicio lá pelas 13h, o que significaram mais umas belas horas de sono – para mim, menos uma noite num hostel e menos dinheiro gasto com alimentação e transporte.

Na organização do concerto, a promotora da tour europeia do grupo teve a sua estreia em terras portuguesas e mostrou ser eficaz no sistema de filas, não tendo sido necessária a ajuda de fanbases nem de terceiros. Para já, a fila não se foi formando por ordem de chegada: a promotora enviara anteriormente, por email, os números desta de acordo com quem comprou primeiro – se uma pessoa adquiriu logo a seguir à abertura da bilheteira, ficou com um número 20, por exemplo; se alguém comprou apenas dias antes do concerto, ficou com um número 197. Portanto, assim não houveram confusões e na altura de formar filas para entrar no recinto, as pessoas organizaram-se em pouco tempo.

A zona de balcão e receção foi também acessível, com assistentes sempre prestáveis e merchandising do grupo e da tour a preços moderadamente baratos – álbuns assinados a 25 euros, camisola da tour a 25 euros, porta-chaves a 10 euros, set de photocards a 10 euros, entre outros.

O concerto começou as 20h, no Estúdio Time Out, um espaço não muito aconselhável para este tipo de concertos, diga-se de passagem. Antes de o grupo entrar no palco, visualizou-se um vídeo promocional dele, com footage do seu último comeback coreano – Poison.

 

 

Os sete membros começaram o concerto, agitando logo a multidão com duas músicas do último álbum “Poison” – a title homónima e a 119, uma preferida minha. Apresentaram-se enquanto grupo e enquanto individuais, as suas frases em coreano sendo rapidamente traduzidas pelo MC em voz off.

Depois deste intervalo, os VAV decidiram retornar às origens, com Flower(You) e ABC (Middle of the Night), canções lançadas em 2017, aquando da entrada dos novos membros – Ayno, Lou e Ziu. Reviveu-se o verão com o reggaeton latino de Senõrita e Give Me More e sentiu-se também um toque a passerelle com as sofisticadas Thrilla Killa, Gorgeous, Spotlight e She’s Mine. Touch You e I’m Sorry, produzidas e compostas respetivamente por Ayno e St. Van, permitiram ao grupo aproximar-se dos fãs e deixaram o público ao rubro.

Para descansar entre performances, o grupo decidiu convidar fãs ao palco e realizar todo o tipo de fanservice – desde serenatas, abraços, aegyo, a selfies com o grupo.

 

Cliquem no ícone do Facebook abaixo para poderem ver todas as fotos tiradas pelo ptAnime no dia do concerto!

Aqui ficam as fotos tiradas no concerto dos VAV, no passado dia 25 de novembro de 2019, no Estudio Time Out, em Lisboa!…

Posted by PtAnime on Saturday, November 30, 2019

 

Houve espaço para músicas mais suaves como Winter Breeze e Sweet Heart (ambas já com um saborzinho a Natal) que deixaram o público com uma lágrima no canto do olho.  A fanbase portuguesa do grupo mostrou um vídeo, com pequenas mensagens de várias VAMPZ portuguesas, que comoveu todos os membros.

Na despedida, os membros falaram essencialmente da sua mais recente paixão – a comida portuguesa (especialmente os pastéis de Belém e o vinho) –, agradecendo a enorme presença do público e manifestando a vontade de regressar a terras lusas.

Depois das palmas, e de cerca de 10 minutos a gritar por mais, os rapazes regressaram ao palco e cantaram mais uma vez a Give Me More, desta vez em formato acústico.

Foi uma experiência inesquecível, exceto o espaço onde se passou – o estúdio do Mercado Time Out, que se situa por cima das lojas de restauração, é bastante pequeno em altura e muito longo em comprimento, o que o torna um pouco claustrofóbico. O palco aumentou de tamanho por causa das queixas que tem havido com concertos passados ali, no entanto, a audiência pouco vê para além do peito dos membros para cima. Houve outros concertos passados em espaços como o LAV ou o LXFACTORY que compensaram bastante mais em termos de acústica e de visualidade. Kevents, aqui fica a dica.

E vocês, o que acharam do concerto?

Aqui a setlist deste concerto memorável em Lisboa:

>> Para mais artigos sobre K-pop, cliquem AQUI!

 


Artigos relacionados

PENTAGON em Portugal – Como correu o Concerto?

K-POP Cover Awards Portugal 2020 anunciam Data e Local


 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.