Yakuza Kiwami – Análise

por Jackie Ortho
Yakuza Kiwami – Análise - Capa

Se és fã de jogos de luta, é provável que já tenhas ouvido sobre Yakuza. Este nome é associado a jogos do tipo beat-em-up desenvolvidos pela SEGA, quer seja pelo seu combate fluído e violento, quer por rumores de cenas demasiado bizarras para pertencerem a um jogo deste tipo.

Lançado em 2005 para a PS2, Yakuza foi uma aposta por parte da SEGA, que se sentia bastante insegura ao criar um jogo com temas tão realistas e adultos como a representação do famoso grupo de crime organizado japonês com o mesmo nome. No entanto, foi uma decisão bem-sucedida, pois veio-se a tornar num inesperado best-seller.

 

Yakuza Kiwami – Análise

Yakuza Kiwami – Análise

 

 

Yakuza Kiwami – Sinopse

O jogo segue a história de Kazuma Kiryu, um membro desta máfia oriental conhecido pelo título de Dragão de Dojima, que se tenta ajustar ao que lhe parece ser um novo mundo, depois de ter passado 10 anos na prisão devido a um crime que não cometeu.

 

Yakuza Kiwami – Análise - protagonistas

 

Depois de ser libertado, Kiryu volta para a cidade de Kamurocho onde descobre que Yumi, que lhe é como irmã, foi dada como desaparecida pouco tempo depois de ele ter entrado na prisão. Assim que começa a sua procura, o Dragão de Dojima encontra uma rapariga chamada Haruka, que se introduz como sendo a sobrinha de Yumi, que está em busca da sua mãe, igualmente desaparecida.

Este é o enredo de Yakuza, onde um mafioso veterano e uma jovem rapariga se juntam para encontrar aqueles que perderam.

 

Yakuza Kiwami – Análise

 

Yakuza Kiwami (que pode ser traduzido para Yakuza Extreme) é um remake desta clássica jóia inicialmente exclusivo da PS3 e PS4, tendo sido recentemente lançado para PC, com gráficos melhorados, novos diálogos para melhorar a coesão narrativa e um sistema de combate atualizado para um estilo mais moderno e funcional.

Kiwami introduz também o sistema de Majima Everywhere, onde Goro Majima, rival de Kiryu, irá regularmente desafiá-lo de modo a o ajudar a recuperar a perícia de combate que perdeu enquanto esteve encarcerado. Majima vê-se como o único que o merece desafiar para um duelo final, mas só o fará quando Kiryu atingir o seu potencial máximo. Com uma personalidade explosiva e uma pitada psicótica misturada com a imprevisibilidade dos seus encontros, Majima é definitivamente uma das personagens mais memoráveis do jogo.

 

Yakuza Kiwami – Análise

 

Exploração do mundo

Esta aventura passa-se na cidade de Kamurocho, onde jogador poderá explorar livremente entre missões. O seu tamanho reduzido comparado com outros mundos livres poderá levar a que se vejam sempre as mesmas lojas e se passe por repetidas ruas, sendo um pouco aborrecido. No entanto, cada bocado desta vibrante cidade está recheado com missões secundárias, minijogos e conversas entre personagens que dão vida até aos cantos mais obscuros. Não que existam muitos, pois Kamurocho encontra-se constantemente banhada em luz, quer por postes de iluminação quer pelos inúmeros sinais de néon espalhados por todo o lado.

E por falar em conversas, há que referir a qualidade das vozes neste jogo: são absolutamente fenomenais. Mesmo quem não sabe japonês pode apreciar a paixão e dedicação em trazer cada personagem à vida.

Os gráficos e o aspeto visual também não ficam nada atrás, sendo bastante imersivos e quase foto realistas em alguns momentos. As ruas são apinhadas, barulhentas e extremamente iluminadas, tal como as cidades noturnas do Japão.

 

Yakuza Kiwami – Jogabilidade

Relativamente ao combate, estão disponíveis ao jogador 4 diferentes estilos, cada um com uma aura da cor correspondente: Brawler (azul), um estilo equilibrado inspirado em lutas de rua; Rush (roxo), focado em velocidade e no uso dos punhos; Beast (amarelo), lento e pesado, este estilo permite que Kiryu facilmente acerte em múltiplos inimigos de uma vez com os seus ataques, fazendo também com que automaticamente agarre em objetos para infligir o máximo dano possível; e finalmente Dragon (vermelho), semelhantemente equilibrado como o Brawler, mas mais poderoso quando evoluído.

Durante uma luta, o jogador poderá fazer combinações entre ataques leves e pesados para derrotar a oposição. No entanto, a verdadeira agressividade, a espetacularidade, aquele “umpf” do combate encontra-se nas Heat Actions. Por baixo da barra de vida está presente a barra de Heat que irá aumentar durante a luta em si e, assim que o jogador tenha suficiente e esteja na posição certa (como entre o inimigo e uma parede, no momento que é atacado, …), Kiryu irá executar um ataque bastante poderoso num estilo cinemático.

 

Yakuza Kiwami – Análise

 

Após o conflito, o protagonista irá voltar ao modo de exploração e receberá dinheiro e pontos de experiência, que poderá usar para melhorar os estilos de luta. A exceção à norma é o estilo Dragon, pois este apenas pode ser evoluído através dos encontros de Majima Everywhere e de um certo NPC.

E para os caçadores de platinas e o pessoal que gosta do 100%, Kiwami testa a habilidade e paciência de cada um ao limite, com desafios que colocam o jogador em posições extremamente desvantajosas, onde apenas os mais persistentes triunfarão.

 

Yakuza Kiwami – Análise

 

Um combate viciante, uma história que agarra e um certo nível de dificuldade é o que Yakuza Kiwami tem para oferecer. Um definitivo 8/10, sendo uma excelente adição à coleção, tanto para quem quer entrar na série como para quem está só de passagem.

 

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.